Eclipse (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
"Eclipse"
Música de Pink Floyd
do álbum Dark Side of the Moon
Lançamento 2 de Março de 1973
Gravação 1973
Abbey Road Studios, Londres
Gênero(s) Rock progressivo
Duração 2:04
Gravadora(s) Harvest (RU)
Capitol (EUA)
Composição Roger Waters.
Produção Pink Floyd
Faixas de Dark Side of the Moon
Último
Último
Brain Damage
(10)
Próximo
Próximo

"Eclipse" é a décima[1] e última faixa do álbum Dark Side of the Moon, de 1973, da banda inglesa Pink Floyd.

A música é geralmente tida como uma espécie de continuação de "Brain Damage", devido a ausência de intervalo entre o final de uma e o começo de outra, entretanto são faixas distintas e suas letras também têm significados diferente.

Composição[editar | editar código-fonte]

É uma música calma, sem muitos efeitos de estúdio. Uma faixa onde predomina o órgão de Rick Wright e um calmo riff de guitarra ao fundo. Coros de vozes podem ser ouvidos também e dão um ar ainda mais sublime à canção. Um riff de guitarra com distorção pode ser ouvido ao fundo por volta do segundo verso da música.

A música acaba com as batidas de coração do começo de "Speak to Me", mas, desta vez, sem o tom dramático. Apenas o som suave das batidas que desaparece gradualmente, juntamente com os últimos dizeres do álbum: "There is no dark side of the moon, really. Matter of fact, it's all dark."

Em algumas versões do álbum, pode ser ouvida, bem no fim da gravação, quando invertida, uma versão orquestrada da música "Ticket to Ride" dos Beatles. Aparentemente, isso foi causado apenas pelo fato de uma fita ter sido mal apagada no estúdio.

Nota[editar | editar código-fonte]

  1. A numeração das faixas depende da versão do álbum. Em versões mais antigas, "Speak to Me" e "Breathe" aparecem unidas.