Salúcio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Saturnínio Segundo Salúcio (em latim: Saturninius Secundus Salutius) ou simplesmente Salúcio, também chamado de Salútio, foi um oficial romano nativo da Gália. A primeira menção de sua existência foi feita pelo historiador romano Amiano Marcelino.[1] Ele era um questor quando se tornou membro do corte de Juliano, o Apóstata, enquanto o último era césar da Gália. Salúcio era versado em filosofia grega e retórica e ganhou o respeito de Juliano. Foi provavelmente através de seus conselhos que Juliano desenvolveu as habilidades de administração que demonstrou na Gália. Em 359, Constâncio II o removeu da Gália.[2] [3] Quando Juliano se tornou imperador, ele fez de Salúcio o prefeito pretoriano do Oriente (em latim: Praefectus praetorio) no fim de 361 e uma de suas primeiras tarefas foi administrar o tribunal da Calcedônia[4] juntamente com Cláudio Mamertino e quatro comandantes militares: Arbício, Agilo, Nevita e Jovino. Ele acompanhou o imperador na campanha da Pérsia, na qual o imperador foi morto. Como sinal de grande respeito, o primeiro comando militar o nomeou para tornar-se imperador, mas Salúcio recusou a honra alegando doença e a idade avançada, e a honra foi então cedida a Joviano.[5] [6] Após retornar da Pérsia, Salúcio continuou como prefeito pretoriano durante o reinado de Valentiniano I até ser substituído por Nebrídio.[7]

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Athanassiadi, Polymnia. Julian: An Intellectual Biography. Londres: Routledge, 1992.
  • Barnes, Timothy D.. Ammianus Marcellinus and the Representation of Historical Reality. Nova Iorque: Cornell University Press, 1998. vol. 56.
  • Bowersock, Glen Warren. Julian the Apostate. Londres: Routledge, 1978. ISBN 0-674-48881-4.
  • Marcelino, Amiano. Res Gestae. [S.l.: s.n.], século IV.