Louisa May Alcott

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Louisa May Alcott
Louisa May Alcott aos 25 anos
Data de nascimento 29 de novembro de 1832
Local de nascimento Filadélfia, Pensilvânia, EUA
Nacionalidade  Estados Unidos
Data de morte 6 de março de 1888
Local de morte Boston, Massachusetts, EUA
Gênero(s) Literatura juvenil
Pseudônimo(s) A. M. Barnard
Ocupação Escritora
Período de atividade Guerra Civil
Magnum opus Mulherzinhas
Influências Ralph Waldo Emerson, Henry David Thoreau, Friedrich de la Motte Fouqué, Charles Dickens

Louisa May Alcott (Filadélfia, 29 de novembro de 1832  — Boston, 6 de março de 1888) foi uma escritora estadunidense, que se dedicou principalmente à literatura juvenil.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi educada pelo pai, o filósofo e educador Amos Bronson Alcott, tendo a oportunidade de conviver com intelectuais como Henry David Thoreau e Ralph Waldo Emerson.

Louise sonhava ser atriz, mas tornou-se escritora. Inspirou-se nas próprias experiências para escrever suas histórias. Mulherzinhas (1868), seu romance mais famoso, apresenta o retrato de uma família de classe média americana do seu tempo, salientado os seus valores morais: civismo e amor à pátria (que chega ao sacrifício de seus filhos) e dedicação extrema ao lar e ao próximo. Este romance foi transformado em filmes para cinema, tv e séries muitas vezes, desde a primeira versão registrada no IMDB [1] em 1917.

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • 1855 - Flower Fables
  • 1863 - Hospital Sketches
  • 1864 - The Rose Family
  • 1865 - Moods
  • 1867 - Morning-Glories and Other Stories
  • 1867 - The Mysterious Key and What It Opened
  • 1868 - Little Women (br: Mulherzinhas; pt: As Mulherzinhas)
  • 1869 - Good Wives (br: Mulherzinhas crescem; pt: Boas Esposas)
  • 1870 - An Old Fashioned Girl (pt: Uma Rapariga à Moda Antiga)
  • 1871 - Little Men (Life at Plumfield with Jo's Boys) (br: Um colégio diferente; pt: Homenzinhos)
  • 1872-1882 - Aunt Jo's Scrap-Bag
  • 1873 - Work: A Story of Experience
  • 1875 - Beginning Again
  • 1875 - Eight Cousins (Oito primos)
  • 1876 - Rose in Bloom (br: Rosa em flor)
  • 1877 - A Modern Mephistopheles
  • 1877 - Under the Lilacs
  • 1880 - Jack and Jill
  • 1886 - Jo's Boys (br: "A rapaziada de Jo") (and How They Turned Out)
  • 1886-1889 - Lulu's Library
  • 1888 - A Garland for Girls
  • 1893 - Comic Tragedies Written by Jo and Meg

Influência literária na literatura infanto-juvenil portuguesa[editar | editar código-fonte]

As obras de Louisa May Alcott foram alvo de uma das mais bem sucedidas adaptações para português por Maria Paula de Azevedo, nome literário de D. Joana Távora Folque de Souto, que publicou

  • Quatro raparigas
  • Alguns anos depos
  • O colégio da Ameixoeira
  • Os rapazes de Maria João

que tiveram muito sucesso em Portugal.

A adaptação transportou a guerra da secessão para a Primeira Guerra Mundial, a criada negra para uma criada típica, a patinagem no gelo para a patinagem em patins de rodas, e a tia para a tia viscondessa, mudando também as localizações e as festas. Ao contrário do texto original, o avô não era violento, apenas severo, e em vez de

As protagonistas foram chamadas: Margarida (Guida), Maria João (João), Isabel (Bel) e Amélia. O principal protagonista masculino foi batizado Vasco José Vasques.

Esta e várias outras adaptações ou traduções foram estudadas por Celeste Simões na sua tese de doutoramento.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Louisa May Alcott
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Louisa May Alcott
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.