Maria João Avillez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maria João Avillez
Nome completo Maria João Pinto da Cunha de Avilez van Zeller
Nascimento 4 de fevereiro de 1945 (72 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal
Ocupação Jornalista

Maria João Pinto da Cunha de Avilez van Zeller GOIH (Lisboa, Campo Grande, 4 de fevereiro de 1945) é uma escritora e jornalista portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou-se na comunicação social aos 17 anos, como locutora do Programa Juvenil da Radiotelevisão Portuguesa, ao lado de João Lobo Antunes, Júlio Isidro e Lídia Franco. Fundava em seguida, com um grupo de amigos, o Companheiros e o AZ, dois jornais que acabaram por falta de financiamento. Entretanto passou também pela Rádio Renascença, como locutora em programas juvenis e de leitura de poesia. Estudava ao mesmo tempo no Instituto Superior de Línguas e Administração, que abandonou para apresentar, de novo na RDP, o Programa Feminino. Aos 28 anos, depois de casar com Francisco van Zeller, confirmou a sua carreira no jornalismo ao ser admitida como redatora estagiária em A Capital. Saiu deste matutino em 1974, já efetiva, para o Expresso. No semanário de Francisco Pinto Balsemão e Marcelo Rebelo de Sousa viria a notabilizar-se no jornalismo político. Em 1981 ganhou o Prémio EFE, entre 350 candidaturas, para a Melhor Reportagem do Ano, com uma peça intitulada Sá Carneiro - o último retrato, publicada naquele semanário em dezembro de 1980. Em 1982 biografou Francisco Sá Carneiro, em Solidão e Poder. Lançou Entre Palavras, em 1984, que reúne uma série de entrevistas realizadas por si, entre 1974 e 1984. Seguiu-se uma biografia autorizada de Mário Soares, intitulada Soares - o Presidente, em 1996; viria a dedicar mais três livros a Soares. Em Portugal - as sete partidas do mundo, de 2000, recorreu às ilustrações de Rui Ochôa, seu colega do Expresso [1]. Na SIC Notícias desde a fundação, aí conduziu o programa de entrevistas Conversa afiada, entre 2001 e 2003, onde recebeu personalidades diversas da sociedade portuguesa, desde políticos, jornalistas, escritores ou artistas plásticos[2]. Na imprensa escrita, estendeu ainda a sua colaboração à revista Sábado e, em 2005, voltou às entrevistas políticas na SIC-N, em Outras Conversas. Foi ainda cronista do Rádio Clube Português, sendo, desde 2012 comentadora de assuntos políticos da TVI 24 e, desde 2014, cronista do jornal on-line Observador, fundado por David Dinis, e responsável de entrevistas do Diário Económico. Entre os restantes livros que publicou constam Conversas com Álvaro Cunhal e outras lembranças de Maria João Avillez, de 2004, Crónicas do Benim... e da alma, em 2002, e O liberal (1989).

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

É filha de Luís Maria de Avilez de Almeida de Melo e Castro (Amadora, 27 de Março de 1917 - Lisboa, Campo Grande, 14 de Outubro de 2004) bisneto do 8.º Conde das Galveias e trineto do 1.º Visconde do Reguengo e 1.º Conde de Avilez, e de sua mulher (Lisboa, Campo Grande, 25 de Julho de 1943) Maria José de Melo Breyner Pinto da Cunha (Lisboa, Campo Grande, 10 de Abril de 1920 - 11 de novembro de 2013). É irmã da jurista e antiga política centrista Maria José Nogueira Pinto, cunhada de Jaime Nogueira Pinto, e prima-irmã da mãe do jornalista Martim Avillez Figueiredo.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou em Lisboa, Campo Grande, a 7 de Junho de 1966 com Francisco van Zeller, sendo mãe de uma filha e quatro filhos:[4]

  • Verónica Avilez van Zeller (Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 7 de Outubro de 1967), Licenciada em Economia; a 22 de Junho de 2001 professou como Irmã Verónica da Misericórdia de Deus, na Ordem Carmelita em Fátima
  • Luís de Avilez van Zeller (Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 7 de Março de 1969 - Lisboa, 18 de Dezembro de 1974)
  • Pedro de Avilez van Zeller (Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 28 de Março de 1972), licenciado em Arquitectura pela Universidade de Barcelona, solteiro e sem geração
  • Francisco de Avilez van Zeller (Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 4 de Junho de 1977), licenciado em Economia, casado em Lisboa, São Vicente de Fora, 15 de Maio de 2004 com Maria de Andrade e Sousa de Noronha e Andrade (9 de Novembro de 1978), e tem um filho:
    • Luís Maria de Noronha e Andrade de Avilez van Zeller (7 de Setembro de 2005)
  • Vasco Avilez van Zeller (Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 22 de Junho de 1984)
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. Biografia de Maria João Avillez, in Infopedia
  2. SIC
  3. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Maria João Pintod a Cunha de Avilez van Zeller". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 5 de julho de 2014 
  4. "Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre", Manuel da Costa Juzarte de Brito, Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Mello Gonçalves Guimarães, 1ª Edição, Lisboa, 2002, p. 121-122