Apolodoro de Atenas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Apolodoro de Atenas
Nascimento 180 a.C.
Atenas
Morte 110 (289 anos)
Atenas
Cidadania Atenas
Ocupação historiador, poeta, escritor, arquiteto, mitógrafo

Apolodoro de Atenas (em grego clássico: Ἀπολλόδωρος ὁ Ἀθηναῖος; transl.: Apollódoros ho Athēnaios , lit. "Apolodoro, o Ateniense"; c. 180 a.C. - 120 a.C.), filho de Asclepíades, foi um filósofo e gramático grego. Pupilo de Diógenes da Babilônia, Panécio, o Estoico e de Aristarco da Samotrácia, teria abandonado a cidade de Alexandria por volta de 146 a.C., trocando-a provavelmente por Pérgamo, até se fixar definitivamente em Atenas, onde redigiu suas obras, entre as quais uma cronologia em versos iâmbicos para o período da Guerra de Troia, em 144 a.C..

A compilação de mitos que lhe é atribuída, a Biblioteca, é na realidade uma obra bem posterior: a obra cita um autor romano, Castor o Analista, contemporâneo de Cícero (século I a.C.). O autor da Biblioteca é chamado, por convenção, de Pseudo-Apolodoro.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Hornblower, Simon (1996). «Apollodorus (6) of Athens». The Oxford Classical Dictionary. Oxford: Oxford University Press. 124 páginas 
  • Smith, W. (1861). Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology. Vol. 1, p. 234. London: Walton & Maberly. 1093 páginas 

Ligação externa[editar | editar código-fonte]

  • Crônica, de Apolodoro, fragmentos, no site www.attalus.org
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.