Teágenes (patrício)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Teágenes (Grego: Θεαγένης, f. 470s – 480s) foi um político ateniense.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nativo de Atenas, Teágenes pertencia a uma família rica e aristocrática que alegou descendência de Milcíades e Platão. Ele tinha uma esposa, Asclepideneia, que foi a bisneta do filósofo neoplatônico Plutarco de Atenas.[1] Ele também tinha um filho chamado Hegias.[2]

Ele foi um senador romano, um patrício e um arconte.[3] Ele foi um defensor da escola neoplatônica de Proclo.[4] Após a morte de Proclo contudo, Teágenes entrou em conflito com os diretores da escola, pois ele usou seu patrocínio para aumentar seu prestigio. Ele foi um protetor de Pamprépio enquanto este residiu em Atenas, mas depois deixou de apoiá-lo (Teágenes tinha um estilo próprio de filósofo, enquanto Pamprépio ansiava tornar-se o melhor dos filósofos) e Pamprépio foi forçado a deixar a cidade.[5]

Um panegírico dedicado a Teágenes, provavelmente escrito por Pamprépio, existe.[6]

Referências

  1. Glen Warren Bowersock, Peter Robert Lamont Brown, Oleg Grabar, Late antiquity: a guide to the postclassical world, Harvard University Press, 1999, ISBN 0674511735, p. 321.
  2. Edward Watts, City and School in Late Antique Athens and Alexandria, University of California Press, 2008, ISBN 0520258169, p. 116.
  3. Suda Θ 78.
  4. Watts, p. 110.
  5. Watts, pp. 119–120; Nagy, p. 30.
  6. Nagy, Gregory, Greek Literature, Routledge, 2001, ISBN 0415937701, p. 486.