Cianogênio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cianogênio
Alerta sobre risco à saúde
Cyanogen-2D-dimensions.png
Cyanogen-3D-vdW.png
Nome IUPAC Etanodinitrila
Outros nomes Cyanogênio
Nitreto de carbono
Diciano
Dicianogênio
Nitriloacetonitrila
Dinitrila do ácido oxálico
Oxalodinitrila
Identificadores
Número CAS 460-19-5
Número EINECS 207-306-5
Número RTECS GT1925000
Propriedades
Fórmula molecular C2N2
Massa molar 52.04 g/mol
Densidade 0.95 g/cm3 (líquido, −21 °C)
Ponto de fusão

−28 °C

Ponto de ebulição

−21 °C

Solubilidade em água 450 ml/100 ml (20 °C)
Riscos associados
MSDS ICSC 1390
Classificação UE Inflamável (F)
Tóxico (T)
Perigoso para o meio ambiente (N)
Índice UE 608-011-00-8
NFPA 704
NFPA 704.svg
4
4
2
 
Frases R R11, R23, R35
Frases S S1/2, S23, S45, S60, S61
Ponto de fulgor Gás inflamável
Limites de explosividade 6.6–42.6%
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions Etilenodiamina
Compostos relacionados Cianeto de hidrogênio
Fluoreto de cianogênio
Cloreto de cianogênio
Brometo de cianogênio
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Cianogênio, ou CC é uma substancia Hematóxica sintética de formulada em (CN)2. Cianogênio forma em temperatura ambiente um gás incolor, possui um ponto de fusão de -28 graus Celsius e com ponto de ebulição de -21 graus Celsius, possui um cheiro irritante e marcante de amêndoas, porém pode haver dificuldades de possuir cheiro quando em solução, assim como o Cianeto de hidrogênio o Cianogênio é um agente de sangue por reagir se dividindo em dois nas enzimas do sangue, é pouco persistente em ambiente aberto por se decompor com a umidade produzindo Oxamida, porem é muito persistente em ambientes fechados podendo ficar em semanas no local, Cianogênio polimeriza quando aquecido a 500 graus Celsius em recipiente que suporte altas pressões, Cianogênio é utilizado em mistura com Cianeto de hidrogênio para obter um agente mais reagente, ambos são utilizados para produzir 2-Iminopropaneditrilo um agente também de sangue. É decomposto em reação com enxofre produzindo Sulfeto de dicianeto, tóxico, porem não volátil, é neutralizado em reação com água produzindo um agente pouco tóxico, a Oxamida, é neutralizado de forma pouco segura por meio de sua combustão (em combustão tende a explodir). A exposição ao CC é similar a outros agentes de Cianeto e causa principalmente dor de cabeça, confusão, ansiedade, tonturas, fraqueza, mal-estar e perda de consciência. Efeitos cardiovasculares: palpitações. Efeitos respiratórios: irritação do tracto respiratório, dificuldade em respirar ou falta de ar (dispnéia) e aumento transitório na taxa e profundidade da respiração (hiperpneia), náuseas e ânsias de vômitos (emese) pupilas dilatadas, inflamação da superfície do olho e cegueira temporária, os efeitos mais graves pela exposição são, coma, convulsões e pupilas dilatadas (midríase). Efeitos cardiovasculares: choque, ritmos cardíacos anormais ou desordenados (arritmias), pressão arterial extremamente baixa e parada cardíaca. Efeitos respiratórios: anormalmente rápido seguido de respirações anormalmente lentas; acumulação de líquido nos pulmões (edema pulmonar); e parada respiratória. O agente em contato com os sais prensentes na água dos tecidos tende a reagir rapidamente para formar sais tóxicos como Cianeto de sódio e Cianeto de ureia. Cianogênio mata com 1200 miligramas por reações alérgicas em 10 minutos, 140 miligramas é a dose letal mediana 5 miligramas já causa irritação e reações alérgicas, 25 miligramas já causam efeitos sistêmicos e possível morte. Utilizam-se misturas de agentes sanguíneos com Cianogênio e Brometo de cianogênio dando origem a um liquido volátil (10% de CC e 90% BC), é disseminado por explosivos, granadas pirotécnicas, aquecedores, pulverizadores, umidificadores e são dissolvidos em Hidrocarbonetos di-halogenado como o Diclorometano, clorofórmio e Tetracloreto de carbono, em hidrocarbonetos como a mistura GLP, Pentanos, Hexanos e etc. Em operações militares não se utiliza solventes, pois AC tende a ficar gasoso facilmente e a condensar facilmente também, pela alta volatilidade, AC é utilizado em solução com água para aumentar o seu ponto de ebulição. . A molécula é um pseudo-halogênio. As moléculas de cianogênio consistem de dois grupos CN - análogos à moléculas de halogênios diatômicos, como o Cl2, mas menos oxidante. Os dois grupos ciano estão ligados nos átomos de carbono: N≡C−C≡N, apesar de outros isômeros terem sido detectados. Certos derivados do cianogênio são também chamados de "cianogênio" mesmo que contenham somente um grupo CN. Por exemplo, o brometo de cianogênio que tem a fórmula NCBr.

Fabricação[editar | editar código-fonte]

Cianogênio é produzido a partir da reação de Sulfato de cobre com Cianeto de hidrogênio a 0 graus Celsius com direta destilação do Cianeto de cianogênio. A reação termina quando não houver mais a destilação de Cianogênio. O Sulfato é utilizado como catalisador.

Produção de Cianogênio.png

Produtos: 109,2 gramas de Cianeto de hidrogênio 99%
                    325,7 gramas de Sulfato de cobre 98%

Reação 2-002BD: Utilizando 109,2 gramas de Cianeto de hidrogênio 99% coloque para reagir com  325,7 gramas de Sulfato de cobre 98% em em recipiente para destilação coloque ambos misturados, e em direto destile a 0 graus Celsius, Utilize um catalizador como 100 gramas de Ácido sulfúrico 98% (desnecessario, porém muito mais rapido), a reação irá emitir fumos de Cianogenio, logo terá terminado quando não haver mais a emissão dele.