Avro Vulcan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Vulcan
Avro 698 Vulcan B.1 da RAF
Descrição
País de origem  Reino Unido
Fabricante Avro
Produção 1956-1965
Quantidade
produzida
incluindo protótipos 136 unidade(s)
Custo
unitário
£ 750.000 (1956)
Primeiro voo 30 de agosto de 1952 (61 anos)
Entrada em serviço 20 de junho de 1956
Missão Bombardeiro estratégico
Tripulação 5 (6 Vulcan B.3)
Dimensões
Comprimento 29,59 m; (B.3) 33,53 m
Envergadura 30,18 m; (B.3) 36,80 m
Altura 8,08 m; (B.2 e B.3) 8,28 m
Área (asas) (B.1) 30,3 m²
Peso
Tara 34144 kg
Peso bruto máximo 77111 kg
Propulsão
Motores 4x turbojatos Bristol Olympus 101, 102 ou 104
11 000 lbf (4 990 kgf) ou
4x turbojatos Bristol Olympus 201 ou 301 (B.2)
4x turbojatos Bristol Olympus 301 (B.3)
Força (por motor) (B.1) 49 kN
Performance
Velocidade máxima 1038,03 km/h (Mach 0.96)
Alcance bélico 4171 km
Tecto máximo 17000 m
Armamento
Mísseis/Bombas 1x míssil nuclear Blue Steel
2x pares de mísseis Sidewinder
21 t (46 300 lb) de bombas convencionais

Avro Vulcan é um bombardeiro estratégico de grande autonomia fabricado na Inglaterra pela Avro.

Facilmente identificado por suas asas em delta, foi um dos três modelos do chamado trio mágico da Real Força Aérea, os "V Bombers", sobre o qual repousou por mais tempo a dissuasão nuclear da Inglaterra. Notável bombardeiro tático a baixa altura (versão B.2). Não transportava armamento defensivo.

O protótipo efetuou o seu primeiro võo de ensaio em 1952. Mas foi somente em 1957 que a versão B.Mk1 começou a equipar os esquadrões da RAF. O Vulcan deixou o serviço na RAF no início dos anos 80, não antes, porém, de realizar em 1982 sua única missão de combate real: raides extremamente longos com o código "Black Buck", quando bombardearam a pista e as instalações de radar de Port Stanley, durante a Guerra das Malvinas. Durante uma dessas missões, em 3 de junho de 1982, um Vulcan (nº XM597) sofre uma pane hidráulica e não consegue efetuar o reabastecimento em voo.[1] Para não cair no mar, invade o espaço aéreo brasileiro sendo escoltado por caças Northrop F-5E Tiger II até o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, onde faz um pouso de emergência, causando um incidente diplomático entre Argentina, Brasil e Grã Bretanha. Após sete dias retido, o avião é autorizado a retornar à sua base na ilha de Ascensão[2] [3]

Avro XM 597
{{{caption}}}
Durante a Guerra das Malvinas o Avro Vulcan XM 597 fez um posuo de emergência no Aeroporto do Galeão em 1982. Hoje a aeronave repousa no National Museum of Flight, em East Lothian, Escócia

Variantes[editar | editar código-fonte]

  • B.1

A serie inicial de produção.

  • B.1A

B.1 com "contra-medidas eletrônicas" (CME) no cone do bico.

  • B.2

Desenvolvimento do B.1 com as características do B.1A e equipado com motor Olympus 201-202 de 17.000 lbf (76 kN).

  • B.2 (MRR)

Nove aeronaves convertidas para Maritime Radar Reconnaissance (MRR) - (Radar de Reconhecimento Marítimo).

  • K.2

Seis B.2 convertidos para reabastecimento aéreo.

Comparação das versões[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Esta secção está a ser traduzida de en:Avro Vulcan#Comparison of variants (desde maio de 2014). Ajude e colabore com a tradução.
Tabela de comparação
B.1 B.1A B.2 B.2 (MRR) K.2
Envergadura 99,4 ft (30 m) 111 ft (34 m)
Comprimento 97,07 ft (30 m) 105,51 ft (32 m) [99,9 ft (30 m) sem sonda]
Altura 26 ft 6 in (8 08 m) 27 ft 1 in (8 26 m)
Área alar 3 554 sq ft (330 18 m2) 3 964 sq ft (368 27 m2)
Peso máximo de decolagem 167 000 lb (76 000 kg)
185 000 lb (84 000 kg) (necessidade operacional)
204 000 lb (93 000 kg)
Velocidade de cruzeiro Mach .86 indicado
Velocidade máxima Mach .95 indicado Mach .93 indicado
(Mach .92 com motor 301)
Mach .93
indicado
Desconhecido
Teto de serviço 55 000 pé (17 000 m) 45 000 pé (14 000 m) à 56 000 pé (17 068 80 m)
Sistema elétrico 112V DC 200V AC trifásico 400 Hz
Sistema elétrico de
emergência
Bateria Turbina de ar de impacto e Auxiliary power unit
Motores 4 × Bristol
Olympus 101, 102 or 104
4 × Bristol
Olympus 104
4 × Bristol Siddeley
Olympus 200-series, 301
4 × Bristol Siddeley
Olympus 200-series
Capacidade de
combustível (principal)
9,280 gal (74,240 lb avtur) 9,260 gal (74,080 lb avtur)
Capacidade de
combustível (doca de bombas)
Nenhum 0-1990 gal (15,920 lb avtur) 1990 gal
(15,920 lb avtur)
2985 gal
(23,880 lb avtur)
Controles de
força de voo
1 x rudder (duplex), 4 x elevadores, 4 x ailerons 1 x rudder (duplex), 8 x elevons
Armamento 1 × Bomba nuclear de queda livre ou
21 × 1 000 lb (450 kg)
bombas convencionais
1 × Míssil Blue Steel ou
1 × Bomba nuclear de queda livre ou
21 × 1 000 lb (450 kg)
bombas convencionais
Nenhuma

Referências

  1. Fact Sheet No 2: Vulcan and the Falklands War (em inglês). Avro Vulcan (2007). Página visitada em 23 de janeiro de 2014. "Quando o Vulcan direcionou sua sonda para o funil de abastecimento do Victor, sem motivo aparente, esta se quebrou, pulverizando combustível por todo o pára-brisas do Vulcan. Sem possibilidade de abastecer, ou retornar a Ascensão, Neil McDougall decidiu que a única possibilidade seria um desvio para o Rio de Janeiro (...) Com nível crítico de combustível, fez contato com o controle de tráfego aéreo do Rio (...) no aeroporto do Galeão, pousando na direção errada da pista. Após sete dias, o Vulcan e sua tripulação foram autorizados a sair, sob a condição de que a aeronave XM597 não participasse mais do conflito (Tradução da fonte)"
  2. http://voo-rasante.blogspot.com/2006/03/um-intruso-no-cu-do-brasil.html
  3. O Estado de S. Paulo (12 de novembro de 2006). Arquivos revelam que Brasil pendeu pela Argentina na Guerra das Malvinas. Resenha Eletrônica do Ministério da Fazenda. Página visitada em 11 de novembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.