Temporada 1969-70 da NHL

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A temporada 1969–70 da NHL foi a 53.ª temporada da National Hockey League (NHL). Doze times jogaram 76 partidas cada. Pela terceira temporada seguida, o St. Louis Blues chegou às finais da Stanley Cup, e pelo terceiro ano consecutivo, foram derrotados por 4-0. Dessa vez, todavia, foram batidos pelo Boston Bruins, já que os atuais campeões Montreal Canadiens perderam por pouco os playoffs, algo que não aconteceria novamente pelo próximo quarto de século. Com os Leafs e os Habs fora, isso significou que todos os times poarticipantes nos playoffs de 1970 eram dos Estados Unidos, a única vez em que isso aconteceu até hoje. Também foi a última temporada em que os times usaram seus agasalhos principais em casa até a temporada 2003-04.

Temporada Regular[editar | editar código-fonte]

Bobby Orr, do Boston Bruins, tornou-se o primeiro defensor na história da NHL a ser artilheiro em uma temporada da NHL. Ele o fez ao estabelecer um recorde de 87 assistências e um total de 120 pontos, apenas seis a menos do recorde de pontos estabelecido pelo seu colega de time Phil Esposito na temporada anterior. Durante o caminho, ele também venceu o Troféu Memorial James Norris pelo terceiro ano consecutivo como melhor defensor, o Troféu Memorial Hart como MVP, e o Troféu Conn Smythe como MVP durante os playoffs, sendo o único jogador na história da NHL a ganhar quatro prêmios individuais.

Gordie Howe terminou a temporada entre os dez maiores pontuadores da NHL para um recorde de 21 temporadas consecutivas; foi a última temporada em que ele obteve o feito.

Pela terceira temporada consecutiva, o St. Louis Blues ganhou facilmente a Divisão Oeste, sendo o único time da divisão a ter um recorde de vitórias.

Na Divisão Leste, todavia, houve uma mudança temporária de sua guarda, já que Montreal escorregou de primeiro na última temporada para quinto nessa, perdendo a vaga nos playoffs para o New York Rangers no desempate por total de gols marcados. Os Rangers ficaram na primeira posição por um certo tempo, mas lesões na linha azul dizimaram qualquer chance de um término no primeiro lugar, e eles ainda obtiveram Tim Horton em desespero. Seria a única temporada em que Montreal não atingiria os playoffs entre 1948 e 1995, e como o Toronto Maple Leafs também não atingiu a pós-temporada, isso proporcionou a única vez na história da NHL em que os playoffs não tiveram equipes canadenses. Esses desenvolvimentos foram importantes para a decisão de mover Chicago para a Divisão Oeste em conjunção com a expansão de 1970, e a adoção das séries de playoffs entre times das Divisões Leste contra Oeste na temporada seguinte. O desequilíbrio continuado levou à exclusão de times da Divisão Oeste da final da Stanley Cup pelas próximas três temporadas.

Os Bruins e o Black Hawks empataram na liderança no Leste com 99 pontos, mas Chicago ficou com a liderança por ter mais vitórias. Foi a segunda vez na história dos Black Hawks em que atingiram esse feito (a primeira foi 1966–67).

Desempate Canadiens/Rangers[editar | editar código-fonte]

Entrando nos últimos jogos da temporada, o desmoronante New York Rangers estava dois pontos atrás do Montreal Canadiens pela última vaga nos playoffs. Uma vitória do New York e uma derrota de Montreal iria empatá-los em pontos, mas os Canadiens tinham uma deferença de "cinco gols" nos gols pró. Isso levou a táticas não usuais para ambos os times.

No seu penúltimo jogo, o Detroit Red Wings conseguiu sua vaga nos playoffs, após ter perdido a pós-temporada nos três anos anteriores. Muitos de seus jogadores estavam jubilantes e celebraram de forma efusiva esse feito, apesar do fato de que eles enfrentariam o New York no dia seguinte para terminar a temporada. Vários jogadores de Detroit ainda sentiam a ressaca da festa da noite anterior a poucas horas de irem ao gelo novamente contra os Rangers.[1]

O desesperado Rangers teve 65 finalizações no goleiro Roger Crozier para conseguir uma liderança de 9-3 no início do terceiro período. Procurando ainda mais gols, o treinador Emile Francis repetidamente tirava o goleiro Ed Giacomin por um atacante extra, embora isso não tenha dado certo e os Red Wings tenham feito dois gols na barra vazia para um placar final de 9-5. De toda forma, New York havia igualado Montreal em pontos e tinha quatro gols a mais na temporada.[1]

Os Canadiens jogaram contra o Chicago Black Hawks no que foi o último jogo de ambos na temporada regular. Diferentemente dos Red Wings, que não tinham mais nada a conseguir no seu último jogo, os Black Hawks estavam jogando pela liderança da divisão. Com cerca de 9 minutos faltando no terceiro período e perdendo por 5-2 para os Hawks, os Canadiens iriam aos playoffs se fizessem três gols independente do que ocorresse no jogo, então o treinador Claude Ruel tirou seu goleiro para um atacante extra. Montreal não conseguiu marcar enquanto Chicago mandou o disco cinco vezes para a rede vazia, para vencer por 10–2. Os Canadiens, terminando a temporada com dois gols a menos que os Rangers, estavam fora dos playoffs. Torcedores revoltados dos Habs acusaram Detroit, que já havia se classificado e não tinha mais nada a fazer na temporada, de propositadamente entregar o jogo para deixar os Rangers irem aos playoffs.[1]

Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Nota: PJ = Partidas Jogadas, V = Vitórias, D = Derrotas, E = Empates, Pts = Pontos, GP = Gols Pró, GC = Gols Contra,PEM=Penalizações em Minutos
Times que se classificaram aos play-offs estão destacados em negrito

Divisão Leste J V D E Pts GP GC PEM
Chicago Black Hawks 76 45 22 9 99 250 170 901
Boston Bruins 76 40 17 19 99 277 216 1196
Detroit Red Wings 76 40 21 15 95 246 199 907
New York Rangers 76 38 22 16 92 246 189 853
Montreal Canadiens 76 38 22 16 92 244 201 892
Toronto Maple Leafs 76 29 34 13 71 222 242 898
Divisão Oeste J V D E Pts GP GC PEM
St. Louis Blues 76 37 27 12 86 224 179 876
Pittsburgh Penguins 76 26 38 12 64 182 238 1038
Minnesota North Stars 76 19 35 22 60 224 257 1008
Oakland Seals 76 22 40 14 58 169 243 845
Philadelphia Flyers 76 17 35 24 58 197 225 1123
Los Angeles Kings 76 14 52 10 38 168 290 969

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

PJ = Partidas Jogadas, G = Gols, A = Assistências, Pts = Pontos, PEM = Penalizações em Minutos

Jogador Time PJ G A Pts
Bobby Orr Boston Bruins 76 33 87 120
Phil Esposito Boston Bruins 76 43 56 99
Stan Mikita Chicago Black Hawks 76 39 47 86
Phil Goyette St. Louis Blues 72 29 49 78
Walt Tkaczuk New York Rangers 76 27 50 77
Jean Ratelle New York Rangers 75 32 42 74
Red Berenson St. Louis Blues 67 33 39 72
J. P. Parise Minnesota North Stars 74 24 48 72
Gordie Howe Detroit Red Wings 76 31 40 71
Frank Mahovlich Detroit Red Wings 74 38 32 70

Tabela dos Playoffs[editar | editar código-fonte]

  Quarter-finals Semi-finals Stanley Cup Final
                           
  1  Chicago Black Hawks 4  
3  Detroit Red Wings 0  
  1  Chicago Black Hawks 0  
East Division
  2  Boston Bruins 4  
2  Boston Bruins 4
  4  New York Rangers 2  
    E2  Boston Bruins 4
  W1  St. Louis Blues 0
  1  St. Louis Blues 4  
3  Minnesota North Stars 2  
  1  St. Louis Blues 4
West Division
  2  Pittsburgh Penguins 2  
2  Pittsburgh Penguins 4
  4  Oakland Seals 0  


Finais[editar | editar código-fonte]

Boston Bruins vs. St. Louis Blues

Data Visitante Plcar Mandante Placar Notas
3 de maio Boston Bruins 6 St. Louis Blues 1
5 de maio Boston Bruins 6 St. Louis Blues 2
7 de maio St. Louis Blues 1 Boston Bruins 4
10 de maio St. Louis Blues 3 Boston Bruins 4 OT

Boston venceu a série melhor de 7 por 4-0

Phil Esposito dos Bruins liderou a artilharia dos playoffs com 13 gols e 14 assistências para 27 pontos, àquele tempo um recorde na NHL, seguido por Orr com 20 pontos e Johnny Bucyk dos Bruins com 19 pontos. Gerry Cheevers dos Bruins liderou entre os goleiros com 12 vitórias, enquanto Jacques Plante dos Blues liderou na média de gols contra durante os playoffs, com 1,48.

Prêmios da NHL[editar | editar código-fonte]

Prêmios de 1969-70 da NHL
Troféu Príncipe de Gales: Chicago Black Hawks
Taça Clarence S. Campbell: St. Louis Blues
Troféu Art Ross: Bobby Orr
Troféu Memorial Bill Masterton: Pit Martin
Troféu Memorial Calder: Tony Esposito
Troféu Conn Smythe: Bobby Orr
Troféu Memorial Hart: Bobby Orr
Troféu Memorial James Norris: Bobby Orr
Troféu Memorial Lady Byng: Phil Goyette
Prêmio Mais/Menos da NHL: Bobby Orr
Troféu Vezina: Tony Esposito
Troféu Lester Patrick: Edward W. Shore, James C. V. Hendy

Times das Estrelas[editar | editar código-fonte]

Primeiro Time   Position   Segundo Time
Tony Esposito, Chicago Black Hawks G Ed Giacomin, New York Rangers
Bobby Orr, Boston Bruins D Carl Brewer, Detroit Red Wings
Brad Park, New York Rangers D Jacques Laperriere, Montreal Canadiens
Phil Esposito, Boston Bruins C Stan Mikita, Chicago Black Hawks
Gordie Howe, Detroit Red Wings RW John McKenzie, Boston Bruins
Bobby Hull, Chicago Black Hawks LW Frank Mahovlich, Detroit Red Wings

Estreias[editar | editar código-fonte]

O seguinte é uma lista de jogadores importantes que jogaram seu primeiro jogo na NHL em 1969-70 (listados com seu primeiro time, asterisco(*) marca estreia nos play-offs):

Últimos Jogos[editar | editar código-fonte]

O seguinte é uma lista de jogadores importantes que jogaram seu último jogo na NHL em 1969-70 (listados com seu último time):

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c [1]
Precedido por
1968-69
Anexo:Lista de temporadas da NHL
1969-70
Sucedido por
1970-71