Charles Frederick Hartt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Charles Frederick Hartt
Nascimento 23 de agosto de 1840
Fredericton
Morte 18 de março de 1878 (37 anos)
Rio de Janeiro
Cidadania Canadá
Alma mater Universidade de Acadia
Ocupação biólogo, paleontólogo, geólogo
Empregador Universidade Harvard, Universidade Cornell
Causa da morte febre amarela

Charles Frederick Hartt (23 Agosto de 1840, Fredericton, New Brunswick - 18 Março de 1878, Rio de Janeiro) foi um geólogo canadense-americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Acompanhou Louis Agassiz, de quem foi aluno, em sua viagem ao Brasil. Durante esta expedição, explorou o litoral brasileiro, entre a Bahia e o Rio de Janeiro, reunindo grande coleção zoológica e tornando-se autoridade em História Natural da América do Sul. A partir de 1876, exerceu o cargo de diretor do museu Nacional do Rio de Janeiro, ao qual doou sua importantíssima coleção geológica. Durante os anos de 1875 e 1877, Hartt foi coordenador da Comissão Geológica do Império do Brasil, que foi constituída pelo Imperador D. Pedro II e tinha como enfoque preliminar o estudo da Geologia, da Paleontologia e das minas brasileiras [1] [2].

Referências

  1. Bosetti, E.P.; Peyerl, D.; Horodyski, R. S. e Zabini, C. (2007) Formação Ponta Grossa : História, Fácies e Fósseis. IN: I Simpósio de Pesquisa em Ensino e História de Ciências da Terra e III Simpósio Nacional sobre Ensino e Geologia no Brasil, anais, Unicamp, Campinas, SP; pp. 353-360.
  2. Lange, F. W. (1954). Paleontologia do Paraná. IN: Paleontologia do Paraná, Curitiba. Comissão de Comemoração do Centenário do Paraná, dez., pp. 1-105.

Publicações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.