Andrew Wood

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Andrew Wood
Informação geral
Também conhecido(a) como L'Andrew the Love Child
Nascimento 8 de janeiro de 1966
Local de nascimento Columbus, Mississippi
País Estados Unidos Flag of the United States.svg
Data de morte 19 de março de 1990 (24 anos)
Local de morte Seattle, Washington
Gênero(s) Rock alternativo, grunge
Instrumento(s) vocal
guitarra
contrabaixo
teclado
Período em atividade 1980 - 1990
Gravadora(s) Stardog Records
Polygram
Afiliação(ões) Malfunkshun
Mother Love Bone

Andrew Wood (Columbus, 6 de janeiro de 1966Seattle, 19 de março de 1990) foi o vocalista da banda Mother Love Bone, e anteriormente do Malfunkshun. Ele morreu de uma overdose de heroína adicionada a uma hemorragia cerebral logo antes do lançamento do álbum début do Mother Love Bone, Apple. Ele viveu na Bainbridge Island em Washington a maior parte de sua juventude, formando Malfunkshun quando adolescente com seu irmão Kevin Wood. O único material lançado durante a existência do Malfunkshun foi na compilação Deep Six (C/Z Records).

Após sua morte, a banda Temple of the Dog foi criada por seu amigo Chris Cornell para homenagear Wood lançando um álbum homônimo em 1991. A banda contava com membros do Soundgarden e Mother Love Bone, que depois viria se tornar a banda Pearl Jam. O álbum Temple of the Dog vendeu mais de um milhão de cópias.

Morte[editar | editar código-fonte]

Aproximadamente às 22h30 de 16 de março de 1990, a noiva de Wood, Zana, o encontrou de cabeça abaixada e inconsciente na cama. Após completar um programa de reabilitação de 1 mês e ter permanecido limpo por 116 dias, Wood sucumbiu a tentação das drogas. Paramédicos rapidamente levaram Wood para o Harborview Hospital, onde foi conectado à respiração artificial e permaneceu em coma por 3 dias. Durante este tempo, sofreu um aneurisma hemorrágico e considerável dano por falta de oxigênio, acabando com qualquer atividade em seu cérebro. Após nenhuma melhora, em 19 de março, sua família decidiu retirá-lo da respiração artificial.

Legado[editar | editar código-fonte]

Logo após a morte de Wood, o amigo e antigo colega de quarto Chris Cornell, vocalista da banda Soundgarden, escreveu duas canções, "Reach Down" e "Say Hello 2 Heaven", em homenagem ao amigo falecido.[1][2] Cornell depois conversou com Stone Gossard e Jeff Ament sobre lançar as músicas como singles antes de colaborar em um álbum. Adicionando o baterista Matt Cameron do Soungarden, o futuro guitarrista do Pearl Jam Mike McCready, e o futuro vocalista do Pearl Jam, Eddie Vedder, eles formaram o Temple of the Dog em 1990 para fazer um tributo para Wood,[3][4] lançando um álbum homônimo em 1991 que vendeu mais de um milhão de cópias.[3][4]

A banda Alice in Chains dedicou o álbum Facelift para Wood.[5] A canção "Would?", incluída no segundo álbum da banda, Dirt, foi escrita para Wood e outros cantores que tinham morrido por causa de drogas. Nas notas do box set Music Bank do Alice in Chains, Jerry Cantrell escreveu uma dedicatória para Wood explicando a música Would?.[6]

Em 1993, a banda pós-grunge de Seattle Candlebox lançou um álbum de estreia homônimo que incluía o single "Far Behind", que foi escrito em sua memória.[7]

Em 2005, o diretor Scot Barbour lançou o documentário Malfunkshun: The Andrew Wood Story. O filme documenta a carreira musical de Wood[8] e também a sua vida familiar.[8] O filme estreou no Seattle International Film Festival.[8][9] O filme foi lançado em DVD em 2011 como parte de um set de 2CD+DVD entitulado "Malfunkshun: The Andrew Wood Story", incluindo the Return to Olympus album, um CD bônus incluindo várias demos e entrevistas, além do filme em DVD.[10]

Em 2011, o álbum "Melodies & Dreams" foi lançado. O álbum incluí canções até então nunca lançadas e demos gravadas por Wood ao longo da vida, incluindo uma canção que ele gravou com Chris Cornell, "Island of Summer", que é o único registro dos dois cantando juntos.[11]

Wood tem destaque no documentário Pearl Jam Twenty de 2011, que conta a história do Pearl Jam. Amigos como Chris Cornell, Jeff Ament, Matt Cameron e Stone Gossard falam sobre ele e vídeos caseiros de Wood são mostrados.[12]

Em Julho de 2017, é lançado um cover da música "Man of Golden Words" pelo cantor Victor Breithaupt. Ele dedicou a canção a Andrew Wood e Chris Cornell.[13]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Mother Love Bone

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Temple of the Dog (CD liner). A&M Records. 1991 
  2. Turman, Katherine (outubro de 1991). «Life Rules.». RIP 
  3. a b Thomas Erlewine, Stephen. «Temple of the Dog Biography». Allmusic. Consultado em 5 de junho de 2017 
  4. a b Browne, David (3 de maio de 1991). «Temple of the Dog (1991)». Entertainment Weekly. Consultado em 5 de junho de 2017 
  5. Facelift (CD liner). Columbia Records. 1990 
  6. Music Bank (CD liner). Columbia Records. 1999 
  7. Rekindled :: Candlebox's Kevin Martin talks to AAM All Access Magazine (July 24, 2008).
  8. a b c Scanlon, Tom (16 de setembro de 2005). «Pre- and post-grunge: Andrew Wood, folk scene». The Seattle Times. Consultado em 5 de junho de 2017 
  9. «Documentary to Remember Mother Love Bone's Wood». Spin. 3 de outubro de 2005 
  10. «Malfunkshun». Malfunkshun. Consultado em 5 de junho de 2017. Arquivado do original em 12 de março de 2015 
  11. «Unreleased Song From Chris Cornell & Andrew Wood "Island of Summer" Coming Soon». Alternative Nation. 27 de junho de 2011. Consultado em 5 de junho de 2017 
  12. «Cameron Crowe Says That Andrew Wood Was An Inspiration Behind Pearl Jam Twenty Film». Alternative Nation. 22 de dezembro de 2011. Consultado em 5 de junho de 2017 
  13. Whiplash.. Consultado em 2 de Novembro de 2017
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.