Temporada da NFL de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Temporada de 2018 da NFL
Temporada regular
Duração 6 de setembro de 2018 – 30 de dezembro de 2018
Playoffs
Data de início 5 de janeiro de 2019
Campeão da AFC New England Patriots
Campeão da NFC Los Angeles Rams
Super Bowl LIII
Data 3 de fevereiro de 2019
Local Mercedes-Benz Stadium, Atlanta, Geórgia
Campeão New England Patriots
Pro Bowl
Data 27 de janeiro de 2019
Local Camping World Stadium, Orlando, Flórida
Temporadas da National Football League
 < 2017 2019 > 

A Temporada de 2018 da NFL foi a 99ª temporada regular da National Football League (NFL), a principal liga profissional de futebol americano dos Estados Unidos. Começou no dia 6 de setembro de 2018 com o time campeão do Super Bowl LII, o Philadelphia Eagles, recebendo em casa o Atlanta Falcons. A temporada terminou no Super Bowl LIII, a grande final do campeonato, no dia 3 de fevereiro de 2019 no Mercedes-Benz Stadium em Atlanta, Geórgia, onde o New England Patriots conquistou seu sexto título, empatando com o Pittsburgh Steelers como o time mais vitorioso na era do Super Bowl.[1][2]

Mudanças nas regras[editar | editar código-fonte]

As seguintes mudanças de regra foram aprovadas para a temporada de 2018 pelo Comitê de Competição:[3]

  • É feita permanente a regra que havia mudado o local da bola (linha de 25 jardas) após um touchback de um kickoff. Antes de 2017, a bola seria colocada na linha de 20 jardas.
  • Atualização na definição de uma "recepção":
    • dois pés, ou qualquer parte do corpo que não seja as mãos, no chão
    • controle da bola
    • Fazer um "football move" (movimento com a bola) como fazer um terceiro passo, alcançando/estendendo para a linha para ganhar, guardando a bola, afastando jogadores defensivos, ou ter a capacidade de fazer tal ação.
    A regra para os recebedores indo para o chão durante o processo de fazer uma recepção foi apagada. Isso é uma resposta para várias questões a respeito da regra "indo para o chão", especialmente em duas específicas situações, em 2014, nos playoffs, quando o WR Dez Bryant, do Dallas Cowboys, e em 2017, quando o TE Jesse James, do Pittsburgh Steelers, tiveram suas recepções anuladas devido a regra antiga.
  • É permitido a qualquer membro do departamento de arbitragem instruir os juízes a desqualificar qualquer jogador e sinalar como falta quando este comete uma ato anti-desportivo flagrante no campo. Isso é uma resposta a situação onde o tight end do New England Patriots, Rob Gronkowski, intencionalmente atingiu o defensive back do Buffalo Bills, Tre'Davious White, causando uma concussão no jogador. Gronkowski não foi expulso de campo, mas acabou sendo suspenso por uma partida após uma revisão da NFL.
  • Ilegalmente bater na bola no down de scrimmage perderá o down além da penalidade de 10 jardas que já estava em vigor.
  • Na prorrogação, quando o time que possui a primeira posse de bola e fez um field goal e o segundo time comete um turnover (fumble ou interceptação), a jogada se concluirá até o final, incluindo qualquer ponto que seja marcado por qualquer um dos times.
  • Se um time marcar um touchdown no final do jogo para vencer a partida, o chute de extra-point ou conversão de dois pontos não precisará mais ser feito.[4]

O seguintes pontos de ênfase para a temporada de 2018:[5]

