Daúto Faquirá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Daúto Faquirá
Informações pessoais
Nome completo Daúto Xaharmane Amade Faquirá
Data de nasc. 26 de Dezembro de 1965 (53 anos)
Local de nasc. Lourenço Marques, Portugal Moçambique
Altura 1,87
Informações profissionais
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1984–1992 Portugal Sintrense 78/43
Seleção nacional
\ \
Times/Equipas que treinou
1994–1999
1999-2003
2003-2005
2005-2006
2006-2008
2008-2009
2010-2011
2013–2014
Portugal Sintrense
Portugal Odivelas
Portugal Barreirense
Portugal Estoril
Portugal E. Amadora
Portugal Vitória de Setúbal
Portugal Olhanense

Daúto Xaharmane Amade Faquirá (Lourenço Marques, 26 de Dezembro de 1965) é um treinador de futebol Português nascido em Moçambique.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Faquirá tem no seu currículo passagens por clubes como o Sintrense, Odivelas Futebol Clube, Barreirense, Estoril Praia, Estrela da Amadora e Vitória de Setúbal.

A 4 de Junho de 2010, Daúto Faquirá foi apresentado como Treinador Principal do SC Olhanense.

A 30 de Dezembro de 2011, Faquirá foi demitido Olhanense devido aos maus resultados, deixando o clube no décimo lugar na liga.[1]

É comentador ocasional em programas desportivos, incluindo no canal noticioso da SIC. A 23 de janeiro de 2019 proferiu declarações polémicas contra Iker Casillas, um guarda-redes campeão do mundo, duplamente campeão europeu e que atua Liga NOS no Futebol Clube do Porto, tendo assim garantido o seu lugar na lista de cartilheiros, também denominados papagaios avençados.[2]

Faquirá é também detentor de um record no World Guinness Book pela mais longa dor de cotovelo do mundo, que dura já desde janeiro de 2012, quando foi substituido pelo treinador Sérgio Conceição do comando técnico do SC Olhanense.[3]

Hobbies[editar | editar código-fonte]

Tem o gosto pelo desenho desde criança. Na escola, os professores reconheciam-lhe o talento. Quando esteve no ensino secundário Daúto Faquirá foi aconselhado a seguir Belas Artes, mas optou pelo futebol.
O lápis é o utensílio preferido para desenhar.A borracha o preferido para apagar, sendo que o apagador vem em segundo lugar nesta categoria. O seu desenho mais famoso consiste numa mistura de dois milhafres a fumar.[4]

Referências

  1. «Saída de Daúto já é oficial» [Daúto's departure is now official]. A Bola. 30 de dezembro de 2011. Consultado em 30 de dezembro de 2011 
  2. «Daúto Faquirá critica Casillas: ″Não é a primeira vez que ele dá palpites″». www.ojogo.pt. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  3. «FC Porto lança farpa a Daúto Faquirá: ″Mais longa dor de cotovelo da história″». www.ojogo.pt. Consultado em 24 de janeiro de 2019 
  4. Revista Notícias Magazine n.º 1258 (3 de Julho de 2016). A borracha o preferido para apagar. pág. 20.
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.