Birdy (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Birdy
Álbum de estúdio de Birdy
Lançamento 4 de novembro de 2011 (2011-11-04)
Gravação 2010-11
Gênero(s) Pop-rock, alternativo, indie rock
Duração 44:02
Gravadora(s) 14th Floor Records, Warner Bros.
Produção Jim Abbis, Rich Costey, James Ford, Alex H.N.Gilbert[1]
Cronologia de Birdy
Último
Fire Within
(2013)
Próximo

Birdy é o primeiro álbum da cantora-compositora britânica Birdy, lançado entre novembro de 2011 a abril de 2011 pelas editoras discográficas 14th Floor Records, Atlantic Records e Warner Music. Vários produtores estavam envolvidos na produção do álbum, incluindo Jim Abbiss, Rich Costey, James Ford e Alex H. N. Gilbert. O trabalho utiliza elementos de gêneros musicais populares, incluindo alternativa, pop-rock e indie rock.

Birdy alcançou a primeira posição nas paradas de sucesso da Holanda e Bélgica e desempenhou-se nas quarenta primeiras posições incluindo países europeus, norte-americanos e asiáticos, além do posto de número 62 na Billboard 200 a principal parada musical do mundo. Foi certificado de ouro pelas associações British Phonographic Industry (BPI) e Belgian Entertainment Association (BEA), por vendas superiores a 100 e 20 mil cópias, respectivamente.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Com 12 anos de idade, a britânica Birdy enviou um vídeo de uma composição própia para sua conta no YouTube e foi vista por milhares de pessoas. Com a popularidade, Birdy ingressou na versão da competição musical Open Mic UK em 2008, sendo esta para menores de 18 anos, ao vivo e sem trasmição e contra 10 mil concorrentes.[2] Ao final do ano foi vencedora da competição e assinou um contrato com a Good Soldier Songs Ltd, dirigido por Christian Tattersfield, presidente da Warner Bros. Records britânica e com a 14th Floor Records.[3]

Birdy já tinha diversas composições própias feitas ao longo de sua infância; uma delas "So Be Free", apresentada no Open Mic UK.[4] Mas decidiu incluir no álbum apenas covers, afirmando que isso possibilitaria-lhe terminar os estudos. A interprete também comentou que o conjunto de faixas era apenas um introdução ao seu estilo e que ter apenas uma única composição sua, "Without A Word", entre o repertório foi uma boa ideia.[5]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

O portal Metacritic, a partir de dez resenhas recolhidas, deu 61 pontos ao Birdy em uma escala que vai até cem, indicando "análises mistas ou boas".[6] Caroline Sullivan, do The Observer, destacou como um dos pontos positivos a indubitabilidade que a cantora colocou nas canções: os simples de piano / violão, os arranjos e sua voz doce torná-las irreconhecíveis, com alguns - synth-pop encantadores, "1901" do Phoenix e "Shelter" do The xx - soando como músicas completamente novas.[7]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "1901" (por Phoenix) Thomas Mars Rich Costey 5:11
2. "Skinny Love" (Bon Iver) Justin Vernon Alex H.N.Gilbert 3:23
3. "People Help the People" (por Cherry Ghost) Simon Aldred James Ford 4:16
4. "White Winter Hymnal" (por Fleet Foxes) Robin Pecknold Ford 2:17
5. "The District Sleeps Alone Tonight" (por The Postal Service) Ben Gibbard, Jimmy Tamborello Jim Abbiss 4:44
6. "I'll Never Forget You" (por Francis and the Lights) Francis Farewell Starlite Abbiss 3:47
7. "Young Blood" (por The Naked and Famous) Thomas Powers, Alisa Xayalith, Aaron Short Costey 4:04
8. "Shelter" (por The xx) Romy Madley Croft, Oliver Sim, Jamie Smith Abbiss, Alex H.N.Gilbert*, Paul "P-Dub" Walton* 3:44
9. "Fire and Rain" (por James Taylor) James Taylor Ford 3:07
10. "Without a Word"   Birdy Costey 4:46
11. "Terrible Love" (por The National) Matt Berninger, Aaron Dessner Costey 4:43

(*) Denota produtor(es) adicional(is)

Posições[editar | editar código-fonte]

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

País Data Gravadora
 Bélgica[27] 4 de novembro de 2011 Warner Music
 Irlanda[28] 14th Floor Records,
Atlantic Records
 Reino Unido[29] 7 de novembro 2011
 Países Baixos[30] 11 de novembro de 2011 Warner Music
 Estados Unidos[31] 20 de março de 2012 Warner Bros. Records
 Alemanha[32] 23 de março de 2012 Warner Music
 Polónia[33] 26 de março de 2012
 Austrália[34] 20 de abril de 2012
 França[35] 30 de abril de 2012

