Venceslau II da Boémia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Represntação de Venceslau II da Boémia.
Represntação de Judite de Habsburgo, primeira esposa de Venceslau.
Represntação de Isabel Richilda da Polónia, segunda esposa de Venceslau.

Venceslau II (27 de Setembro [1] , 1271 - 21 de Junho de 1305) foi rei da Boémia (1278-1305), Duque de Cracóvia(1291 - 1305) e Rei da Polónia (1300-1305).

Ele era o único filho do rei Otacar II da Boémia e da sua segunda esposa Cunegundes da Eslavônia. Venceslau nasceu em 1271, dez anos após o casamento de seus pais. Cunegundes era filha de Rostislav, senhor da Eslavônia, filho de um grão-duque de Kiev e de Ana da Hungria, filha de Bela IV da Hungria. O bisavô de Venceslau foi o rei alemão Filipe da Suábia.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Em 1276, Rodolfo I da Germânia colocou Otacar sob a proibição do império (pois Otacar fizera-se aclamar duque da Áustria desde 1251) e cercou Viena. Isto obrigou Otacar, em Novembro de 1276 , a assinar um novo tratado até que desistiu de todas as reivindicações para a Áustria e os ducados vizinhos, mantendo para si apenas a Boémia e a Morávia. O filho de Otacar, Venceslau, foi prometido para a filha de Rodolfo, Judite. Era uma paz inquieta. O pai de Venceslau faleceu na batalha de 26 de agosto de 1278, pouco antes do sétimo aniversário de Venceslau.

Como Venceslau era ainda menor de idade, o governo foi manipulado por Otão IV de Brandemburgo, que colocou Venceslau em cativeiro em vários locais, mas este acabou por voltar para a Boémia, em 1283, com doze anos de idade. O marido secreto da sua mãe, Záviš de Falkenštejn governou por ele.

A 24 de Janeiro de 1285, Venceslau casou-se com Judite de Habsburgo, filha de Rodolfo I da Germânia, a quem havia sido prometida desde 1276. Em 1290, Venceslau tinha decapitado Záviš por alegada traição e começou a governar de forma independente.

Rei da Boémia e da Polónia[editar | editar código-fonte]

Em 1291, Przemysł II, Grão-Duque da Polónia, cedeu o ducado soberano de Cracóvia para Venceslau. Cracóvia foi associada à soberania da Polônia. Em 1295, Venceslau foi coroado rei da Polónia. Após a morte de Przemysł em 1296 tornou-se lorde da Polónia e em 1300 foi, em Gniezno, coroado Rei da Polônia. .[2]

Prata em Kutná Hora[editar | editar código-fonte]

Em 1298, foi descoberta prata em Kuttenberg,Kutné Hory(Kutná Hora na Boémia Central). Venceslau assumiu o controlo da mina de prata, produzindo um monopólio real, e emitiu o Grosch de Praga, que se tornou o mais popular das primeiras moedas do tipo Grosch. A mina de Kuttenberg (Kutná Hora) foi uma das mais produtivas da Europa: entre 1300 e 1340 a mina pode ter produzido tanto como 20 toneladas de prata por ano.

A Coroa da Hungria e a morte[editar | editar código-fonte]

A rainha Judite faleceu em 1297. Venceslau casou de novo, com Isabel Richilda da Polónia, filha de Przemysł II, Rei da Polônia 1295 - 1296 (Após a morte de Venceslau, ela casou-se com Rodolfo I da Boémia, duque da Áustria, que também tornou-se rei da Boêmia, por um breve período nos anos rebeldes).

Em 1301, o parente de Venceslau, André III da Hungria faleceu e com ele a Casa de Árpád, na linha masculina. Venceslau foi um dos parentes que reivindicou o trono, e ele aceitou de uma parte dos húngaros, em nome do seu filho. A 27 de agosto de 1301, Venceslau III, filho de Venceslau II, foi coroado em Székesfehérvár como o Rei da Hungria e, como tal, assumiu o nomeLadislau V (húngaro:László [3] , República Checa , da Eslováquia e da Croácia:Ladislav).

Venceslau II morreu em 1305, com 34 anos de idade , provavelmente de tuberculose. Ele planeava invadir a Áustria, neste momento, mas isso nunca aconteceu. Ele foi sucedido pelo seu filho, Venceslau III (Václav III.), O último dos Premyslid na linha masculina.

Família[editar | editar código-fonte]

Foi casado duas vezes [2] : Em 1285, em Eger (Cheb), casou-se com Judite de Habsburgo (1271-1297), filha de Rodolfo I da Germânia e da sua esposa Gertrude de Hohenburg. Ela morreu pouco depois do nascimento do décimo filho. Judite e Venceslau tiveram a seguinte descendência:

  1. Otacar (6 de Maio de 1288 - 19 de Novembro 1288).
  2. Venceslau III (6 de Outubro de 1289 - 4 de Agosto 1306); rei da Boémia, rei da Hungria e da Polónia.
  3. Inês (6 de Outubro de 1289 - após 1292), gémea de Venceslau.
  4. Ana (10 de Outubro de 1290 - 3 de Setembro 1313), casada em 1306 com Henrique da Caríntia.
  5. Isabel (20 de Janeiro de 1292 - 28 de Setembro 1330), casada em 1310 com João I da Boémia
  6. Judite (3 de Março de 1293 - 3 de Agosto de 1294).
  7. João (26 de Fevereiro de 1294 - 1 de Março de 1295).
  8. João (21 de Fevereiro de 1295 - 6 de Dezembro 1296).
  9. Margarida (21 de Fevereiro de 1296 - 8 de Abril 1322), casada com Boleslau III, o Generoso, Duque da Silésia e Duque de Wrocław.
  10. Judite (nasceu e morreu a 21 de Maio de 1297).

Em 1300, casou-se com Isabel Richilda da Polónia (1286-1335), filha de Przemysł II. Eles tiveram um filho:

Venceslau também teve muitos filhos ilegítimos, incluindo Jan Volek (? - 27 de Setembro de 1351), bispo de Olomouc

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. K. Charvátová, Václav II. Král český a polský, Praha 2007, p. 18.
  2. a b Profile of Wenceslaus II in "Medieval Lands" by Charles Cawley
  3. Este nome não é reconhecido na historiografia húngara; o rei é simplesmente chamadoVencel e o quinto número ordinal é atribuído a Ladislau, o Póstumo (V. Lázsló)
Precedido por
Przemsyl II
Duque de Cracóvia
1291 - 1305
Sucedido por
Venceslau III
Precedido por
Przemsyl II
Rei da Polónia
1300 - 1305
Sucedido por
Venceslau III
Precedido por
Otacar II
Rei da Boémia
1278 - 1305
Sucedido por
Venceslau III
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.