chown

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Chown
Captura de tela
Desenvolvedor David MacKenzie

Jim Meyering

Plataforma Multiplataforma
Modelo do desenvolvimento Software livre
Lançamento 3 de novembro de 1971 (50 anos)
Versão estável 8.32 (GNU coreutils)
Sistema operacional Linux, macOS, BSD
Licença GPLv3+
Estado do desenvolvimento ativo

O comando chown da shell de um sistema operativo do tipo Unix (como é o caso o GNU/Linux) é usado para alterar o dono de um determinado ficheiro.[1]

Uso básico[editar | editar código-fonte]

O comando significa change owner (mudar o dono) e é usado da seguinte forma:

chown utilizador ficheiro

É de notar que este comando é reservado apenas para o super-utilizador root ou outros administradores.

Mudança de grupo[editar | editar código-fonte]

chown pode ainda ser utilizado para mudar o grupo. Para tal, deve ser precedido por .. Todos os utilizadores têm permissão para executar o comando chgrp. No entanto, separar o utilizador e o grupo por um . não é indicado, uma vez que é permitido que se use um . no username do utilizador.

Exemplo da sua utilização de forma recursiva, usando o . como separador:

chown -R utilizador.grupo /home/pasta

A forma indicada de se separar o username e o grupo para um determinado arquivo é utilizar o dois-pontos :

chown -R utilizador:grupo /home/pasta

Se for informado um login:grupo ou login.grupo, tanto a propriedade do dono do arquivo quanto o grupo são alterados.

Forma curta[editar | editar código-fonte]

Existe uma forma reduzida de alterar tanto o dono do arquivo quanto o grupo, se eles forem iguais, especificando o nome do utilizador seguido de dois-pontos:

chown utilizador: /home/pasta

Ainda, é possível utilizado o chown informando ":grupo" ou ".grupo" sem informar o login. Desta forma o chown vai agir como o comando chgrp, alterando somente o grupo do arquivo.

chown :grupo /home/pasta

Opções[editar | editar código-fonte]

O comando chown permite as seguintes opções, entre outras[1]:

  • -v: Reporta o dono dos arquivos, inclusive as mudanças de dono;
  • -c: Reporta somente a mudança de dono;
  • -R: Muda o dono de todos os arquivos e diretórios recursivamente dentro da mesma hierarquia.

Restrições de uso[editar | editar código-fonte]

Um usuário comum somente pode passar a propriedade de arquivos e diretórios dos quais ele é dono. O usuário administrador root pode alterar a propriedade de qualquer arquivo ou diretório.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. a b «chown(1) - Linux manual page». www.man7.org. Consultado em 31 de maio de 2021