Antônio Nássara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antônio Nássara
Nascimento 11 de novembro de 1910
Rio de Janeiro
Morte 11 de dezembro de 1996 (86 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação compositor, caricaturista, desenhista

Antônio Gabriel Nássara, mais conhecido como Nássara[1] (Rio de Janeiro, 11 de novembro de 1910 — Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 1996), foi um compositor, caricaturista e desenhista brasileiro.[2]

Carioca filho de libaneses, começou a compor marchinhas carnavalescas nos anos de 1930, disputando e vencendo concursos com Lamartine Babo, Noel Rosa (seu vizinho de infância em Vila Isabel) e Ary Barroso.

Frequentou o curso de Belas Artes, mas não se formou. Trabalhou nos jornais Carioca, O Globo, Vamos Ler, A Noite, Diretrizes, O Cruzeiro, Mundo Ilustrado, Flan, Última Hora e Pasquim.

Seu maior sucesso foi a marcha "Alá-lá-ô", de 1941, em parceria com Haroldo Lobo, ficando conhecido por seu estilo de parodiar ou citar composições famosas em suas próprias músicas.

É tido também como o primeiro autor de um jingle comercial do Brasil e em 1990 foi homenageado com uma exposição de várias caricaturas suas, feitas por jovens caricaturistas, realizada no Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

Suas composições mais conhecidas incluem:

Referências

  1. «Nássara». Cravo Albin da MPB. Consultado em 20 de dezembro de 2014 
  2. «Nássara (1910 - 1996)». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 17 de novembro de 2012