  • Espírito esportivo será rigorosamente imposto por penalidades e ejeções.
  • Interferência no passe (tanto ofensiva quanto defensiva) será aplicado com mais vigor.
  • Corredores (quarterbacks/running backs) que "se entregam" será considerado derrubado no primeiro ponto que uma parte do corpo tocar no chão (independente se ele se jogar no chão com a cabeça ou fazer um carrinho para frente). Se um jogador estiver comprometido no ato do tackle quando o jogador com a bola estiver se entregando, a jogada será considerada ainda legal. Tackles atrasados devem ser penalizados com 15 jardas, conforme a regulamentação anterior.
  • Defensores são repsonsáveis por evitar cair no quarterback quando estiver caindo no chão.
  • Estritamente impondo a regra de que contato inicial utilizando a cabeça/pescoço do long snapper em punts/PAT/Field Goals é uma falta (15 jardas).
  • Jogadores em punts que acabam saindo das fronteiras do campo devem fazer todo o possível para tentar retornar ao campo de jogo ou o time será penalizado em 5 jardas.
  • Jogadores evitaram contato com o oponentes quando ouvirem o apito para parar o progresso da jogada pelo árbitro. Ações desnecessárias ou forçadas contra oponentes após o apito resultarão numa penalidade de 15 jardas por 'violência desnecessária'.

Os seguintes estatutos e resoluções foram aprovados:[6]

  • Torna permanente a liberação de regras de exercícios para os prospectos do draft.
  • Em um período de teste de um ano, é liberada a regra que permite reassinar um jogador que esta em waiver (jogador sob contrato que pode negociar com outros times).
  • Jogadores na reserva de machucados (injured reserve) pode ser trocado.
  • Jogadores com um machucado considerado grande pode ser colocado na reserva de machucados sem dispensar jogadores que estão em situação de waiver.
  • o período de 10 dias para reclamar um jogador em waiver na pós-temporada é reduzido para um dia.
  • Jogadores podem ser reativados da reserva de machucados após oito jogos ao invés de oito semanas.
  • Times tem sete dias úteis para completar acertar uma liquidação de machucados, ao invés de cinco.
  • Jogadores numa certa categoria de lista de reserva não podem retornar ao time após 13 semanas.
  • Esclarecer procedimentos de lista para jogadores com obrigações militares.
  • Em um período de teste de um ano, times podem contactar um jogador que publicamente anunciou que será liberado antes da NFL listar as transações no seu quadro oficial.

As seguintes mudanças para regras de kickoffs foram aprovadas em reunião de donos de times feito em 23 de maio de 2018:[7]

  • Jogadores devem se alinhar para o kickoff da seguinte maneira:
    • Cinco jogadores do time chutador em cada lado do kicker
    • Dois jogadores em cada lado devem estar alinhados do lado mais para fora e outros dois devem estar alinhados mais para dentro
    • Jogadores do time chutador (excluindo o próprio kicker) devem se alinhar uma jarda atrás da linha de chute (atualmente o limite é de 5 jardas)
    • O time que receber a bola deve ter oito na "zona de set-up" de 15 jardas
  • Bloqueios duplos não serão permitidos, a não ser que sejam feitos na "zona de set-up"
  • Bloqueios são proibidos dentro da área restrita (10 jardas do local do kickoff) até que a bola toque o chão ou seja tocada no campo de jogo
  • Uma vez que a bola entre na end zone após o kickoff, seria um touchback automático. Players não terão mais que "ajoelhar" na end zone na parar a jogada
  • Todo jogador sendo desqualificado são sujeitos a um replay
  • Agora é falta (15 jardas) para jogadores que baixarem seu capacete para iniciar ou fazer contato com um jogador do outro time. O jogador que cometer a falta pode ser desqualificado se:
    • Jogador abaixa seu capacete para estabelecer uma postura corporal linear para iniciar ou fazer contato com o capacete
    • Jogador dando o golpe tem um caminho não obstruído do seu oponente
    • Contato era claramente evitável (o jogador fazendo o tackle tinha outras opções)

Em resposta a controvérsia a respeito dos protestos durante o hino nacional, nas temporadas de 2016 e 2017, foi decidido que todos os jogadores em campo durante o "The Star-Spangled Banner" (o hino nacional dos Estados Unidos) devem ficar de pé para o hino. Jogadores e funcionários não são obrigados a estarem no campo nessa hora e podem esperar no vestiário como alternativa. A NFL will não aplicará multas aos jogadores ou funcionários que desafiarem esta regra, mas irá multar os times em si, que poderão multar seus jogadores se assim julgarem necessário. A Associação de Jogadores da National Football League entrou com uma reclamação contra liga, em 11 de julho. Muitos times afirmaram que ficariam do lado dos seus jogadores e os protegeriam, não retaliando em caso de multas.[8][9]

