Avro Anson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo, expandindo-o. Mais informações podem ser encontradas no artigo «Avro Anson» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (maio de 2019)
Avro Anson
Avião
Um Avro Anson em 2013
Descrição
Tipo / Missão Reconhecimento aéreo
Aeronave de treino
País de origem Reino-Unido
Fabricante Avro
Período de produção 1935 – 1952
Quantidade produzida 8138 + 2882
Desenvolvido de Avro 652
Primeiro voo em 24 de março de 1935 (84 anos)
Introduzido em 1936
Aposentado em 28 de junho de 1968
Tripulação 3 ou 4
Especificações (Modelo: Mk I)
Dimensões
Comprimento 12,88 m (42,3 ft)
Envergadura 17,22 m (56,5 ft)
Altura 3,99 m (13,1 ft)
Área das asas 43,01  (463 ft²)
Alongamento 6.9
Peso(s)
Peso vazio 2 500 kg (5 510 lb)
Peso carregado 3 608 kg (7 950 lb)
Peso máx. de decolagem 3 900 kg (8 600 lb)
Propulsão
Motor(es) Dois motores radiais Armstrong Siddeley Cheetah IX
Potência (por motor) 350 hp (261 kW)
Performance
Velocidade máxima 302 km/h (163 kn)
Alcance (MTOW) 1 271 km (790 mi)
Teto máximo 5 791 m (19 000 ft)
Razão de subida 3,8 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões Uma metralhadora de 7,7 mm
Uma metralhadora Vickers K de 7,7 mm
Bombas 163 kg (359 lb) de bombas
Notas
Dados de: The Hamlyn Concise Guide to British Aircraft of World War II[nota 1]

O Avro Anson foi uma aeronave britânica que serviu a Royal Air Force, a Fleet Air Arm, a Real Força Aérea Canadiana e outras forças aéreas por todo o mundo, antes, durante e após a Segunda Guerra Mundial. Desenvolvido a partir do Avro 652,[1] o Anson, cujo nome vem do almirante britânico George Anson, foi desenvolvido para reconhecimento aéreo, mas foi considerado rapidamente obsoleto para esta missão. Após isto encontrou-se um novo papel para o avião, que passaria a desempenhar a missão de aeronave de treino.[2] Em 1952, quando a produção cessou, mais de 11 000[3] unidades tinham sido produzidas em nove variantes diferentes.

Variantes[editar | editar código-fonte]

A principal variante do Anson foi a Mk I, com 6,704 unidades produzidas na Grã-Bretanha. A outras variantes diferiam principalmente em suas motorizações que eram construídas localmente no Canadá e equipavam as unidades produzidas neste país. Com a escassez de aço, 1,051 unidades do Anson Mk V fabricadas no Canadá receberam fuselagem de madeira compensada tipo MDF.

Variante Característica Nº produzido
MK I Motorizado com dois Armstrong Siddeley Cheetah IX de 350 hp (261 kW) ou XIX de 395 hp (295 kW) 6,688
MK II Construídos no Canadá e motorizados com dois Jacobs L-6MB R-915 de 330 hp (246 kW) e equipados com trem de pouso com retração hidráulica em substituição ao sistema manual do Anson I 1,401
MK III Anson Mk I convertidos no Canadá para utilizarem motores L-6MB R-915 de 330 hp (246 kW) 432
MK IV Mk I convertido no Canadá para utilizar motores Wright R-975 Wirlwind 1
MK V Produzidos no Canadá para treinamento de navegadores; motorizados com dois Pratt & Whitney R-985 Wasp Junior de 450 hp (336 kW) e recebendo uma nova fuselagem monocoque de madeira desenvolvida nos Estados Unidos 1,069
MK VI Versão de treinamento para artilheiros e bombardeadores construído no Canadá; motorizado por dois Wasp Junior de 450 hp (336 kW) 1
MK X Anson Mk I convertidos para Mk X 104
MK XI Anson Mk I convertidos para Mk XI 90
MK XII 20 Anson Mk I convertidos em Mk XII e mais 221 convertidos nos novos Mk XII 241
MK XIII Treinador de artilharia motorizado por dois Cheetah XI ou XIX Nunca produzido
MK XIV Treinador de artilharia motorizado por dois Cheetah XV Nunca produzido
MK XVI Treinador de navegação Nunca produzido
MK XV Treinador de bombardeamento Nunca produzido
C 19 Variante de transporte e comunicação construídos para a RAF 264
T 20 Treinador de navegação para a RAF; uma variante do Mk XIX para atender a Especificação do Ministério do Ar T.24/46 para um treinador de navegação ultramarino, para um piloto, dois operadores sem fio (um aprendiz e um instrutor) e cinco posições de navegação (três aprendizes e dois instrutores). Usado para treino de bombardeamento e navegação na Rodésia do Sul 60
T 21 Treinador de navegação para a RAF; uma variante do Mk XIX para atender a Especificação do Ministério do Ar T.25/46 para um treinador de navegação, para um piloto, dois operadores sem fio (um aprendiz e um instrutor) e cinco posições de navegação (três aprendizes e dois instrutores). Um protótipo voou em maio de 1948 252
C.21 Modificação dos T 21 para operações de transporte e comunicação 252
T 22 Treinador de rádio para a RAF; uma variante do Mk XIX para atender a Especificação do Ministério do Ar T.26/46, um piloto e quatro estações de operação sem fio (três para aprendizes e uma para o instrutor); um protótipo voou em junho de 1948 54
Anson 18 Desenvolvido do Avro Nineteen e vendidos para Força Aérea Real Afegã para missões de comunicação, patrulha policial e vigilância aérea 12
Anson 18C Treinador civil produzido para o Governo Indiano 13
Avro Nineteen Transportador civil produzido em duas séries (também conhecido como Anson XIX) 56
AT-20 Designação militar dos Estados Unidos do Anson II produzido no Canadá para a Força Aérea do Exército dos Estados Unidos 50

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Avro Anson
Desenvolvimento relacionado
Aeronave de comparável missão, configuração e era

Notas

  1. Mondey 1994, p.26.
Bibliografia
  • Mondey, David. The Hamlyn Concise Guide to British Aircraft of World War II. London: Chancellor Press. 1994. ISBN 1-85152-668-4.

Referências

  1. «Avro Anson - Development and Operational History, Performance Specifications and Picture Gallery». www.militaryfactory.com. Consultado em 7 de março de 2016 
  2. «Avro Anson Mk II». www.bombercommandmuseum.ca. Consultado em 7 de março de 2016 
  3. «Avro Anson Mk. V Vintage Trainer Aircraft - Aircraft History». Canadian Warplane Heritage Museum. Consultado em 7 de março de 2016