Barra do Ribeira (povoado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Praia da Jureia, com 19 Km de extensão.

A Barra do Ribeira era uma pequena vila de pescadores localizada em Barra do Ribeira, no município de Iguape. O povo da Barra do Ribeira pode ser definido como povo caiçara, habitando em casas feitas de madeiras que se encontravam na praia, que encostavam no barranco quando havia maré cheia.

Com o desenvolvimento da Barra do Ribeira, a praia da Barra e a Estação Ecológica da Jureia-Itatins, juntamente com o Senhor Bom Jesus de Iguape, passaram a ser as atrações turísticas. Paralelamente a população da Barra do Ribeira criou uma grande festa (Festa do Robalo) que acontece todos os anos em novembro na comunidade caiçara, e que por seu turno se tornou também um atrativo para os turistas que visitam a Barra do Ribeira, pois é uma festa beneficente da comunidade.

Aos pouco a pequena vila de pescadores, que a cada ano recebia pessoas de todos os lugares, foi crescendo e se desenvolvendo, tornando-se num bairro, da cidade de Iguape.

Da cultura caiçara ficou o cerco, o covo e a rede de corrico, utensílios utilizado na pesca da manjuba, da tainha, do camarão e do siri, bem como o espinhel (corda extensa onde prende anzóis) e redes: tarrafa, picaré, jereré, puçá e faz nos rios as cercas ou chiqueiros de peixes. A pesca com rede requer o uso de canoa - a ubá. A rede mede cerca de 140 braças de comprimento por 6 de largura. Para facilitar a flutuação na parte superior da rede colocam bóias de cortiça. E na parte inferior colocam as chumbadas ou peso de barro cozido. Nas extremidades da rede, colocam cordas para puxar o arrastão. Colocam a rede no mar, levada pela ubá, e depois vêm arrastando até a praia - é o famoso "arrastão".

Pontos Turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Praia da Juréia
  • Igreja de São Pedro
  • Costão da Juréia
  • Trilha do Imperador
  • Rio Verde
  • Cachoeira do Bom Jesus de Iguape

Habitantes[editar | editar código-fonte]

Aproximadamente 2.140 habitantes.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.