As Boas Maneiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
As Boas Maneiras
Cartaz do filme
 Brasil
 França
2018 •  cor •  135 min 
Direção Marco Dutra
Juliana Rojas
Produção Maria Ionescu
Sara Silveira
Clément Duboin
Frédéric Corvez
José Alvarenga Jr.(produtor associado)
Elenco Isabél Zuaa
Marjorie Estiano
Miguel Lobo
Cida Moreira
Andréa Marquee
Gênero horror
fantasia sombria
Companhia(s) produtora(s) Dezenove Som e Imagens
Urban Factory
Good Fortune Films
Globo Filmes
Distribuição Imovision
Estreia Suíça 6 de outubro de 2017
 França 21 de março de 2018
 Brasil 07 de junho de 2018
Idioma português

As Boas Maneiras é um filme de terror fantástico franco-brasileiro de 2018, dirigido e escrito por Marco Dutra e Juliana Rojas. O filme conta a história de duas mulheres que têm suas vidas entrelaçadas pelo nascimento de um menino que apresenta comportamentos estranhos. É protagonizado por Isabél Zuaa, Marjorie Estiano e Miguel Lobo.[1]

As Boas Maneiras teve sua estreia mundial em 6 de outubro de 2017 no Festival Internacional de Cinema de Locarno, na Suíça, e foi lançado no Brasil em 7 de junho de 2018. O filme foi recebido com avaliações muito positivas por parte da crítica, com elogios para o roteiro e a forma como o gênero do horror foi explorado, além de aclamações para as atuações das protagonistas do filme.[2] Entretanto, o sucesso não se repetiu em sua exibição comercial no Brasil. O filme obteve um público de pouco mais de 11 mil espectadores, gerando uma receita de R$ 172.502,00.[3]

Na 18.ª edição do Grande Otelo, promovida pela Academia Brasileira de Cinema, o filme recebeu cinco indicações, incluindo melhor atriz para Marjorie Estiano e melhor atriz coadjuvante para Gilda Nomacce, além de nomeações a melhor roteiro original, melhor som e melhores efeitos visuais. Já no 24.° Prêmio Guarani, maior premiação da crítica cinematográfica brasileira, o filme bateu recorde de indicações, com 13 nomeações ao todo, vencendo em seis delas, incluindo a categoria de melhor atriz coadjuvante para Marjorie Estiano.[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Clara (Isabél Zuaa) é uma mulher solitária, moradora da periferia de São Paulo e formada em enfermagem. Desempregada, ela busca por trabalho para poder se sustentar e pagar o seu aluguel na propriedade de Dona Amélia (Cida Moreira). Ana (Marjorie Estiano) é uma mulher que vive sozinha em um apartamento de luxo em um bairro nobre e futurista da cidade e está a procura de uma babá para lhe ajudar a cuidar do filho que ela espera. Ana então contrata Clara para o trabalho. Conforme a gravidez avança, o clima na residência fica sombrio e Ana começa a apresentar comportamentos cada vez mais estranhos. Ela passa a ter crises de sonambulismo em noites de lua cheia e são agravados pela dieta sem carne que o seu médico lhe recomendou. Aos poucos, a relação entre elas duas evolui para um relacionamento amoroso, mas tudo muda com o nascimento de Joel (Miguel Lobo).[5]

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Isabél Zuaa como Clara Macedo
  • Marjorie Estiano como Ana Proença Nogueira
  • Miguel Lobo como Júlio Macedo (Joel)
  • Cida Moreira como Dona Amélia
  • Gilda Nomacce como Gilda
  • Andréa Marquee como Angela
  • Germano Melo como Dr. Ciro Poças
  • Nina Medeiros como Amanda
  • Hugo Villavicenzio como Hugo
  • Eduardo Gomes como Professor Edu
  • Neusa Velasco como Dona Norma
  • Felipe Kenji como Maurício
  • Adriana Mendonça como Cida
  • Caetano Gotardo como Reinaldo Estevão

