1972 (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
1972
 Brasil
2006 •  cor •  104 min 
Direção José Emílio Rondeau
Roteiro José Emílio Rondeau
Ana Maria Bahiana
Elenco Dandara Guerra
Rafael Rocha
Lúcio Mauro Filho
Género Comédia romântica
Lançamento 24 de novembro de 2006[1]
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

1972 é um filme brasileiro, do gênero romance, lançado em 2006 e dirigido por José Emílio Rondeau. Passa-se no período da ditadura militar e tem como pano de fundo o cenário musical daquela década.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O filme foi selecionado pelo Festival SESC Melhores Filmes 2008[3] e foi escolhido por internautas o melhor longa de ficção do Festival do Rio 2006: Première Brasil.[4]

A trilha sonora incidental, de Renato Ladeira e Cláudio Araújo, foi vencedora do Prêmio Contigo! de Cinema Nacional 2007.[5][6]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do filme mescla artistas da década de 1970 que ficaram mais conhecidos com artistas menos conhecidos, mas não por isso de menor qualidade ou relevância,[7] e foi dito pela crítica que "todos esses últimos já valem a aquisição do CD".[8]

A banda brasileira da década de 1970 A Bolha se reuniu depois de décadas de inatividade para gravar canções especialmente para a trilha do filme, e alguns atores interpretam os músicos da banda em cenas do filme.[9]

Uma das canções, "As Cheias do Luar", composta ainda em 1972 por Claudio Araújo e Pedro Figueiredo, integrantes da banda Faia,[10] foi creditada à fictícia banda Vide Bula, interpretada por atores do filme,[11] e cujos músicos de estúdio reais eram Arnaldo Brandão (baixo e teclado), Cláudio Araújo (guitarra, violino e viola) e Gustavo Schroeter (bateria).[12]

Faixas:[13]

  1. É Só Curtir - A Bolha
  2. Do Zero Adiante - Karma
  3. Hoje Ainda é Dia de Rock - Sá, Rodrix e Guarabyra
  4. Guanabara - Dom Salvador & Abolição
  5. Pêndulo - Egberto Gismonti
  6. Miragem - Os Lobos
  7. Potato Fields - Soma
  8. Baby - Gal Costa & Caetano Veloso
  9. Oriente - Gilberto Gil
  10. Tão Longe de Mim - Os Brazões
  11. Não Fale com Paredes - Módulo 1000
  12. Impossível Acreditar que Perdi Você - Márcio Greyck
  13. Acabou Chorare - Novos Baianos
  14. As Cheias do Luar - Vide Bula
  15. Sem Nada - A Bolha
  16. Hoje é o Primeiro Dia do Resto da Sua Vida - Os Mutantes
  17. Back in Bahia - Gilberto Gil
  18. Podes Crer, Amizade - Toni Tornado

Referências

  1. «Com roteiro frouxo, "1972" é o "C.R.A.Z.Y." que deu errado». Folha de S.Paulo. 24 de novembro de 2006. Consultado em 23 de setembro de 2016. 
  2. Yahoo! Cinema. «1972: Resenha, Trailer, Elenco e Fotos». 
  3. Portal SESC SP. 1972. Acesso: 18/07/10.
  4. O Globo. '1972' é eleito melhor filme por internautas; vencedor oficial será conhecido hoje. Data: 05/10/06. Acesso: 18/07/10.
  5. Contigo!. Premiação (júri oficial) – Melhor figurino e melhor trilha sonora. Data: 07/08/07. Acesso: 18/07/10.
  6. Cinema Com Rapadura. Confira os vencedores do 2º Prêmio Contigo! de Cinema. Data: 08/08/07. Acesso: 18/07/10.
  7. Senhor F. Trilha do filme '1972' traz raridades do rock brasileiro dos anos setenta. Acesso: 18/07/10.
  8. G1. Trilha do filme "1972" reúne boas bandas brasileiras obscuras. Data: 24/11/06. Acesso: 18/07/10.
  9. Backstage. Filme resgata sonoridades e ideais de 1972. Acesso: 18/07/10.
  10. Portal Rock Press. 1972 - O Filme. Data: 28/09/06. Acesso: 18/07/10.
  11. O Globo. Première Brasil abre com '1972', comédia romântica para jovens. Data: 03/10/06. Acesso: 18/07/10.
  12. Gafieiras. Trilha de ‘1972’ resgata rock psicodélico. Acesso: 18/07/10.
  13. Rádio UOL. 1972 (Trilha Sonora Do Filme). Acesso: 18/07/10.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.