Anatólio Falé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Anatólio Falé
Informação geral
Nome completo Anatólio dos Reis Falé
Nascimento 7 de Julho de 1913
Local de nascimento Lagos
Portugal Portugal
Morte 22 de julho de 1980 (67 anos)
Local de morte Lagos
Género(s) Música folclórica
Ocupação(ões) Compositor, professor e músico
Instrumento(s) Acordeão e Violino
Gravadora(s) Biblioteca Nacional de Portugal
Sociedade Portuguesa de Autores
Afiliação(ões) José Lopo da Veiga

Anatólio dos Reis Falé, mais conhecido por Anatólio Falé (Lagos, 7 de Julho de 1913 - Lagos, 22 de Julho de 1980), foi um professor, músico e compositor português.

Placa de homenagem a Anatólio Falé, no exterior da casa onde nasceu, em Lagos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascimento e formação[editar | editar código-fonte]

Anatólio dos Reis Falé nasceu na cidade de Lagos em 7 de Julho de 1913, filho de Luís dos Reis Falé e de Maria da Conceição Falé. Frequentou as escolas primária e Industrial em Lagos. Iniciou a sua educação musical aos oito anos de idade.

Carreira artística e profissional[editar | editar código-fonte]

Tornou-se um músico profissional aos dezassete anos, como exímio acordeonista e violista. Radicado em Lisboa durante alguns anos, estendeu a sua actividade musical ao Cinema, Teatro e Rádio, onde se popularizou.

Participou com grande sucesso em diversas orquestras e compôs dezenas de trabalhos inéditos registados na Biblioteca Nacional de Portugal e na Sociedade Portuguesa de Autores, para além de editoras nacionais e estrangeiras. Musicou igualmente letras de canções dos mais variados poetas. Muito ligado à sua terra natal, criou músicas ligeiras para letras de vários conterrâneos, incluindo as músicas do filme Algarve em Flor, de Fernando Ponte e Sousa, que compôs em conjunto com José Lobo da Veiga. Também compôs várias composições musicais, gravadas em disco e em filmes, para editoras nacionais e estrangeiras.

Regressou a Lagos no final dos anos 40, onde continuou a sua actividade de compositor, e exerceu como professor de Educação Musical.

Também ocupou as posições de director no Instituto Mozart e no Clube Artístico Lacobrigense, presidente no Grémio Recreativo Lacobrigense e na Sociedade Filarmónica Lacobrigense 1º de Maio, e foi fundador e presidente de uma Escola de Música por correspondência, com milhares de alunos em Portugal e outros países.

É autor de obras reconhecidas internacionalmente pelo seu elevado valor pedagógico, entre elas:

  • Método de Solfejo (8 volumes)
  • Método de Acordeão (20 volumes)
  • Curso de Viola Moderna (3 volumes)

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Anatólio dos Reis Falé faleceu em Lagos, no dia 22 de Julho de 1980.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

A Câmara Municipal de Lagos deu o nome de Anatólio Falé a uma rua da cidade[1] e colocou uma placa de homenagem, assinalando as datas do seu nascimento e da sua morte, na fachada do prédio onde nasceu e viveu as últimas dezenas de anos da sua existência. A Academia de Música de Lagos promove anualmente o Concurso de Música Anatólio Falé, dirigido a alunos matriculados em Conservatórios e Escolas de Música certificadas pelo Ministério da Educação.

Referências

  1. «Freguesia de São Sebastião» (PDF). Câmara Municipal de Lagos. Consultado em 9 de Dezembro de 2018. Arquivado do original (PDF) em 23 de Setembro de 2015 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FERRO, Silvestre Marchão (2002). Vultos na Toponímia de Lagos. Lagos: Câmara Municipal de Lagos. 358 páginas. ISBN 972-8773-00-5 
  • MARREIROS, Maria Maria (2000). Quem foi Quem. 200 Algarvios do Século XX. Lisboa: Colibri 


Ícone de esboço Este artigo sobre músico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.