Casa de Estenquilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Casa de Estenquilo
Stenkilska ätten

País:  Suécia
Fundador: Estenquilo
Último soberano: Ingo II
Ano de fundação: 1060
Ano de dissolução: 1120-1130
Etnia: Suecos

A Casa de Estenquilo (em latim: Stenchillus; em sueco: Stenkilska ätten) foi a dinastia real que governou a Suécia entre 1060 e aproximadamente 1130.[1] O primeiro rei desta dinastia foi Estenquilo (Stenkil), provavelmente oriundo da Gotalândia Ocidental (Västergötland),[carece de fontes?] e o último monarca foi Ingo II (Inge Stenkilsson).[2]

Margrave's coronet.png
Emundo, o Velho
Emund den gamle
Margrave's coronet.png
Estenquilo
Stenkil
Filha de Emund
Margrave's coronet.png
Halstano
Halsten
Margrave's coronet.png
Ingo I
Inge den äldre
Helena
Margrave's coronet.png
Filipe
Filip
Margrave's coronet.png
Ingo II
Inge den yngre
Kristina Ingesdotter
Ragualdo
Ragnvald Knaphövde
Margareta Fredkulla
Katarina Ingesdotter

O período de 1060 até 1130 é um período obscuro, com poucas e contraditória fontes documentais, caracterizado por lutas e divisões internas, associadas à introdução do cristianismo e dos padrões medievais no país.[3]

Reis da Casa de Estenquilo[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. MELIN, Jan; JOHANSSON, Alf; HEDENBORG, Susanna (2006). «Äldre medeltiden». Sveriges historia. Estocolmo: Prisma. 54 páginas. ISBN 91-518-4666-7 
  2. «Stenkilska ätten» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 1 de julho de 2012 
  3. Lagerqvist, Lars O (1997). «Medeltid». Sveriges Regenter. Från forntid till nutid (em sueco). Estocolmo: Norstedts. p. 40. 440 páginas. ISBN 91-1-963882-5