Apolodoro de Atenas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Apolodoro de Atenas
Nascimento 180 a.C.
Atenas Antiga
Morte 120 a.C.
Atenas Antiga
Cidadania Atenas Antiga
Ocupação historiador, poeta, escritor, arquiteto, mitógrafo
Obras destacadas Chronicle

Apolodoro de Atenas (em grego clássico: Ἀπολλόδωρος ὁ Ἀθηναῖος; romaniz.: Apollódoros ho Athēnaios , lit. "Apolodoro, o Ateniense"; c. 180 a.C. - 120 a.C.), filho de Asclepíades, foi um filósofo e gramático grego. Pupilo de Diógenes da Babilônia, Panécio, o Estoico e de Aristarco da Samotrácia, teria abandonado a cidade de Alexandria por volta de 146 a.C., trocando-a provavelmente por Pérgamo, até se fixar definitivamente em Atenas, onde redigiu suas obras, entre as quais uma cronologia em versos iâmbicos para o período da Guerra de Troia, em 144 a.C..

A compilação de mitos que lhe é atribuída, a Biblioteca, é na realidade uma obra bem posterior: a obra cita um autor romano, Castor o Analista, contemporâneo de Cícero (século I a.C.). O autor da Biblioteca é chamado, por convenção, de Pseudo-Apolodoro.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hornblower, Simon (1996). «Apollodorus (6) of Athens». The Oxford Classical Dictionary. Oxford: Oxford University Press. 124 páginas 
  • Smith, W. (1861). Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology. Vol. 1, p. 234. London: Walton & Maberly. 1093 páginas 

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

  • Crônica, de Apolodoro, fragmentos, no site www.attalus.org
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.