Speak to Me

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
"Speak to Me"
Música de Pink Floyd
do álbum Dark Side of the Moon
Lançamento 2 de Março de 1973
Gravação 1973
Abbey Road Studios, Londres
Gênero(s) Rock progressivo
Duração 1:13
Gravadora(s) Harvest (RU)
Capitol (EUA)
Composição Nick Mason
Produção Pink Floyd
Faixas de Dark Side of the Moon
Último
Último
Breathe
(2)
Próximo
Próximo

"Speak to Me" é a primeira faixa do álbum Dark Side of the Moon,[1] da banda inglesa Pink Floyd. É uma faixa composta apenas por efeitos sonoros e é uma das únicas músicas creditadas apenas ao baterista Nick Mason (a outra é "The Grand Vizier's Garden Party", do álbum Ummagumma de 1969).

Composição[editar | editar código-fonte]

A faixa é composta basicamente por várias colagens de efeitos sonoros presentes em outras partes do álbum, como as batidas de coração, do final de "Eclipse", ou o som da caixa registradora, presente no início da faixa "Money",o som dos relógios de "Time",as risadas de "Brain Damage" e os gritos de "The Great Gig in the Sky".São também presentes na música, algumas falas.

Partes Faladas[editar | editar código-fonte]

I've been mad for fucking years, absolutely years. I've been over the edge for yonks. Been working with bands so long, I think. Crikey...
I've always been mad, I know I've been mad, like the most of us are. It's very hard to explain why you're mad, even if you're not mad.

Notas

  1. Algumas versões do álbum unem a faixa "Speak to Me" com a faixa "Breathe".