Baileys Women's Prize for Fiction

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Baileys Women's Prize for Fiction, antigo Women's Prize for Fiction (2013)  e Orange Prize for Fiction, 2008-2012, é um dos mais prestigiados prêmios literários no Reino Unido.[1]

Ele é concedido anualmente à melhor obra de ficção publicada no Reino Unido, durante o ano anterior à atribuição do prémio. A obra deve ter sido escrita por uma autora do idioma inglês, independentemente da sua nacionalidade.

A vencedora recebe um prêmio de 30.000 libras e uma escultura de bronze chamada "Bessie", criada pela artista Grizel Niven.

O júri do prêmio é exclusivamente formado por mulheres.

Laureadas[editar | editar código-fonte]

  • 1996 - Helen Dunmore : A Spell of Winter
  • 1997 - Anne Michaels : Fugitive Pieces
  • 1998 - Carol Shields: Larry's Party
  • 1999 - Suzanne Berna : A Crime in the Neighborhood
  • 2000 - Linda Conceder : When I Lived in Modern Times
  • 2001 - Kate Grenville : The Idea of Perfection
  • 2002 - Ann Patchett : Bel Canto
  • 2003 - Valerie Martin : Property
  • 2004 - Andrea Levy : Small Island
  • 2005 - Lionel Shriver : We Need to Talk About Kevin
  • 2006 - Zadie Smith : On Beauty
  • 2007 - Chimamanda Ngozi Adichie : Half of a Yellow Sun
  • 2008 - Rose Tremain : The Road Home
  • 2009 - Marilynne Robinson : Home
  • 2010 - Barbara Kingsolver : Lacuna
  • 2011 - Téa Obreht : The Tiger's Wife
  • 2012 - Madeline Miller : The song of Achilles
  • 2013 - A. M. Homes : May We Be Forgiven
  • 2014 - Eimear McBride :  A Girl Is a Half-formed Thing
  • 2015 - Ali Smith : How to Be Both
  • 2016 - Lisa McInerney : The Glorious Heresies
  • 2017 - Naomi Alderman : The Power

Em 2005, o prêmio "Orange of Oranges" foi concedido a Andrea Levy por Small Island.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Women's Prize for Fiction, Formerly the Baileys, Announces Trio of Sponsors». Publishing Perspectives (em inglês). 2 de março de 2018