Bedřich Smetana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bedřich Smetana
Nome nativo Bedřich Smetana
Nascimento 2 de março de 1824
Litomyšl
Morte 12 de maio de 1884 (60 anos)
Praga
Sepultamento Cemitério Vyšehrad
Cidadania Império Austríaco, Áustria-Hungria
Etnia Tchecos
Ocupação compositor, maestro, professor, pedagogo, pianista, professor de música
Magnum opus Prodaná Nevěsta, Má Vlast
Movimento estético era romântica
Causa da morte sífilis
Assinatura
Smetana signature.jpg

Bedřich Smetana IPA[ˈbɛdr̻ɪx ˈsmɛtana] (Leitomischl (Litomyšl), Boémia Oriental, 2 de Março de 1824[1] - Praga, 12 de Maio de 1884)[1], foi um compositor checo. Sua obra mais famosa é O Moldava (Vltava) do poema sinfônico Minha Pátria (Má Vlast).

Vida[editar | editar código-fonte]

Estátua em homenagem a Smetana em Litomyšl.

Estudou piano e violino desde pequeno, e sofreu resistências da família pela opção de carreira na área da música. Estudou música em Praga e foi contratado como músico numa família de nobres. O compositor Franz Liszt, em 1848, apoiou-o para criar a sua própria escola de música.

Em aetembro de 1855, Smetana perdeu a sua filha Bedřiska, então com quatro anos de idade, perdendo outro filho nove meses depois. Deprimido, Smetana passou a dedicar-se à composição. Desta época data o seu «Trio para violino, violoncelo e piano em sol menor» (op. 15).

No ano seguinte, Smetana mudou-se para Gotemburgo, na Suécia, onde permaneceu até 1863. Durante esse período realizou muitos recitais e concertos.

Bedřich, devido à tensão nervosa e à sífilis, começou a ficar surdo em Março de 1874, aos 50 anos, aquando da estreia da sua ópera «As Duas Viúvas». Alguns meses depois, a 20 de Outubro de 1874[1], ficou afectado por surdez total. Ainda viveu 10 anos na mais completa surdez, compondo ainda muita música, tal como o poema sinfónico «Minha Pátria» («Má Vlast»), com a parte musical mundialmente conhecida «O Moldava» («Vltava»), em sol maior, de 1874, evocando o rio Moldava ou Vltava – afluente do rio Elba –, bem como as óperas «O Beijo» (1876), «O Segredo» (1878) e «A Parede do Diabo» (1882). Smetana é considerado como o pai da escola musical checa. Antonín Dvořák será o seu seguidor.

Smetana é, juntamente com Ludwig van Beethoven e Fauré, um dos compositores que escreveram música em total surdez.

Faleceu em 1884 num manicómio na cidade de Praga, surdo e acometido de problemas neurológicos decorrentes de sífilis.

Obra musical[editar | editar código-fonte]

A maior parte da obra musical de Smetana é composta por peças de temática folclórica e nacionalista. Notabilizou-se também como compositor de óperas, todas com libreto em checo, a saber:

  • Braniboři v Čechách (Brandemburgueses na Boêmia)
  • Prodaná Nevěsta (A Noiva Vendida)
  • Dalibor
  • Libuše
  • Dvě Vdovy (As Duas Viúvas)
  • Hubička (O Beijo)
  • Tajemství (O Segredo)
  • Čertova stěna (A Parede do Diabo)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c [Mestres da Música (Editorial Planeta - De Agostini, S.A. 1990]


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bedřich Smetana