Amor, Escárnio e Maldizer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Amor, Escarnio e Maldizer)
Ir para: navegação, pesquisa
Amor, Escárnio e Maldizer
Álbum de estúdio de Da Weasel
Lançamento 2007
Gravação Estúdios Zipmix, Olhão  Portugal
Gênero(s) Hip Hop
Rock
Hip hop alternativo
Duração 55:25
Idioma(s) português
Formato(s) CD
Produção João Nobre e Pedro Quaresma
Cronologia de Da Weasel
Ao Vivo Coliseus
(2005)
Ao Vivo No Pavilhão Atlântico
(2008)
Singles de Amor, Escárnio e Maldizer
  1. "Dialectos de Ternura"
  2. "Mundos Mudos"
  3. "Toque-Toque"

Amor, Escárnio e Maldizer é o sexto álbum de estúdio dos Da Weasel, lançado em 2007.

Portal A Wikipédia possui o
Portal do Hip Hop

Sucessor do multi-platinado Re-Definições (editado em Maio de 2004), o novo álbum conta com um grande número de participações. Além das anteriormente anunciadas participações de Bernardo Sassetti, do escritor José Luís Peixoto (autor da letra de "Negócios Estrangeiros"), do antigo jogador do Sport Lisboa e Benfica Simão Sabrosa, de Atiba (de origem Jamaico-Americana) que surge num dueto com Virgul em "International Luv" e do maestro Rui Massena e da Orquestra Sinfónica de Praga, em dois temas e na introdução do disco, os Da Weasel contam ainda com os Gato Fedorento, Buraka Som Sistema (remix do 1º single "Dialectos da Ternura") e do prestigiado produtor/ DJ norte-americano Vikter Duplaix numa remistura de "Toque-Toque".

A música Dialectos de Ternura valeu-lhes a categoria de "Best Portuguese Act" nos MTV Europe Music Awards de 2007.

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Critica Artística 7 de 10 estrelas. [1]
Symbol unlikely.svg Esta tabela precisa de ser acompanhada por texto em prosa. Consulte o guia.

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "8 Naipes" (Música por Czech National Symphonic Orchestra) 1:11
2. "Toque-Toque"   4:52
3. "Dialectos de Ternura"   4:06
4. "Salmo I" (Instrumental) 0:58
5. "International Luv" (com Atiba) 4:16
6. "Cowboys" (Dedicaçao em forma de poema com alguma utilização de instrumentos, para Cláudia) 1:01
7. "Mundos Mudos" (com Rui Massena e Czech National Symphonic Orchestra) 4:47
8. "A Palavra" (com Bernardo Sasseti.) 3:35
9. "Negócios Estrangeiros" (com Rui Massena e Czech National Symphonic Orchestra) 4:52
10. " 'Bora Lá Fazer A P*** Da Revolução" (Intérlúdio em forma de poema com utilização da guitarra elétrica, com Simão Sabrosa) 1:12
11. "Um Dia Destes"   3:30
12. "Salmo II" (Instrumental) 1:46
13. "Ó Nigga, tu és Nigga, Nigga?" (Introdução para a próxima faixa, Niggaz, de forma de um sketch cómico com Gato Fedorento) 0:49
14. "Niggaz" (No final aparece um sketch cómico com os Gato Fedorento) 3:30
15. "Roar" (Instrumental em dedicação para Voivoid) 0:30
16. "Sistema do Sistema"   5:08
17. "Amor, Escárnio e Maldizer"   3:44
18. "Sticky Weasel Mix" (Remix de algumas músicas do albúm por Dj Glue. Inclui introdução por Atiba) 1:30
19. "Toque-Toque" (Remix por Vikter Duplaix) 4:03

Edição Especial[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração

Créditos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Da Weasel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.