Tommy Taylor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tommy Taylor
Busby babes last match.jpg
O último jogo dos Busby Babes antes do desastre aéreo de Munique.
Taylor é o sétimo, da esquerda para a direita
Informações pessoais
Nome completo Thomas Taylor
Data de nasc. 29 de janeiro de 1932
Local de nasc. Barnsley,  Reino Unido
Falecido em 6 de fevereiro de 1958 (26 anos)
Local da morte Munique,  Alemanha Ocidental
Altura 1,83 m
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19491953
19531958
Inglaterra Barnsley
Inglaterra Manchester United
00044 00(26)
00166 0(112)
Seleção nacional
19531957 Flag of England.svg Inglaterra 00019 00(16)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 1958.


Thomas Taylor, mais conhecido como Tommy Taylor (Barnsley, 29 de janeiro de 1932 –– Munique, 6 de fevereiro de 1958), foi um futebolista inglês que atuava como atacante. Taylor foi um dos oito jogadores que faleceram em virtude do desastre aéreo de Munique.

Taylor iniciou sua carreira atuando numa pequena equipe local de mineração, onde trabalhava na época. Quando tinha dezesseis anos, olheiros do Barnsley o convidaram para fazer um teste no clube, ingressando no mesmo em julho de 1949.[1] Sua estreia aconteceria apenas no ano seguinte, em 7 de outubro, numa vitória por 3 x 1 sobre o Grimsby Town. Na partida seguinte, disputada em 4 de novembro, Taylor marcou um hat-trick (três gols) na vitória por 7 x 0 sobre o Queens Park Rangers. Ao todo, marcou sete vezes em doze partidas em sua primeira temporada.

Após 26 tentos em 44 partidas, com o Barnsley tendo fracasso em suas quatro temporadas no clube em conseguir o acesso à primeira divisão inglesa, Taylor se transferiu para o Manchester United, que disputava a primeira divisão.[1] A curiosidade da transferência acabaria sendo o valor pago pelo treinador do United, Matt Busby: 29.999 mil libras (algo que fora comum na época) para não tornar Taylor o primeiro atleta a custar trinta mil libras, tirando um peso para suas atuações, que teriam que corresponder ao valor pago, que na época era altíssimo.

Sua estreia na equipe acabaria correspondendo ao valor, tendo marcado duas vezes em sua partida de estreia. Até o término da temporada (Taylor chegaria antes do término da temporada), marcaria ainda sete vezes em onze partidas. Neste mesmo ano estrearia na Seleção Inglesa, disputando no ano seguinte a Copa do Mundo de 1954.[1] Considerado o grande sucessor de Nat Lofthouse na Seleção, disputou dezenove partidas, marcando dezesseis vezes.

Taylor ainda acabaria sendo fundamental na conquista do bicampeonato inglês do Manchester, e ainda uma final de Copa da Inglaterra, a qual perderia para o Aston Villa por 2 x 1. Tais atuações, lhe renderiam uma proposta da Internazionale de 65 mil, o qual bateria o recorde de transferências, mas recussado por Busby. Tal recusa, de certa forma, acabaria custando no ano seguinte a vida de Taylor, juntamente com outros sete companheiros de time, no desastre aéreo de Munique.[1]

Referências

  1. a b c d "Tommy Taylor". Visitado em 30 de outubro de 2010.
Bandeira de InglaterraSoccer icon Este artigo sobre futebolistas ingleses é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.