Antonio Brown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antonio Brown

Antonio Brown atuando pelo Pittsburgh Steelers
No. 84, 17     Free Agent
Wide Receiver
Informações pessoais
Data de nascimento: 10 de julho de 1988 (31 anos)
Local de nascimento: Miami, Flórida
Altura: 5 ft 10 in (1 78 m) Peso: 181 lb (82 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Central Michigan
Draft da NFL: 2010 / Rodada: 6 / Escolha: 195
Estreou em 2010 pelo Pittsburgh Steelers
História da carreira
 Como jogador:
* Membro do practice squad e/ou participou apenas da offseason
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 7× selecionado para o Pro Bowl (2011, 2013, 2014, 2015, 2016, 2017, 2018)
  • 4× nomeado First-team All-Pro (2014, 2015, 2016, 2017)
  • 1× nomeado Second-team All-Pro (2013)
  • 2× nomeado First-team All-American universitário (2008, 2009)
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2019
Recepções de passes     841
Jardas recebidas     11 263
Touchdowns     75
Estatísticas no NFL.com

Antonio Tavaris Brown Sr. (nascido em 10 de julho de 1988) é um jogador profissional de futebol americano que atua na posição de wide receiver na National Football League (NFL). Criado em Liberty City, na cidade de Miami, Brown estudou na Norland High School, onde jogou futebol americano e fez parte da equipe de atletismo. Ele jogou futebol americano universitário na Universidade Central de Michigan, onde ganhou honras de All-American em 2008 e 2009 como retornador de punts. Em 2010, foi draftado pelo Pittsburgh Steelers, sendo selecionado na sexta rodada. Desde que entrou na NFL, nenhum outro jogador fez mais recepções e acumulou mais jardas recebidas de que Brown.[1]

Durante sua primeira temporada com os Steelers, o time avançou para o Super Bowl XLV, mas perderam para o Green Bay Packers. Ele terminou sua temporada de novato com apenas 16 recepções e 167 jardas. Durante sua segunda temporada, Brown se tornou o primeiro jogador na história da NFL a acumular mais de 1 000 jardas de recepção e de retorno de chutes. Devido aos seus esforços, Antonio Brown foi nomeado para o Pro Bowl. Em julho de 2012, os Steelers renovaram seu contrato, firmando uma extensão de cinco anos valendo US$ 42,5 milhões de dólares. Em 2013, Brown conseguiu ao menos cinco recepções e 50 jardas em cada um dos jogos da temporada regular, um recorde da NFL. Em 27 de fevereiro de 2017, Brown assinou mais um acordo com os Steelers, estendendo seu contrato teoricamente até 2021, por um valor total de US$ 68 milhões (com US$ 19 milhões garantidos), fazendo dele o recebedor mais bem pago da liga.[2][3]

Em setembro de 2018, no jogo de abertura da temporada daquele ano, Brown alcançou a marca de 10 000 jardas de recepção na carreira, o fazendo em 116 jogos (apenas um jogador, Calvin Johnson, conquistou tal feito em menos partidas).[4] Ele terminou o ano com 168 recepções para 1 297 jardas e 15 touchdowns.[5]

Apesar dos bons números em 2018, o relacionamento de Antonio Brown com os Steelers se deteriorou consideravelmente, especialmente após discussões com o quarterback Ben Roethlisberger. Irritado, Brown não compareceu aos treinos que antecederam a semana 17, forçando o técnico do time a coloca-lo no banco.[6] Com a temporada encerrada, Brown começou a falar mal dos Steelers e da organização para a imprensa e nas mídias sociais e ele eventualmente exigiu que fosse trocado.[7] Em 9 de março de 2019, os Steelers acertaram a troca para o Oakland Raiders, recebendo em retorno uma escolha na terceira e quinta rodadas no Draft de 2019.[8]

Uma vez nos Raiders, firmou seu contrato que fez dele o recebedor mais bem pago da liga. Brown, contudo, não ficou muito tempo em Oakland e após vários incidentes fora dos campos, incluindo confrontamento com o general manager Mike Mayock, o time resolveu dispensa-lo, em 7 de setembro, dia anterior a estreia da temporada de 2019.[9][10] No mesmo dia que foi cortado pelos Raiders, Antonio Brown assinou com o New England Patriots um contrato de um ano, valendo US$ 15 milhões de dólares.[11] Logo que chegou no seu novo time, uma mulher o acusou de agressão sexual. Ele negou as acusações, porém outra mulher o acusou de "má conduta" de natureza sexual e pouco tempo depois vazaram mensagens dele para esta mulher, onde o jogador ameaçou ela e seus filhos. No dia 20 de setembro, os Patriots dispensaram Antonio Brown.[12]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Ano Time Jogos Recebendo a bola
Rec Jardas Média TD Lng
2010 PIT 9 16 167 10,4 0 26
2011 PIT 16 69 1 108 16,1 2 79E
2012 PIT 13 66 787 11,9 5 60E
2013 PIT 16 110 1 499 13,6 8 56
2014 PIT 16 129 1 698 13,2 13 63E
2015 PIT 16 136 1 834 13,5 10 59
2016 PIT 15 106 1 284 12,1 12 51
2017 PIT 14 101 1 533 15,2 9 51E
2018 PIT 15 104 1 297 12,5 15 78E
2019 NE 1 4 56 14,0 1 20
Carreira 131 841 11 263 13,4 75 79E

Referências

  1. «Antonio at 30: How Brown stacks up against Rice, what's next». ESPN.com (em inglês). 10 de julho de 2018. Consultado em 6 de dezembro de 2018 
  2. Varley, Teresa (27 de fevereiro de 2017). «Brown signed to a new five-year contract». Steelers.com. Consultado em 8 de março de 2019. Arquivado do original em 7 de setembro de 2017 
  3. Sessler, Marc. «Steelers sign Antonio Brown to new five-year deal». NFL.com. Consultado em 8 de março de 2019 
  4. Marczi, Matthew. «Antonio Brown Becomes 2nd-Fastest Player To 10,000 Receiving Yards». Steelers Depot. Consultado em 20 de setembro de 2018 
  5. Fowler, Jeremy (27 de dezembro de 2018). «Antonio Brown and JuJu Smith-Schuster hit historic milestone». ESPN.com (em inglês). Consultado em 22 de janeiro de 2019 
  6. Williams, Charean (31 de dezembro de 2018). «Report: Antonio Brown missed game for disciplinary reasons, not injury». ProFootballTalk (em inglês). Consultado em 2 de fevereiro de 2019 
  7. Dubin, Jared (12 de fevereiro de 2019). «Antonio Brown goes public with his desire to leave Pittsburgh: 'Time to move on'». CBSSports.com (em inglês). Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  8. «Source: Steelers agree to deal AB to Raiders». ESPN.com. 10 de março de 2019. Consultado em 11 de março de 2019 
  9. Gordon, Grant. «Antonio Brown posts "Release me" on Instagram». www.nfl.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  10. «Raiders release Brown after tumultuous tenure». ESPN.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  11. «That was quick: Antonio Brown signing with Patriots». NFL.com. Consultado em 7 de setembro de 2019 
  12. Young, Shalise Manza (20 de setembro de 2019). «Patriots cut Antonio Brown after latest allegations». sports.yahoo.com. Consultado em 20 de setembro de 2019