Cunegunda da Polônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Santa Cunegunda
Estátua de Santa Cunegunda na Igreja de Nossa Senhora, em Budapeste.
Nascimento 5 de março de 1224 em Esztergom, Reino da Hungria
Morte 24 de julho de 1292 (68 anos) em Stary Sącz, Polônia
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 11 de junho de 1690 por Papa Alexandre VIII
Canonização 16 de junho de 1999 por Papa João Paulo II
Festa litúrgica 24 de julho
Atribuições aparece como uma abadessa; coroa
Padroeiro Polônia; Lituânia
Gloriole.svg Portal dos Santos

Santa Cunegunda da Polônia (em polaco: Święta Kinga, húngaro: Szent Kinga; 5 de março de 122424 de julho de 1292), foi uma princesa húngara.

Vida e obras[editar | editar código-fonte]

Nasceu na Hungria no seio da família real. Era filha do rei Béla IV do Reino da Hungria e de Maria Lascarina, sobrinha de Santa Isabel da Hungria e irmã de Santa Margarida da Hungria.

Casou-se relutantemente com o príncipe Boleslau V (dito "o Casto") do Principado da Cracóvia. Contundo, durante a vida do casal, o casamento nunca foi consumado. Cunegunda dedicou muita atenção aos pobres e desafortunados. Após a morte de seu marido, em 1279, juntou-se às clarissas do convento de Sandecz, que ambos haviam criado, decidindo não querer ter qualquer papel no governo do reino e desfazendo-se de todas as suas posses materiais. Passou o resto da sua vida em oração contemplativa, não deixando ninguém referir-se ao seu papel anterior como rainha da Polónia[1] .

Devoção[editar | editar código-fonte]

Foi beatificada em 1690, pelo papa Alexandre VIII, e canonizada, pelo papa João Paulo II, em 1999.

Santa Cunegunda é hoje a santa padroeira da Polónia e da Lituânia (desde 1695), sendo celebrada anualmente no aniversário de sua morte, a 24 de julho.

Uma lenda associa-a à descoberta das minas de sal de Wieliczka, na Polónia.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cunegunda da Polônia