Referências

  1. (2012) Créditos do álbum Birdy por Birdy.
  2. Hewitt, Phil (29 de novembro de 2009). «Review: Open Mic UK national grand final, Guildhall, Portsmouth» Chichester Observer [S.l.] Consultado em 17 de fevereiro de 2012. 
  3. Gordon, Johnston (9 de maio de 2012). «Open Mic UK winner Birdy is flying high!» Glasswerk [S.l.] Consultado em 17 de maio de 2012. 
  4. «The Festival». Newforestfoodfairs.co.uk. Consultado em 16 de julho de 2012. 
  5. «Birdy - About». officialbirdy.com. Consultado em 26 de agosto de 2012. 
  6. «Birdy – Birdy». Metacritic. CBS Interactive. Consultado em 25 de julho de 2012. 
  7. Levine, Nick (4 de novembro de 2011). «Review of Birdy – Birdy» (em inglês). BBC Music. BBC Online. Consultado em 25 de julho de 2012. 
  8. «Birdy – Birdy». Australian Recording Industry Association. Hung Medien. Consultado em 29 de abril de 2012. 
  9. «Birdy – Birdy» (em German). IFPI Austria. Hung Medien. Consultado em 6 de abril de 2012. 
  10. «Birdy – Birdy» (em Dutch). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 14 de novembro de 2011. 
  11. «Birdy – Birdy» (em French). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 14 de novembro de 2011. 
  12. «Top 100 Albums in Canada». Nielsen SoundScan. CANOE. 22 March 2012. Arquivado desde o original em 3 de abril de 2012‎. Consultado em 1 de abril de 2012. 
  13. «Birdy – Birdy» (em Dutch). MegaCharts. Hung Medien. Consultado em 19 de novembro de 2011. 
  14. «Birdy – Birdy» (em French). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Hung Medien. Consultado em 26 de maio de 2012. 
  15. «Birdy, Birdy» (em German). Media Control. charts.de. Consultado em 3 de abril de 2012. 
  16. «Top 75 Artist Album, Week Ending 10 November 2011». Irish Recorded Music Association. Chart-Track. Consultado em 11 de novembro de 2011. 
  17. «Oficjalna lista sprzedaży». OLiS. 10 de abril de 2012. Consultado em 6 de abril de 2012. 
  18. «2012 Top 40 Scottish Albums Archive». Official Charts Company. 19 de novembro de 2011. Consultado em 14 de novembro de 2011. 
  19. «Birdy – Birdy». Media Control. Hung Medien. Consultado em 3 de abril de 2012. 
  20. «2012 Top 40 Official UK Albums Archive». Official Charts Company. 19 de novembro de 2011. Consultado em 14 de novembro de 2011. 
  21. a b c «Birdy – Birdy». Billboard. Prometheus Global Media. Consultado em 3 de abril de 2012. 
  22. «ARIA Albums Chart: 03/09/2012» (em inglês). ARIA. Consultado em 3 de setembro de 2012. 
  23. «Gold en Platina - Singles / Albums - 2012» (em inglês). BEA. Consultado em 26 de agosto de 2012. 
  24. «BPI: Certified Awards Search» (em inglês). British Phonographic Industry. Busca por "Birdy" na seção "Search" com a opção "Artist" marcada em "Search by". Consultado em 26 de agosto de 2012. 
  25. «Jaaroverzichten 2011» (em Dutch). Ultratop. Hung Medien. Consultado em 29 December 2011. 
  26. «Jaaroverzichten – Album 2011» (em Dutch). MegaCharts. Hung Medien. Consultado em 29 December 2011. 
  27. «Brits-Vlaamse Birdy bezorgt België kippenvel met 'Skinny Love'» (em holandês). Warner Music Belgium. 4 de novembro de 2011. Consultado em 12 April 2012. 
  28. «Birdy by Birdy». iTunes Store Ireland. Apple Inc. Consultado em 1 November 2011. 
  29. «Birdy: Birdy». HMV. Consultado em 12 April 2012. 
  30. «Birdy bezorgt Nederland kippenvel met 'Skinny Love'» (em Dutch). Warner Music Netherlands. 4 de novembro de 2011. Consultado em 12 de abril de 2012. 
  31. «Birdy – Birdy». Warner Bros. Records. Consultado em 12 de abri de 2012. 
  32. «Birdy – Veröffentlichungen» (em German). Warner Music Germany. Consultado em 12 de abril de 2012. 
  33. «Birdy – Birdy» (em Polish). Warner Music Poland. Consultado em 12 de abril de 2012. 
  34. «Birdy – Birdy». JB Hi-Fi. Consultado em 12 de abril de 2012. 
  35. «Birdy – Edition Deluxe : Birdy» (em French). Fnac. Consultado em 26 de maio de 2012.