Versatile Multilayer Disc

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.

O Versatile Multilayer Disc (VMD ou HD VMD), em português Disco Versátil de Múltiplas Camadas, é um disco de armazenamento de dados de multiplas camadas o que permite um considerável aumento em sua capacídade, é desenvolvido pela empresa New Medium Enterprises (NME), e tem exatamente o mesmo tamanho e espessura de um DVD.

Informações[editar | editar código-fonte]

Enquanto um DVD utiliza apenas uma ou duas camadas, um VMD utiliza múltiplas camadas, portanto sua capacidade de armazenamento é consideravelmente maior. Cada camada adicional representa um aumento de 5GB sobre a capacidade de um DVD. A tecnologia VMD permite colocar até 20 camadas em um único disco, sem perda de qualidade no conteúdo. Isso representa uma capacidade de 100GB ou mais. O VMD conta com recursos que podem oferecer grande qualidade de imagem e som, pois possui capacidade de armazenamento comparável aos caros Blu-Ray Disc e HD DVD, e em contrapartida custa o mesmo que os dispositivos convencionais. O VMD é a solução do armazenamento móvel para instituições que necessitam de uma alta capacidade de armazenamento, especialmente aquelas que precisam arquivar informações constantemente. Ele também é adequado para uma série de aplicações, incluindo armazenamento de dados de computadores (back-up) e é uma ponte de convergência entre aplicações para computadores e produtos eletrônicos de entretenimento.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

Suas principais vantagens são:

  • versatilidade, pois é retro-compatível com os formatos existentes, permitindo que os drives de VMD possam ler outros formatos como CD e DVD;
  • adaptabilidade, uma vez que essa tecnologia não está restrita ao laser vermelho podendo ser facilmente aplicada ao laser azul;
  • acessibilidade, pois o suporte requer pequenas modificações no processo de produção, isso significa que o preço dos equipamentos compatíveis será praticamente o mesmo dos leitores de DVD atuais.

O VMD tem tudo para se tornar o novo formato padrão para filmes, pois oferece maior capacidade de armazenamento por disco. Para armazenar um “longa-metragem” em alta definição, são necessários pelo menos 20GB, enquanto que um DVD atual armazena apenas 8.5GB.

Especificações[editar | editar código-fonte]

  • Capacidade de armazenamento acima de 48 GB, em um único lado, com a tecnologia do laser vermelho
  • Produtos iniciais baseados na tecnologia do laser vermelho
  • Compatível com lentes de raio azul
  • Estrutura do disco ótico de alta definição
  • Mais de duas camadas de informação – um só lado
  • Produzido com materiais inorgânicos, excluindo tingimentos e metais
  • Múltiplas camadas (único)
  • Processo vinculado (similar ao do DVD)
  • Processo de propriedade 2P sem erros (único)
  • Uso de materiais não metálicos semi-refletivos (único)
  • Masterização (similar ao do DVD)
  • Formato de arquivo MD (baseado no sistema de arquivo UDF)
  • O VMD com o raio azul será capaz de suportar de 100GB a 200GB
  • Imagem com qualidade em alta definição e excelente qualidade sonora
  • Capacidade de 6GB por camada (máximo de 8 camadas, com 4 camadas inicialmente)
  • Suporta codecs de alta definição, codecs avançados e Dolby Surround 7.1
  • Suporta imagens entrelaçadas e progressivas
  • A segunda e a terceira geração de leitores de VMD se conectarão com a internet e terão drives próprios
  • Requer pequenas mudanças na infra-estrutura das indústrias de DVD.
  • MPEG, MPEG-2, H-264 e VC1 oferecem formato de alta definição 1080 i/p

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.