Classificação[editar | editar código-fonte]

V = Vitórias, D = Derrotas, E = Empates, PCT = porcentagem de vitórias, PF= Pontos feitos, PS = Pontos sofridos[10]

Classificados para os playoffs estão marcados em verde

AFC Leste
Time V D E PCT PF PS
New England Patriots 11 5 0 68,8% 436 325
Miami Dolphins 7 9 0 43,8% 319 433
Buffalo Bills 6 10 0 37,5% 262 374
New York Jets 4 12 0 25% 333 441
AFC Norte
Time V D E PCT PF PS
Baltimore Ravens 10 6 0 62,5% 389 287
Pittsburgh Steelers 9 6 1 59,4% 428 360
Cleveland Browns 7 8 1 46,9% 359 392
Cincinnati Bengals 6 10 0 37,5% 368 455
AFC Sul
Time V D E PCT PF PS
Houston Texans 11 5 0 68,8% 402 316
Indianapolis Colts 10 6 0 62,5% 433 344
Tennessee Titans 9 7 0 56,3% 310 303
Jacksonville Jaguars 5 11 0 31,3% 245 316
AFC Oeste
Time V D E PCT PF PS
Kansas City Chiefs 12 4 0 75% 565 421
Los Angeles Chargers 12 4 0 75% 428 329
Denver Broncos 6 10 0 37,5% 329 349
Oakland Raiders 4 12 0 25% 290 467
NFC Leste
Time V D E PCT PF PS
Dallas Cowboys 10 6 0 62,5% 339 324
Philadelphia Eagles 9 7 0 56,3% 367 348
Washington Redskins 7 9 0 43,8% 281 359
New York Giants 5 11 0 31,3% 369 412
NFC Norte
Time V D E PCT PF PS
Chicago Bears 12 4 0 75% 421 283
Minnesota Vikings 8 7 1 53,1% 360 341
Green Bay Packers 6 9 1 40,6% 376 400
Detroit Lions 6 10 0 37,5% 324 360
NFC Sul
Time V D E PCT PF PS
New Orleans Saints 13 3 0 81,3% 504 353
Atlanta Falcons 7 9 0 43,8% 414 423
Carolina Panthers 7 9 0 43,8% 376 382
Tampa Bay Buccaneers 5 11 0 31,3% 396 464
NFC Oeste
Time V D E PCT PF PS
Los Angeles Rams 13 3 0 81,3% 527 384
Seattle Seahawks 10 6 0 62,5% 428 347
San Francisco 49ers 4 12 0 25% 342 435
Arizona Cardinals 3 13 0 18,8% 225 425

Pós-temporada[editar | editar código-fonte]

Os playoffs (mata-mata) de 2018 começaram em 5-6 de janeiro de 2019, com a rodada de Wild Card (repescagem). Os quatro vencedores então competiram contra os dois times de melhor campanha em cada conferência nos playoffs de divisão, o que aconteceu em 12 e 13 de janeiro. Os vencedores desta partida foram para as finais de Conferência, que foram disputadas em 20 de janeiro. O Pro Bowl de 2019 aconteceu no Camping World Stadium em Orlando, Flórida a 27 de janeiro e foi transmitida, nos Estados Unidos, pela ESPN e pela ABC. O Super Bowl LIII aconteceu em 3 de fevereiro, no Mercedes-Benz Stadium, em Atlanta, com transmissão americana da CBS.[11]


Tabela dos Playoffs
Posição AFC NFC
1 Kansas City Chiefs (Vencedor da divisão Oeste) New Orleans Saints (Vencedor da divisão Sul)
2 New England Patriots (Vencedor da divisão Leste) Los Angeles Rams (Vencedor da divisão Oeste)
3 Houston Texans (Vencedor da divisão Sul) Chicago Bears (Vencedor da divisão Norte)
4 Baltimore Ravens (Vencedor da divisão Norte) Dallas Cowboys (Vencedor da divisão Leste)
5 Los Angeles Chargers Seattle Seahawks
6 Indianapolis Colts Philadelphia Eagles

