Postosuchus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPostosuchus
Postosuchus BW.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Cordados
Classe: Reptilia
Subclasse: Diapsida
Ordem: Rauisuchia
Família: Rauisuchidae
Género: Postosuchos

O Postosuchus viveu e evoluiu onde atualmente é a América do Norte, no Período Triássico da Era Mesozóica do Éon Fanerozoico (228 – 202 milhões de anos atrás). Era um réptil governante (Arcossauro), um grupo de répteis que foi extinto do registro fóssil. Tinha a aparência de um crocodilo apesar de ser apenas seu primo. Seus achados fósseis foram encontrados na Pedreira de Posto, no Texas e na Floresta Petrificada do Arizona, nos Estados Unidos. Era um predador carnívoro e pertencia ao topo da cadeia alimentar no período de sua existência. Era um caçador que provavelmente predaram dicinodontes (ex.: placérias) e muitas outras criaturas menores que ele.

Descrição[editar | editar código-fonte]

Pesava cerca de 1 tonelada, distribuídos em 6 metros de comprimento e 1.5 de altura. Seu crânio era largo e possuía uma cauda longa. Tinha um focinho estreito, mas com mandíbulas muito poderosas. Em suas costas havia uma armadura que consistia em fileiras de pratos ósseos na parte superior de suas costas. Foi sustentado por pernas colunares (uma característica bastante incomum em répteis) e suas pernas dianteiras eram mais curtas que as traseiras. Uma pequena parte de paleontologistas acreditaram que o postosuchus poderia correr com duas pernas, mas a maioria dos estudiosos acreditam mesmo que era um quadrúpede; que no máximo poderia empinar para amedrontar seus adversários para defesa de território ou para disputas por fêmeas.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O Postosuchos aparece num documentário da série do BBC, "Caminhando com os Dinossauros", onde a animação CG foi usada para criar criaturas extintas da Era Mesozóica. Neste episódio ele aparece como principal predador, predando grandes placérias (Dicinodontes)[1] . Em seguimento da série, uma fêmea Postosuchus sofre uma lesão fatal quando caçava, perdeu seu território para um macho da mesma espécie, e finalmente é morta por um grupo de Celófises, demasiadamente fraca para se defender.[1] Aparece também na série "Dinosaur Alive", onde ele se afoga em uma enchente tentando comer um grupo de Celófises.[2] E Finalmente é protagonista na Primeval novela fogo e água.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Documentário da BBC 'Caminhando com os Dinossauros - Sangue Novo'
  2. Documentário Dinosaurs Alive
  3. Série Primeval Novela Fogo e Agua


Ícone de esboço Este artigo sobre Animal pré-histórico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre Répteis, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.