Tacaimbó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Tacaimbó
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 20 de dezembro
Fundação 15 de novembro de 1907
Gentílico tacaimboense
Prefeito(a) Sandra Lucia Freire Aragão (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Tacaimbó
Localização de Tacaimbó em Pernambuco
Tacaimbó está localizado em: Brasil
Tacaimbó
Localização de Tacaimbó no Brasil
08° 18' 57" S 36° 17' 34" O08° 18' 57" S 36° 17' 34" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Agreste Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Vale do Ipojuca IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Belo Jardim (norte e oeste), São Caetano (Pernambuco) (leste), Cachoeirinha (Pernambuco) (sul)
Distância até a capital 170 km km
Características geográficas
Área 227,586 km² [2]
População 12 932 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 56,82 hab./km²
Altitude 576 m
Clima Semiárido Bsh
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,554 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 64 028 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 5 037 64 IBGE/2011[5]
Página oficial

Tacaimbó é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, o município compõe-se dos distritos sede e Riacho Fechado.

História[editar | editar código-fonte]

A povoação de Tacaimbó teve início com a vinda do Senhor Luiz Alves Maciel, natural de Água Preta, que se instalou em uma fazenda. Mais tarde com a criação de gado, onde havia vários currais, passou o lugarejo a denominar-se de CURRALINHO.

Pouco tempo depois, o Senhor Luiz Alves Maciel construiu uma casa no local onde hoje é a Avenida Luiz Alves Maciel, também conhecida como Rua Velha, construindo-se, em seguida, várias casas comerciais, começando então, a se desenvolver o povoado.

Alguns anos depois, foi construída a estrada de ferro da antiga Great-Western (hoje Rede Ferroviária S/A),cuja inauguração se verificou em, 25 de dezembro de 1896, tendo o povoado recebido o nome de Antônio Olinto, em homenagem ao engenheiro mineiro, que construi a estação.

A população passou então, a se concentrar mais à margem esquerda do Rio Ipojuca, onde se localiza a estrada de ferro.

Com crescimento da população, sentiu-se a necessidade da construção de um templo católico, pois a missa era celebrada em uma palhoça. Tendo sido doado o patrimônio a Santo Antônio, pela Senhora Ana Freire da Cruz, foi erguida uma capela, em 1906, subordinada à Paróquia de Belo Jardim, também ao lado esquerdo do mencionado rio, onde é hoje, a sede do município.

Posteriormente, a capela passou a pertencer à Paróquia de São Caetano.

No ano de 1950, o senhor João Clemente da Silva, sentindo a necessidade de um templo maior para a população, que já era então vultosa e através de um gesto generoso, reconstruiu e ampliou a capela, onde hoje é a Igreja Matriz, consagrada a Santo Antônio. Assim, o primeiro nome deste município foi Antônio Olinto, passando depois, para TACAIMBÓ. Esta mudança se deve ao fato já existir no Estado de Minas Gerais, outro município com este mesmo nome.

O nome TACAIMBÓ é de origem indígena, tendo existido uma tribo com este nome, na Fazenda Itacaité, passando este nome, a vigorar no ano de 1945. A criação desta denominação deve-se ao historiador Mário Melo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 08º18'58" sul e a uma longitude 36º17'36" oeste, estando a uma altitude de 576 metros. Sua população estimada em 2004 era de 13.572 habitantes.

Possui uma área de 210,94 km².

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2013. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (outubro de 2013). Página visitada em 28 de outubro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 17 dez. 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.