Playoffs[editar | editar código-fonte]

                                   
6 de janeiro – M&T Bank Stadium   13 de janeiro – Gillette Stadium          
  5   LA Chargers   23
  5   LA Chargers   28
  4   Baltimore   17     20 de janeiro – Arrowhead Stadium
  2   New England   41  
AFC
5 de janeiro – NRG Stadium   2   New England   37
12 de janeiro – Arrowhead Stadium
    1   Kansas City   31  
  6   Indianapolis   21 Campeão da AFC
  6   Indianapolis   13
  3   Houston   7   3 de fevereiro – Mercedes-Benz Stadium
  1   Kansas City   31  
Playoffs de Wild Card  
Playoffs de Divisão
5 de janeiro – AT&T Stadium  AFC   New England   13
12 de janeiro – Los Angeles Memorial Coliseum
   NFC   LA Rams   3
  5   Seattle   22 Super Bowl LIII
  4   Dallas   22
  4   Dallas   24     20 de janeiro – Mercedes-Benz Superdome
  2   LA Rams   30  
NFC
6 de janeiro – Soldier Field   2   LA Rams   26
13 de janeiro – Mercedes-Benz Superdome
    1   New Orleans   23  
  6   Philadelphia   16 Campeão da NFC
  6   Philadelphia   14
  3   Chicago   15  
  1   New Orleans   20  

Registros, marcos e estatísticas notáveis[editar | editar código-fonte]

Semana 1
Semana 2
Semana 4
Semana 5
  • Tom Brady lançou o touchdown aéreo de número 500 na carreira, se tornando o terceiro quarterback na história da NFL a conquistar tal feito (junto com Brett Favre e Peyton Manning) e se tornou o primeiro a conquistar esta marca jogando por um único time.[15] Brady também lançou um touchdown para um 71º recebedor diferente, quebrando o recorde anterior que pertencia a Vinny Testaverde.[16]
  • Drew Brees se torna o jogador com mais jardas lançadas na história da liga, com 71 941, passando Brett Favre e Peyton Manning neste quesito. Brees passou essa marca num passe de 62 jardas para touchdown, anotado pelo recebedor Tre'Quan Smith.[17]
Semana 7
  • Drew Brees se torna o terceiro quarterback na história da NFL a derrotar todos os 32 times da liga, se juntando a Brett Favre e Peyton Manning.[18]
Semana 8
Semana 10
  • Julio Jones se torna o jogador mais rápida na historia da NFL a alcançar a marca de 10 000 jardas de recepção na carreira, o fazendo em 104 jogos. O recorde anterior pertencia a Calvin Johnson, que o fez em 115 jogos.[21]
  • Larry Fitzgerald passa Terrell Owens como o segundo recebedor com maior quantidade de jardas de recepção acumuladas na carreira, com 15 952 no total.[22]
Semana 11
  • O Kansas City Chiefs marcam 51 pontos na sua derrota, por 54 a 51, para o Los Angeles Rams, a maior quantidade de pontos marcados por um time perdedor na história da liga. Os 105 pontos agregados é também a maior quantidade de pontos numa partida na história da liga.[23]
Semana 12
  • O Houston Texans venceu seu oitavo jogo seguido após começar a temporada perdendo os três primeiros jogos, se tornando o primeiro time na história da liga a fazer isso.[24]
  • Philip Rivers completou 25 passes seguidos desde o começo do jogo, quebrando o recorde de 22 passes por Mark Brunell. Essa marca também empatou o recorde de Ryan Tannehill de 25 passes completados em seguida num jogo inteiro. Rivers terminou a partida completando 28 de 29 passes (96,6%), quebrando o recorde de percentual de acerto (92,3%) que pertencia a Kurt Warner.[25]
Semana 14
  • Derrick Henry se tornou o segundo jogador na história da NFL a conseguir marcar um touchdown terrestre de 99 jardas, se juntando a Tony Dorsett, que conseguiu este feito em 1982.[26]
Semana 15
  • Tom Brady se tornou o quarto quarterback a alcançar a marca de 70 000 jardas aéreas na carreira.[27]
Semana 16
  • O New England Patriots venceu ao menos 10 jogos numa temporada pelo 16º ano seguido, empatando o San Francisco 49ers (1983–98). Eles também garantiram o título de divisão da AFC East pela décima temporada seguida (estendendo o recorde que já era dos Patriots). Também foi o décimo ano seguido do time se classificando para os playoffs, quebrando o recorde anterior do Dallas Cowboys (1975–1983) e do Indianapolis Colts (2002–2010).
Semana 17
  • George Kittle estabeleceu um novo recorde de jardas de recepção numa temporada por um tight end, com 1 377 jardas.[28]
  • Baker Mayfield lançou para 27 touchdowns numa temporada, estabelecendo um novo recorde para um quarterback calouro.[29]
Playoff de divisão
  • James White, do New England Patriots, empatou o recorde de número de recepções em um jogo de pós-temporada com 15 contra o Los Angeles Chargers.[30]
  • Julian Edelman fez sua recepção de número 94 na pós-temporada, se tornando o jogador com mais recepções em playoffs, atrás de Jerry Rice.[31]
Super Bowl

