Amancio Prada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Amancio Prada
Amancio Prada em Boimorto
Informação geral
Nascimento 05 de fevereiro de 1949 (73 anos)
Local de nascimento Ponferrada, comarca de El Bierzo na província de Leão
Castela e Leão
País Flag of Spain.svg Espanha
Ocupação(ões) Cantor e Compositor (Cantautor)
Período em atividade 1972 - atualmente
Página oficial Amancio Prada.com

Amancio Prada (Ponferrada, Castela e Leão, Espanha em 05 de Fevereiro de 1949), de fala Língua galega, filho de camponeses, é um destacado cantautor espanhol.

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Estudou Sociologia na Universidade da Sorbonne (Paris). Ali mesmo, na França, já se deu a conhecer aparecendo na televisão e nas rádios francesas, e mesmo gravou o seu primeiro disco Vida e morte. A partir de aqui começou uma longa etapa de produção de discos, junto com numerosas actuações por todo o mundo, pois participou em concertos por todo o território espanhol e internacional (Roma, Estocolmo, Genebra, Buenos Aires, Nova York, Lisboa, Caracas, Porto, Chicago, México, Rabat, Colónia, Utrecht, Ravena, Atenas, Bruxelas, Medellín, Brasil...)

Amancio Prada pode-se considerar um embaixador da lírica galega e portuguesa no mundo (Rosalia de Castro, Álvaro Cunqueiro, diversos trovadores galaico-portugueses, canções populares galegas, etc), razão que o júri deu para que ganhasse o XXI Prémio Celanova - Casa dos Poetas - em 2005 ou o Premio Xarmenta em 2006.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Vida e morte (1974), o seu primeiro disco.
  • Rosalía de Castro (1975)
  • Caravel de caraveles
  • Canciones de amor y celda
  • Leliadoura (homenagem aos trovadores galaico-portugueses medievais).
  • Cántico espiritual (homenagem a San Juan de la Cruz).
  • Canciones y Soliloquios (poemas de Agustín García Calvo).
  • De la mano del aire (1984)
  • Dulce vino de olvido (1985)
  • Sonetos de amor oscuro (1986), baseado en poemas de F. García Lorca.
  • A dama e o cabaleiro (1987), baseado na poesía neo-trovadoresca de Álvaro Cunqueiro.
  • Navegando la noche (1988)
  • Trovadores, místicos y románticos (1990), disco duplo.
  • Emboscados (1994)
  • Rosas a Rosalía (1997), conjuntamente com a Orquestra Real Filharmonia da Galiza.
  • 3 poetas en el círculo (1998), en homenagem a Cunqueiro, García Lorca e García Calvo. É a sua primeira gravaçâo em vivo e directo.
  • De mar e terra (1999), baseado na tradiçâo oral em galego.
  • Escrito está (2001)
  • Canciones del alma (2003), disco-livro, dedicado a textos de San Juan de la Cruz.
  • Sonetos y canciones de Federico García Lorca (2004), o seu segundo disco-livro.
  • Hasta otro día, Chicho (abril de 2005), disco-livro dedicado a Chicho Sánchez-Ferlosio.

Prêmios e distinções[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Amancio Prada


Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.