Carlos Blanco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde janeiro de 2016)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes confiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes confiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Carlos Blanco Pérez (Madri, 7 de março de 1986) é um egiptólogo e filósofo espanhol, famoso por suas contribuições em programas de televisão e rádio na Espanha, Egito e América do Sul especializados em crianças superdotadas.

Foi o seu interesse pelo Egito e pelas línguas antigas que o fizeram ser considerado pelo jornal espanhol El Mundo, em 1998, como o egitólogo mais jovem da Europa e o decifrador de hieróglifos mais jovem do mundo.

Em 1999, Carlos Blanco começou a participar sistematicamente de programas de televisão à nível nacional, especialmente em “Crónicas Marcianas”, onde falava com a idade de treze anos sobre vários assuntos, inclusive sobre História, Matemática, Física, Política, Egiptologia, Filosofia, dentre outros, que lhe deram grande fama em toda a Espanha.

Carlos Blanco estudou na Westminster School em Londres e na Universidade de Navarra (Pamplona), onde já concluiu o curso de Filosofia e Letras (junho de 2006) Química (junho 2007) e Teologia.

Desde 2004 é membro da International Association of Egyptologists e correspondente do Instituto Oriental da Universidade de Chicago.

Desde 2009 é "Visiting Fellow" na Universidade de Harvard.

Ele é professor na Universidade Pontifícia de Comillas, Madrid, e foi eleito para A World Academy of Art and Science[1].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Carlos Blanco en la World Academy of Arts and Sciences» (em espanhol). Universidad Pontificia Comillas. Consultado em 2016-02-10.