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Individuais[editar | editar código-fonte]

Prêmio Vencedor Posição Time
AP Most Valuable Player (MVP) Patrick Mahomes Quarterback Kansas City Chiefs
AP Jogador de Ataque do Ano Patrick Mahomes Quarterback Kansas City Chiefs
AP Jogador de Defesa do Ano Aaron Donald Defensive tackle Los Angeles Rams
AP Treinador do Ano Matt Nagy Head coach Chicago Bears
AP Treinador Assistente do Ano Vic Fangio Coordenador de defesa Chicago Bears
AP Jogador Novato de Ataque do Ano Saquon Barkley Running back New York Giants
AP Jogador Novato de Defesa do Ano Darius Leonard Linebacker Indianapolis Colts
AP Comeback Player of the Year Andrew Luck Quarterback Indianapolis Colts
Pepsi Novato do Ano Saquon Barkley Running back New York Giants
Walter Payton NFL Man of the Year Chris Long Defensive end Philadelphia Eagles
PFWA NFL Executivo do Ano Chris Ballard General manager Indianapolis Colts
MVP do Super Bowl Most Julian Edelman Wide Receiver New England Patriots

Time All-Pro[editar | editar código-fonte]

Os seguintes jogadores foram escolhidos como First Team All-Pro pela Associated Press:

Ataque
Quarterback Patrick Mahomes, Kansas City
Running back Todd Gurley, Los Angeles Rams
Flex Tyreek Hill, Kansas City
Wide receiver Michael Thomas, New Orleans
DeAndre Hopkins, Houston
Tight end Travis Kelce, Kansas City
Left tackle David Bakhtiari, Green Bay
Left guard Quenton Nelson, Indianapolis
Center Jason Kelce, Philadelphia
Right guard Zack Martin, Dallas
Right tackle Mitchell Schwartz, Kansas City
Defesa
Edge rusher J. J. Watt, Houston
Khalil Mack, Chicago
Interior lineman Aaron Donald, Los Angeles Rams
Fletcher Cox, Philadelphia
Linebacker Luke Kuechly, Carolina
Bobby Wagner, Seattle
Darius Leonard, Indianapolis
Cornerback Kyle Fuller, Chicago
Stephon Gilmore, New England
Safety Eddie Jackson, Chicago
Derwin James, Los Angeles Chargers
Special teams
Placekicker Justin Tucker, Baltimore
Punter Michael Dickson, Seattle
Kick returner Andre Roberts, New York Jets
Special teams Adrian Phillips, Los Angeles Chargers

