Bombardier Learjet 60

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde Agosto de 2014).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Learjet 60
Avião
Learjet 60
Descrição
Custo unitário US$ 3,5 milhões
Tripulação 2
Passageiros 6/8 passageiro(s)
Especificações
Dimensões
Comprimento 17,8 m (58,4 ft)
Envergadura 13,35 m (43,8 ft)
Altura 4,44 m (14,6 ft)
Peso(s)
Peso máx. de decolagem 10 660 kg (23 500 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 X P&W Canada PW305A
Performance
Velocidade de cruzeiro 850 km/h (459 kn)
Alcance (MTOW) 4 100 km (2 550 mi)
Teto máximo 15 545 m (51 000 ft)
Notas
Fonte: Bombardier [1]

O Learjet 60 é uma aeronave bimotor executiva de porte médio e alta performance, com capacidade para transportar confortavelmente seis ou oito passageiros, dependendo da configuração adotada, com motorização turbofan da marca Pratt & Whitney, projetado para viagens internacionais e intercontinentais, fabricado nos Estados Unidos a partir da década de 1990 pela Learjet, que utilizou como base o projeto de jato executivo bimotor Learjet 55, porém com uma boa quantidade de mudanças e melhorias que tornam o Learjet 60 um projeto quase novo de aeronave.[1]

Atualmente, a fabricante americana Learjet é uma subsidiária da corporação canadense Bombardier, mas as fábricas da Learjet estão localizadas nos Estados Unidos e no México.

Projeto e mercado[editar | editar código-fonte]

O Learjet 60 substituiu com vantagens o Learjet 55 partir no ano de 1993, com uma fuselagem mais espaçosa (aproximadamente um metro mais comprida) e impulsionado por motores mais potentes do que o seu antecessor, com capacidade para transportar quatro ou seis passageiros.[2]

O Learjet 60 é um sucesso de vendas, com mais de 400 unidades vendidas, devido a uma combinação de fatores como baixo consumo relativo de combustível, bom espaço interno para seis ou oito passageiros, alcance suficiente para viagens internacionais non-stop do Brasil para outros países da América do Sul ou, após um cuidadoso planejamento da tripulação, viagens transoceânicas entre Estados Unidos e Europa ou viagens transoceânicas entre Brasil e Europa (com escalas para reabastecimento) , ótima velocidade de cruzeiro, entre outras características.[3]

Dentro do meio aeronáutico, o Learjet 60 é considerado uma aeronave razoavelmente acessível para empresários e executivos de alto escalão, com baixo consumo relativo de combustível e custo de manutenção competitivo, com boa quantidade de peças de reposição disponíveis no Brasil.

Em 2007 foi lançado o Learjet 60XR, com novos aviônicos, novos motores Pratt & Whitney PW305A, com atualizações na cabine de comando e melhorias na cabine de passageiros de modo a tornar o jato ainda mais competitivo em sua categoria de mercado, incluindo o sistema de navegação EFIS (Electronic Flight Instrument System), com o PFD (tela primária) e MFD (tela multifuncional).

Por cerca de US$ 17 milhões a Learjet oferece o 60XR com alcance de cerca de 4 100 quilômetros, equipado com galley (compartimento para preparo de refeições), refrigerador, forno de microondas e elétrico, toalete e outras comodidades. A cabine de passageiros tem iluminação LED e está equipada com DVD player e CD player, telefone por satélite, fax e pontos de acesso a Internet.

O Learjet 60XR sobe direto até a altitude de 15 000 metros em menos de meia hora, após a decolagem. Jatos executivos de alta performance como esse estão menos sujeitos a turbulências de mau tempo.[carece de fontes?]

Principais concorrentes[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Learjet 60XR» (em inglês). Bombardier. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  2. «Pilot Reports». Flying Magazine (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2014 
  3. «Bombardier Entrega 400 Learjet 60». Flap Internacional. Consultado em 4 de dezembro de 2014