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme é dirigido em parceria entre Marco Dutra e Juliana Rojas. Eles dois iniciaram essa parceria quando ainda estudavam cinema na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP). Eles já haviam lançado um longa-metragem juntos anteriormente, Trabalhar Cansa de 2011.[6] Para a produção do efeito visual futurístico da cidade de São Paulo no filme, foi utilizada a técnica de matte painting, muito recorrente no mundo cinematográfico desde os grandes clássicos do cinema. As paisagens e cenários foram executados pelo artista Eduardo Schaal.[7] As cores e as músicas do filme tiveram inspiração nas primeiras animações da Disney, em especial A Bela Adormecida (1959).[8]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Festivais[editar | editar código-fonte]

As Boas Maneiras teve seu lançamento mundial no Festival Internacional de Cinema de Locarno, na Suíça, em 6 de agosto de 2017.[9] Em seguida, o filme percorreu por diversos festivais em vários países. Em 11 de setembro de 2017 estreou na França no L'Étrange Festival. Foi exibido no Líbano em 15 de setembro de 2017 durante o Maskoon Fantastic Film Festival. Concomitantemente, foi exibido na Rússia pelo Pacific Meridian Film Festival Vladivostok. Ainda em setembro de 2017, estreou na Grécia no Festival de Cinema de Atenas, nos Estados Unidos pelo Fantastic Festival e voltou a ser exibido na França pelo Festival de Cinema Latino-americano de Biarritz. Na Dinamarca, participou do CPH: PIX em 1 de outubro. Em 4 de outubro esteve no Festival Internacional de Cinema de Vancouver. Em 6 de outubro teve sua primeira exibição oficial no Brasil no Festival do Rio.[9] Ainda no mesmo mês, esteve no Sitges Film Festival na Espanha, no Haifa Film Festival em Israel, no FI London Film Festival no Reino Unido, no Busan International Film Festival na Coreia do Sul, além de voltar a ser exibido no Brasil na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.[10]

Em 5 de novembro participou do festival Janela Internacional de Cinema do Recife e em 8 de novembro do Panorama Internacional Coisa de Cinema. Em 11 de novembro foi exibido simultaneamente em três festivais: Kolkata International Film Festival na Índia, Films From The South Festival na Noruega e no AFI Fest nos Estados Unidos. Em 9 de dezembro esteve no Festival de Cinema de Havana. Em 7 de janeiro de 2018 voltou a ser exibido nos Estados Unidos durante o Palm Springs International Film Festival. Em 25 de janeiro estreou no tradicional Festival Internacional de Cinema de Roterdão, na Holanda. Na Irlanda, foi exibido no Belfast Film Festival em 17 de abril de 2018. Em 11 de outubro de 2018 participou do Festival Internacional de Cine de Viña del Mar no Uruguai.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

O lançamento comercial do filme ocorreu a partir de 7 de junho de 2018 com distribuição da Imovision.

Distribuição internacional[editar | editar código-fonte]

As Boas Maneiras foi lançado comercialmente em diversos países. Em 21 de março de 2018, estreou nos cinemas da França.[11] Em Portugal chegou aos cinemas a partir de 3 de maio de 2018.[12] Três dias depois, em 6 de maio, foi lançado na Polônia. Em 11 de julho foi distribuído na Bélgica. Ainda em julho chegou aos cinemas da Alemanha (26) e dos Estados Unidos (27).[13] Em 28 de setembro estreou no México. No Japão foi exibido a partir de 26 de outubro de 2018. Na Holanda, o filme foi lançado em 29 de novembro de 2018.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