Referências

  1. «When does 2018 NFL season start? When is the NFL Draft? And when are NFL London Games?». The Sun. Consultado em 13 de fevereiro de 2018 
  2. «Tom Brady comemora seu sexto Super Bowl com os Patriots e se isola como maior campeão». ESPN.com. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  3. «NFL Owners approve new catch rule by 32-0 vote». espn.com. ESPN. Consultado em 27 de março de 2018 
  4. Austro, Ben (28 de março de 2018). «Required extra-point attempts in walk-off situations». Quirky Research. Consultado em 29 de março de 2018 
  5. «2018 Rules Changes and Points of Emphasis». NFL Operations. 29 de março de 2018. Consultado em 10 de agosto de 2018 
  6. Pokorny, Chris (29 de março de 2018). «List of NFL Bylaw/Resolution Changes for the 2018 Season». Dawgs By Nature. Consultado em 31 de agosto de 2018 
  7. Breech, John (22 de maio de 2018). «NFL kickoffs will be undergoing these major rule changes for 2018». CBSSports.com. Consultado em 31 de agosto de 2018 
  8. «Regra da NFL sobre o hino americano só contentará a NFL». Folha.uol.com.br. Consultado em 2 de setembro de 2018 
  9. «NFL player's union files grievance against national anthem policy». CNN. Consultado em 1 de setembro de 2018 
  10. «Tabela da NFL (Temporada de 2018)». Pro-Football-reference.com. Consultado em 14 de setembro de 2018 
  11. «NFL playoffs schedule 2018: Times and TV channels for Sunday's Wild Card Games». SBnation.com. Consultado em 31 de dezembro de 2018 
  12. «Adrian Peterson scores 100th career rushing TD». NFL.com. Consultado em 4 de outubro de 2018 
  13. «Frank Gore moves into fourth on all-time rushing list». NFL.com. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  14. «Adam Vinatieri hits 566th field goal to set NFL record». ESPN. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  15. «Tom Brady's 500th TD is the first Patriots TD for Josh Gordon». Yahoo! Sports. Consultado em 5 de outubro de 2018 
  16. «Tom Brady Sets NFL Record By Throwing Touchdown To 71st Different Receiver, Josh Gordon». CBS Sports. 5 de outubro de 2018. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  17. «Drew Brees owns some impressive NFL records — and he's not done yet». SBnation.com. Consultado em 30 de outubro de 2018 
  18. Katzenstein, Josh. «Drew Brees has now beaten all 32 NFL teams». The Times-Picayune. Consultado em 22 de outubro de 2018 
  19. «Adam Vinatieri becomes NFL all-time leading scorer». 28 de outubro de 2018. Consultado em 30 de outubro de 2018 
  20. «Vikings' Adam Thielen: Snaps 100-yard streak at eight games». CBSSports.com. Consultado em 4 de novembro de 2018 
  21. McClure, Vaughn (11 de novembro de 2018). «Julio Jones becomes fastest receiver to 10,000 yards». ESPN. Consultado em 13 de novembro de 2018 
  22. Weinfuss, Josh (11 de novembro de 2018). «Larry Fitzgerald moves into second on all-time receiving-yards list». ESPN. Consultado em 12 de novembro de 2018 
  23. Klein, Gary (20 de novembro de 2018). «Rams outduel Chiefs 54-51 in highest-scoring 'Monday Night Football' game ever». Chicago Tribune. Consultado em 23 de novembro de 2018 
  24. Reiken, Kristie (27 de novembro de 2018). «Texans beat Titans 34-17 for team-record 8th straight win». Associated Press. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  25. "Rivers' record-setting day impresses Brady". Página acessada em 17 de dezembro de 2018.
  26. "Derrick Henry ties NFL record with historic 99-yard TD". Página acessada em 25 de dezembro de 2018.
  27. "Tom Brady becomes fourth QB to pass for 70,000 yards". Página acessada em 17 de dezembro de 2018.
  28. "George Kittle breaks single-season record for receiving yards by TE". Página acessada em 31 de dezembro de 2018.
  29. "Baker Mayfield breaks NFL record for touchdown passes by a rookie". Página acessada em 31 de dezembro de 2018.
  30. Young, Shalize Manza. «Patriots' James White ties NFL postseason record for receptions». Yahoo Sports. Consultado em 14 de janeiro de 2019 
  31. Bird, Hayden. «Julian Edelman moved up to second all-time in NFL postseason receptions». Boston.com. Consultado em 15 de janeiro de 2019 
  32. «7 wild facts about the lowest-scoring Super Bowl ever». USA Today. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]