Decuriasuchus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaDecuriasuchus
Ocorrência: Triássico Médio
Crânio do D. quartacolonia

Crânio do D. quartacolonia
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Rauisuchia
Família: Prestosuchidae
França et al., 2011
Espécie-tipo
Decuriasuchus quartacolonia

Decuriasuchus é um gênero extinto de Prestosuchidae Rauisuchia do Triássico Médio no Ladiniano. É um Archossauro carnívoro que viveram no sul do Brasil. Ele foi o primeiro chamado por Marco Aurélio G. França, Jorge Ferigolo e Max C. Langer em 2011 e a Espécie-tipo é o Decuriasuchus quartacolonia. O nome genérico em grego significa legião de 10 de crocodilo em referência aos dez espécimes conhecidos do animal. O nome específico refere-se à região da Quarta Colônia onde os fósseis foram coletados.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Tamanho do Decuriasuchus em comparação com o ser humano

Decuriasuchus é conhecido a partir de dez espécimes, incluindo nove esqueletos articulados, dos quais três têm crânios quase completos. O holótipo MCN PV10105a consiste de um esqueleto articulado parcial, sem cintura escapular e membros. Oito espécimes associados com o holótipo, MCN PV10105b-i, e a décima amostra (MCN PV10004), consiste de restos cranianos encontrados em um local diferente na mesma localidade. Os espécimes foram encontrados no Membro Alemoa da Formação Santa Maria, Grupo Rosário do Sul. Foi descoberto no Rio Grande do Sul, Brasil.[2]

Como outros Rauisuchias, Decuriasuchus era um carnívoro quadrúpede que era um predador do topo da cadeia alimentar. Cresciam até cerca de 2,5 metros.[1]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Decuriasuchus está intimamente relacionado com os gêneros Prestosuchus e Batrachotomus. Um estudo filogenético do gênero colocou a família Prestosuchidae, mas o grupo Rauisuchia pode ser parafilético. O estudo foi baseado em uma análise anterior do arcossauros de 2010.[3] O Rauisuchia Decuriasuchus é um parente distante dos crocodilos modernos.[1]

Paleobiologia[editar | editar código-fonte]

Diagrama dos nove esqueletos.

Nove dos Decuriasuchus foram encontrados muito próximos uns dos outros. Um estudo da tafonomia do sítio (as condições sob as quais os esqueletos se fossilizaram) indica que a aglutinação representa o enterro único de vários indivíduos no mesmo instante. A congregação de nove espécies em uma área sugere que eles viviam em grupo. Se este fosse o caso, Decuriasuchus seria o primeiro arcossauro conhecido que apresentam comportamento de grupo.[1]

Referência[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Marco Aurélio G. França, Jorge Ferigolo and Max C. Langer. (2011). "Associated skeletons of a new middle Triassic "Rauisuchia" from Brazil". Naturwissenschaften 98 (5): 389–395. DOI:10.1007/s00114-011-0782-3. PMID 21445632.
  2. Talamone, R.. "Anunciada descoberta de predador mais antigo que dinossauros", 31 March 2011. Página visitada em 1 April 2011.
  3. Brusatte, S.L.; Benton, M.J.; Desojo, J.B.; and Langer, M.C.. (2010). "The higher-level phylogeny of Archosauria (Tetrapoda: Diapsida)". Journal of Systematic Palaeontology 8 (1): 3–47. DOI:10.1080/14772010903537732.