No agregador de críticas Rotten Tomatoes, que categoriza as opiniões apenas como positivas ou negativas, o filme tem um índice de aprovação de 96% calculado com base em 47 comentários dos críticos que é seguido do consenso: "Good Manners habilmente faz malabarismos díspares mudanças tonais ao mesmo tempo que dá uma olhada excepcionalmente inteligente e sensível nos relacionamentos femininos."[14]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Associações Categoria Recipiente(s) Resultado Ref.
2017 Festival Internacional de Cinema de Locarno Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado [15]
Prêmio especial do júri Venceu
Austin Fantastic Fest Menção Especial
Festival de Cinema Latino-Americano de Biarritz Melhor Filme Indicado [16]
Menção Honrosa Venceu
Festival de Cinema de Sitges Melhor Filme Indicado [17]
Melhor Filme (prêmio da crítica) Venceu
Melhor Atriz (menção especial) Isabél Zuaa
Festival de Cinema do Rio Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas [18]
Melhor Filme (Prêmio FIPRESCI)
Melhor Filme de Ficção (Félix)
Prêmio Petrobrás
Melhor Atriz Coadjuvante Marjorie Estiano
Melhor Fotografia Rui Poças
L'Etrange Festival Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado
Melhor Filme da Audiência Venceu
Oslo Films from the South Festival Menção Honrosa
Festival de Cinema de Londres Melhor Filme Indicado
Festival Internacional de Cinema de Calcutá Melhor Filme
2018 Brussels International Film Festival Melhor Filme
Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires Melhor Filme Internacional [19]
Melhor Filme Venceu
Kaleidoscope LGBT Festival Melhor Filme
Festival Internacional de Cinema de Cartagena Melhor Filme Indicado
Cleveland International Film Festival Melhor Filme Internacional
Maine International Film Festival Melhor Filme
Zinegoak Bilbao International GLT Film Festival Melhor Filme [20]
Melhor Atriz Principal em Filme Isabél Zuaa Venceu
Melhor Atriz Secundária em Filme Marjorie Estiano
Uruguay International Film Festival Melhor Filme Internacional Marco Dutra e Juliana Rojas
Torino International Gay & Lesbian Film Festival Melhor Filme
Prêmio Ibero-Americano de Cinema Fênix Melhor Filme Indicado [21]
Melhor Edição Caetano Gotardo
Palm Springs International Film Festival Melhor Filme Latino Marco Dutra e Juliana Rojas
Festival de Cinema de Lima Melhor Filme
Melhor Filme (prêmio da crítica) Venceu
Prêmio da Crítica Internacional
Janela Internacional de Cinema do Recife Melhor Filme Indicado
Melhor Imagem Rui Poças Venceu
Festival Internacional de Cine de Viña del Mar Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado
Melhor Atuação Isabél Zuaa Venceu
Festival Internacional de Cinema de Istambul Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado
Festival Internacional de Filmes Fantásticos de Gérardmer Grande Prêmio
Prêmio do Júri Venceu
Prêmio da Crítica
Festival Internacional de Cinema da UNAM Melhor Filme Internacional Indicado
2019 CinEuphoria Awards Melhor Atriz Internacional Isabél Zuaa Indicado
Grande Prêmio do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Marjorie Estiano [22]
Melhor Atriz Coadjuvante Gilda Nomacce
Melhor Som Gabriela Cunha, Bernardo Uzeda
Melhores Efeitos Visuais Eduardo Schaal
Melhor Roteiro Original Marco Dutra e Juliana Rojas
Festival Sesc Melhores Filmes Melhor Fotografia Rui Poças Venceu
Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro Melhor Filme Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado [23]
Melhor Diretor
Melhor Atriz Isabél Zuaa
Melhor Atriz Coadjuvante Marjorie Estiano Venceu
Melhor Roteiro Original Marco Dutra e Juliana Rojas Indicado
Melhor Direção de Arte Fernando Zuccolotto Venceu
Melhor Fotografia Rui Poças
Melhor Edição Caetano Gotardo Indicado
Melhor Som Gabriela Cunha, Bernardo Uzeda Venceu
Melhor Música Guilherme Garbato e Gustavo Garbato Indicado
Melhor Maquiagem Rosemary Paiva Venceu
Melhor Figurino Kiki Orona Indicado
Melhores Efeitos Visuais Eduardo Schaal Venceu

