Altos Louvores

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Altos Louvores
Informação geral
Origem Igreja Batista de Copacabana, Rio de Janeiro, 1984
País  Brasil
Gênero(s) Música Gospel, Música Cristã Contemporânea
Período em atividade 1985 - 2011
Gravadora(s) Som e Louvores
(1985 - 1997)
Independente
(1998 - 2006)
Vision Records
(2007 - 2011)
Afiliação(ões) Sérgio Lopes, Léa Mendonça, Keila Delgado, Eyshila, Liz Lanne, Jozyanne, Marquinhos Gomes, Ronald Fonseca, Roberta Di Angellis
Página oficial Ministério Altos Louvores

Altos Louvores foi um grupo de música gospel, formado em 1983 por Edvaldo Novaes, tornando-se bastante popular no segmento durante a década de 80.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

“ Esteja na sua garganta os Altos Louvores de Deus.” - Salmos 149:6.

Inspirado no versículo acima, surgiu em 1983 o "Grupo Altos Louvores", reunido pela primeira vez num festival de música sacra promovido pela Convenção Batista Nacional, organizado por seu diretor de música, EDVALDO NOVAIS. Considerada uma das maiores bandas da música gospel do Brasil, seu ministério tem sido marcado por belíssimas canções, inspiradas por Deus, por milhares de vidas resgatadas e pela visão de seu idealizador em descobrir talentos, lançados no cenário da música gospel nacional e, até internacional. 

O grupo surgiu na Igreja Batista de Copacabana, Rio de Janeiro, por iniciativa de Edvaldo Novais e Sérgio Lopes em 1985. Inicialmente, a formação contava com Diógenes Marques (voz),Léa Mendonça (voz), Keila Delgado (Voz), Sérgio Lopes (voz e baixo), Edvaldo Novais (piano), Eli Miranda (guitarra e violão)e Fernando Henrique (bateria).

O primeiro registro fonográfico ocorreu em 1985, na coletânea "Meu Grande Eu Sou". O disco apresentava os melhores grupos e solistas reunidos no I Festival de Música Sacra da Juventude Renovada Batista do Rio[2].

No ano seguinte, o grupo lançou "Anseios", disco que iniciaria uma sequência de 12 LPs. Desde então, o Altos Louvores passou por várias formações no decorrer de sua carreira.

Pelo grupo passaram vários artistas evangélicos que também foram bem sucedidos em carreira solo, tais como Sérgio Lopes, Léa Mendonça, Eyshila, Ronald Fonseca[3] (Trazendo a Arca), Marquinhos Gomes, Jozyanne, Liz Lanne, Roberta Di Angellis e Jefferson Monteiro[4]

Em Fevereiro de 2011, Edvaldo Novaes, líder do grupo, falece em decorrência de um câncer[5][6][7].

Ao todo, o ministério Altos Louvores possui 16 trabalhos fonográficos gravados, com músicas que encantaram gerações e que são ouvidas até hoje, verdadeiros clássicos da música evangélica como: "Brilhante", "Entre Nós Outra Vez", "Para Onde Vão as Aves", "Lágrimas no Olhar", "Acreditar" e "Vencedor"

Sua última formação foi composta por Sandro Santus, Dinho Becker, Vanderson Souza e Tiago Estrela.

Discografia[8][editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Biografia de Altos Louvores». Letras. Consultado em 17 de abril de 2012 
  2. «Altos Louvores». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 14 de agosto de 2012 
  3. Roberto Azevedo. «Leia nossa conversa com Ronald Fonseca, produtor do Ministério Trazendo a Arca». Super Gospel. Consultado em 17 de abril de 2012 
  4. Virtual Gospel. «Biografia de Roberta Di Angellis». Virtual Gospel. Consultado em 11 de janeiro de 2013 
  5. Elvis Tavares. «O adeus a Edvaldo Novaes, líder do Grupo Altos Louvores». Efrata Music. Consultado em 8 de janeiro de 2013 
  6. Holofote.net. «Morre Edvaldo Novaes, líder do Grupo Altos Louvores». Super Gospel. Consultado em 17 de abril de 2012 
  7. Gospel no Divã. «Morre Edvaldo Novaes, líder do grupo Altos Louvores». Gospel no Divã. Consultado em 17 de abril de 2012 
  8. «Discografia». Arquivo Gospel. Consultado em 17 de abril de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.