Captura de Bagdá (1534)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Batalha de Bagdá (1534)
Parte da Guerra Otomano-Safávida (1532-1555)
Otomano europa pt.svg
As conquistas de Solimão na guerra Otomano-Safávida, entre 1532 e 1555, deram-lhe acesso ao Golfo Pérsico.
Data 1534
Local Bagdá, Iraque
Desfecho Vitória Otomana
Mudanças territoriais Os Otomanos capturam Bagdá, a baixa Mesopotâmia, a foz do Eufrates e do Tigre e parte da costa do Golfo Pérsico.
Beligerantes
Safavid Flag.svg Império Safávida  Império Otomano
Comandantes
Safavid Flag.svg Tequelu Maomé Sultão Cã (governador Safávida de Bagdá) Império Otomano Solimão, o Magnífico
Forças
300 tropas ainda leais aos Safávidas e ao comandante da cidade Tropas Safávidas que desertaram e o exército que Solimão trouxe no inverno a Bagdá
   

A Captura de Bagdá em 1534 por Solimão, o Magnífico do Império Otomano da dinastia Safávida sob Tamaspe I, fez parte da Guerra Otomano-Safávida de 1532 a 1555, que por sua vez fez parte de uma série de Guerras Otomanas-Persas. A cidade foi tomada sem resistência, o governo Safávida fugiu e deixou a cidade indefesa.[1] A captura de Bagdá foi uma conquista significativa, devido ao seu domínio dos rios Tigre e Eufrates e do seu comércio internacional e regional. [2] Representou, junto com a queda de Baçorá em 1546, um passo significativo para a eventual vitória Otomana e a aquisição da parte baixa da Mesopotâmia, a foz dos rios Tigre e Eufrates, abrindo uma rota comercial para o Golfo Pérsico.[3] Os Otomanos passaram o inverno lá até 1535, supervisionando a reconstrução de santuários religiosos Sunitas e Xiitas e projetos de irrigação agrícola. Solimão retornou a Constantinopla, deixando uma forte força de guarnição.[1] Nas décadas seguintes, os Otomanos solidificaram o controle da região, incorporando-a ao império até que ela foi recapturada pelos Persas em 1623.[1]

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c World and Its Peoples: The Middle East, Western Asia, and Northern Africa. Londres: Marshall Cavendish. 2006. p. 193. ISBN 0-7614-7571-0 
  2. Masters, Bruce Alan (2009). Encyclopedia of the Ottoman Empire. Nova Iorque: Facts on File. pp. 280, 428. ISBN 0-8160-6259-5 
  3. Matthee, Rudolph P. (1999). The politics of trade in Safavid Iran: silk for silver, 1600-1730. Cambridge, RU: Cambridge University Press. p. 17. ISBN 0-521-64131-4