Solda de estanho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Solda de estanho, também conhecida como solda de estanho-chumbo, solda macia ou solda branca, é uma solda comum à base de estanho e chumbo em diversas proporções, às quais podem ser adicionadas pequenas quantidades de outros elementos como o antimônio, a prata e o bismuto para modificar suas propriedades como dureza, fluidez quando líquido, entre outras características.

As ligas são designadas pelas proporções de estanho e chumbo, por exemplo, dizer que a solda é 70/30, significa dizer que há nela 70% de estanho e 30% de chumbo. São comumente usadas soldas nas proporções 70/30, 60/40, 50/50 e 40/60. Apresentam baixo ponto de fusão e podem ser empregadas com ferros de soldar de baixa potência ou maçaricos de GLP.

Podem ser usadas para soldagem de cobre e suas ligas, como latão (cobre e zinco) e bronze (cobre e estanhoo), mas não servem para soldar outros metais, como o alumínio e o ferro. As soldas de estanho são largamente utilizadas para soldagem principalmente na eletro-eletrônica e na hidráulica.

Na eletro-eletrônica, são mais usadas as soldas em forma de fios com a liga 60/40 ou a 63/37, que é a mistura eutética, com ponto de fusão de 183°C. As aplicações são a soldagem de componentes em placas de circuito impresso, soldagem de terminais e conectores em cabos elétricos, etc.

Para instalações hidráulicas é normalmente usada a liga 50/50, sob forma de fios, fitas ou barras, para a soldagem de tubulações de Cu.

Outras aplicações incluem a produção de radiadores automotivos e trocadores de calor industriais, à base de tubos de Cu.

Apesar das soldas de estanho serem muito usadas como liga na conexão dos tubos de cobre (sem costura) destinados a abastecimento de água potável na rede doméstica hidráulica, isso não quer dizer que sejam apropriadas para conduzir gás liquefeito de petróleo de uso doméstico (GLP) já que uma vez expostas a chamas não suportam temperaturas superiores a 232°C.