Banco de Compensações Internacionais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sede do BIS

O Banco de Compensações Internacionais ou Banco de Pagamentos Internacionais[1] (em inglês: Bank for International Settlements) é uma organização internacional responsável pela supervisão bancária. Visa "promover a cooperação entre os bancos centrais e outras agências na busca de estabilidade monetária e financeira". Sediado em Basileia, na Suíça, reúne 55 bancos centrais de todo o mundo.

Visa a promoção da cooperação monetária e financeira internacional. Considerado “o banco dos bancos centrais”, constitui um fórum privilegiado para discussão ao mais alto nível de questões relativas ao sistema financeiro internacional e ao papel dos bancos centrais[2].

O BIS organiza reuniões periódicas entre os altos funcionários de seus membros, para discussões sobre a economia mundial, a política monetária e o sistema financeiro. Além disso, há encontros frequentes entre técnicos, onde são tratadas questões mais operacionais, como questões judiciais, gestão de reservas, TI, auditoria interna e cooperação técnica.

O BIS é responsável pela publicação de estatísticas e relatórios sobre os bancos centrais e o sistema financeiro mundial. Essas publicações são apresentadas em workshops e seminários em que também são oferecidas formações. Em sua sede, abrigam-se os secretariados de comitês como o Comitê dos Mercados, o Comitê do Sistema Financeiro Global e o Comitê de Basileia, fundados pelo G-10, em 1962, 1971 e 1974, respectivamente.

O banco possui ainda escritórios em Hong Kong e Cidade do México, onde também oferece uma série de serviços aos seus mais de 140 clientes.

Membros[editar | editar código-fonte]

São membros do Banco Internacional de Compensações os bancos centrais dos seguintes países.[3]

Membros do BIS

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.