Virtudes cardinais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Segundo a Igreja Católica Apostólica Romana existem quatro virtudes cardinais[1] (ou virtudes cardeais) que polarizam todas as ou­tras virtudes humanas. O conceito teológico destas quatro virtudes foi derivado inicialmente do esquema de Platão e adaptado por Santo Ambrósio de Milão, Santo Agostinho de Hipona e São Tomás de Aquino.

Segundo a Doutrina da Igreja Católica, elas "são perfeições habituais e estáveis da inteligência e da vontade humanas, que regulam os nossos actos, ordenam as nossas paixões e guiam a nossa conduta segundo a razão e a . Adquiridas e reforçadas por actos moralmente bons e repetidos, são purificadas e elevadas pela graça divina".[2] As virtudes cardeais são quatro:

  • a prudência (originalmente “sapientia” que em latim significa conhecimento ou sabedoria), dispõe a razão para discernir em todas as circunstâncias o verdadeiro bem e a escolher os justos meios para o atingir. Ela conduz a outras virtudes, indicando-lhes a regra e a medida", sendo por isso considerada a virtude-mãe humana.
  • a justiça, que é uma constante e firme vontade de dar aos outros o que lhes é devido;
  • a fortaleza (ou Força) que assegura a firmeza nas dificuldades e a constância na procura do bem;
  • e a temperança (ou Moderação) que "modera a atracção dos prazeres, assegura o domínio da vontade sobre os instintos e proporciona o equilíbrio no uso dos bens criados", sendo por isso descrita como sendo a prudência aplicada aos prazeres.[3]


As virtudes cardinais como esculpidas na tumba do Papa Clemente II na Catedral de Bamberg
Iustitia
(Justiça)
Fortitudo
(Fortaleza)
Sapientia
(Prudência)
Temperantia
(Temperança)
Iustitia Papstgrab Bamberg aus Gottfried Henschen u Daniel Papebroch 1747.jpg
Fortitudo Papstgrab Bamberg aus Gottfried Henschen u Daniel Papebroch 1747.jpg
Sapientia Papstgrab Bamberg aus Gottfried Henschen u Daniel Papebroch 1747.jpg
Temperantia Papstgrab Bamberg aus Gottfried Henschen u Daniel Papebroch 1747.jpg

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Essas virtudes "cardinais" não são o mesmo que a trindade de "virtudes teológicas" ou "teologais" da , esperança e caridade. Juntas, elas englobam o que é conhecido como as virtudes celestiais ou algumas vezes as sete virtudes cardinais.
  2. Compêndio do Catecismo da Igreja Católica (CCIC), n. 378.
  3. Ibidem; n. 380, 381, 382 e 383.


Virtudes cardinais
As quatro virtudes:

Temperança | Justiça | Fortaleza | Prudência

Temas relacionados:

Sete pecados capitais | Três virtudes teologais | Virtudes heróicas | Sete virtudes

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.