Simeão Estilita, o Antigo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruínas da coluna de Simeão

Simeão Estilita, o Antigo (Sis, ca. 389 - Telnessin, 459) foi um asceta cristão sírio, que viveu no cimo de uma coluna de pedra. É considerado santo quer pela Igreja Católica Romana, quer pela Igreja Ortodoxa. Na Igreja Católica o seu dia corresponde ao 5 de Janeiro, enquanto que na Igreja Ortodoxa é celebrado a 1 de Setembro. É chamado de "Antigo" para distingui-lo de São Simeão Estilita, o Moço, que viveu no século VI.

Simeão nasceu no norte da Síria, perto da moderna Alepo, tendo começado a sua vida como pastor. Em 403 a.C. ingressou como monge em Teleda, tendo adoptado práticas de austeridade extremas que geraram critícas e o afastamento da comunidade. Mudou-se então para Telnessin por volta do ano 412. Viveu como eremita numa cela e depois passou a viver no topo de uma coluna preso por uma corrente (tornou-se um estilita).

Foi adoptando cada vez colunas mais elevadas, tendo a última onde viveria durante trinta anos (entre 429-459) dezessete metros de altura. O que era necessário à sobrevivência era levado através de uma escada. O local onde se erguia a coluna tornou-se alvo de peregrinação de doentes e de pessoas que procuravam aconselhamento espiritual. Aparentemente a sua influência atingiu imperadores, como Leão I, o Trácio, ao qual escreveu uma carta na qual se pronunciava a favor do Concílio de Calcedónia.

Em volta da coluna onde viveu durante trinta anos foi construída uma basílica cruciforme, cujas ruínas subsistem ainda no local.

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Simeão Estilita, o Antigo