Browning M1917

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Browning modelo 1917

Metralhadora refrigerada a água Browning modelo 1917A1
Tipo Metralhadora pesada
Local de origem  Estados Unidos
História operacional
Em serviço 1917-anos 1970[1]
Guerras Primeira Guerra Mundial
Revolução Mexicana
Guerras das Bananas
Guerra do Chaco
Segunda Guerra Mundial
Guerra Civil Chinesa
Guerra da Coreia
Primeira Guerra da Indochina
Crise do Congo
Guerra do Vietnã
Histórico de produção
Data de criação 1917
Quantidade
produzida
128.369[2]
Variantes M1917, M1917A1, modelos da Colt
Especificações
Peso 47 kg (arma, tripé, água e munição)
Comprimento 980 mm
Comprimento 
do cano
609 mm
Cartucho .30-06 Springfield
6,5×54mm Mannlicher–Schönauer
6,5×55mm
7,5×54mm
7×57mm Mauser
7,62×51mm NATO
7,65×53mm Mauser
7,92×57mm Mauser
7,92×61mm
8x52mmR Siam
8×63mm
Ação Operada a recuo
Cadência de tiro 450 tiros por minuto
450-600 tiros por minuto (M1917A1)
Velocidade de saída 853,6 m/s
Sistema de suprimento Fita de pano de 250 munições

A Browning M1917 é uma metralhadora pesada que foi usada pelas Forças Armadas dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial, na Segunda Guerra Mundial, na Guerra da Coreia e na Guerra do Vietnã;[3] além de também tem sido usada por outros países. Era uma metralhadora servida por tripulação, alimentada por fita e refrigerada a água que serviu ao lado da Browning M1919 refrigerada a ar muito mais leve.[4] Foi usada no nível do batalhão e muitas vezes montada em veículos (como um jipe). Houve duas iterações principais: a M1917, que foi usada na Primeira Guerra Mundial e a M1917A1, que foi usada depois. A M1917, que foi usada em algumas aeronaves e também em terra, tinha uma cadência cíclica de 450 tiros por minuto. A M1917A1 tinha uma cadência cíclica de 450 a 600 tiros por minuto.

Derivadas[editar | editar código-fonte]

Uma versão simplificada e refrigerada a ar da arma, Modelo 1919, foi adotada após a Primeira Guerra Mundial e entrou em ação na Segunda Guerra Mundial, na Guerra da Coreia, na Guerra do Vietnã e na Crise do Congo.

Operadores[editar | editar código-fonte]

Soldados holandeses do Exército Real das Índias Orientais Holandesas treinando na M1917A1.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o Rottman, Gordon L. (20 de fevereiro de 2014). Browning .30-caliber Machine Guns. Col: Weapon 32 (em inglês) Paper ed. [S.l.]: Osprey Publishing. ISBN 9781780969213 
  2. «The Browning Model 1917 Water-Cooled Machine Gun». Small Arms Defense Journal (em inglês) 
  3. «The Great War and the Model 1917 Machine Gun». Browning (em inglês) 
  4. «Browning M1917 M1919». Modern Firearms (em inglês) 
  5. a b Huon, Jean (setembro de 2013). «The Chaco War». Small Arms Review. 17 (3). Cópia arquivada em 19 de agosto de 2019 
  6. Shih, Bin (2018). China's Small Arms of the Second Sino-Japanese War (1937-1945). [S.l.: s.n.] 
  7. Jowett, Philip (28 de junho de 2018). Latin American Wars 1900–1941: "Banana Wars," Border Wars & Revolutions. Col: Men-at-Arms 519. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 38. ISBN 9781472826282 
  8. Jenzen-Jones, N.R. (30 de setembro de 2018). «Ethiopian .30-06, 7.62 × 51 mm & 7.92 × 57 mm cartridges». armamentresearch.com 
  9. Rossi, Michel (novembro de 1992). «Le bataillon de Corée (1950/1953)». La Gazette des Armes (227). pp. 10–15 
  10. Dunstan, Simon (21 de fevereiro de 2019). French Armour in Vietnam 1945–54. Col: New Vanguard 267. [S.l.]: Osprey Publishing. p. 26. ISBN 9781472831828 
  11. Bak, Dongchan (março de 2021). Korean War : Weapons of the United Nations (PDF). Republic of Korea: Ministry of Defense Institute for Military History. pp. 51–53. ISBN 979-11-5598-079-8. Cópia arquivada (PDF) em 20 de setembro de 2022 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Browning M1917
Este artigo relativo a armas de fogo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.