Referências

  1. «Horror sobre lobisomem em SP, "As Boas Maneiras" é o filme mais surpreendente do ano». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 27 de maio de 2022 
  2. AdoroCinema, As Boas Maneiras: Críticas imprensa, consultado em 27 de maio de 2022 
  3. «ANCINE publica Anuário Estatístico do Cinema Brasileiro 2018». Agência Nacional do Cinema - ANCINE. Consultado em 27 de maio de 2022 
  4. «24° Prêmio Guarani: análise dos indicados». Papo de Cinema. Consultado em 27 de maio de 2022 
  5. «Crítica | As Boas Maneiras - Sinfonia em noite de Lua Cheia». Bastidores. 6 de junho de 2018. Consultado em 28 de maio de 2022 
  6. «'As boas maneiras': filme premiado de Juliana Rojas e Marco Dutra ganha o primeiro trailer; assista». G1. Consultado em 28 de maio de 2022 
  7. «'As boas maneiras': veja técnica de efeitos visuais do filme de horror e fantasia estrelado por Marjorie Estiano; VÍDEO». G1. Consultado em 28 de maio de 2022 
  8. AdoroCinema, As Boas Maneiras: Curiosidades, consultado em 28 de maio de 2022 
  9. a b Esquinas, Revista (6 de junho de 2018). «"As Boas Maneiras" - Entrevista com os realizadores». Revista Esquinas. Consultado em 2 de junho de 2022 
  10. Mans, Matheus (2 de novembro de 2017). «Crítica: 'As Boas Maneiras' é estranho, é ousado e é um filmaço». Esquina da Cultura. Consultado em 2 de junho de 2022 
  11. «França: Estreia de filme brasileiro "As boas maneiras"». RFI. 21 de março de 2018. Consultado em 2 de junho de 2022 
  12. orapazdafabrica. «Cinema: As Boas Maneiras chega ao cinema a 3 de maio». Antena 3. Consultado em 2 de junho de 2022 
  13. ABCdoABC, Portal do. «Filme brasileiro "As Boas Maneiras" estreia nos cinemas da França». www.abcdoabc.com.br. Consultado em 2 de junho de 2022 
  14. «Good Manners». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 2 de outubro de 2021 
  15. «"As Boas Maneiras" é premiado no Festival de Locarno | Revista de Cinema». Consultado em 2 de junho de 2022 
  16. Fonseca, Rodrigo (1 de outubro de 2017). «As Boas Maneiras ganha menção honrosa no Festival de Biarriatz, na França». Omelete. Consultado em 2 de junho de 2022 
  17. «Filme brasileiro "As boas maneiras" é premiado no festival de Sitges». RFI. 14 de outubro de 2017. Consultado em 2 de junho de 2022 
  18. «"As Boas Maneiras" é eleito o melhor filme do Festival do Rio». Consultado em 2 de junho de 2022 
  19. AFP. «Festival Internacional de Cinema premia diretor brasileiro Tiago Melo». Correio do Povo. Consultado em 2 de junho de 2022 
  20. «AS BOAS MANEIRAS estreia nos cinemas da França dia 21 de março». O Dia Mais. 13 de março de 2018. Consultado em 2 de junho de 2022 
  21. Cinevitor (24 de setembro de 2018). «Prêmio Iberoamericano de Cine Fénix 2018: filmes brasileiros se destacam entre os indicados». CINEVITOR. Consultado em 2 de junho de 2022 
  22. Duque, Fabricio (18 de agosto de 2019). «Os vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019!». Vertentes do Cinema. Consultado em 2 de junho de 2022 
  23. Povo, Correio do. «Filme "As Boas Maneiras" lidera indicações do 24º Prêmio Guarani de Cinema Brasileiro». Correio do Povo. Consultado em 2 de junho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]