Deutscher Sportclub Arminia Bielefeld

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
DSC Arminia Bielefeld
Arminia Bielefeld.png
Nome Deutscher Sportclub Arminia Bielefeld
Alcunhas Die Arminen, Die Blauen
Mascote Vaca Arminis
Fundação 3 de maio de 1905 (111 anos)
Estádio Bielefelder Alm
Capacidade 27.300
Localização Bielefeld,  Alemanha
Presidente Alemanha Hans-Jürgen Laufer[1]
Treinador Alemanha Jürgen Kramny
Patrocinador getgoods.de, HTM GmBH
Material esportivo Saller
Competição 2. Bundesliga
Divisão 2012 3. Fußball-Liga, 2° lugar
Website arminia-bielefeld.de
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Deutscher Sport-Club Arminia Bielefeld é uma agremiação esportiva alemã, fundada a 3 de maio de 1905, e sediada na cidade de Bielefeld, na Renânia do Norte-Vestfália.

A associação, que conta com 11.394 sócios, além do futebol, oferece hóquei em campo, patinação artística e bilhar. Suas cores são preto, branco e azul. O nome deriva do chefe querusco Arminius, que derrotou um exército romano na Batalha da Floresta de Teutoburgo.

Manda seus jogos na Bielefelder Alm desde 1926. Desde 2004, o estádio foi nomeado "SchücoArena" através de um acordo de patrocínio.

História[editar | editar código-fonte]

Criado em 1905 com o nome de 1. Bielefelder Fussball-Club Arminia, se fundiu com uma outra equipe local, o Bielefelder Turngemeinde, mas após um ano se separou para assumir a denominação atual, Deutscher Sportclub Arminia, em 1927. O nome Arminia é uma versão feminina de Armínio, o lendário herói da Batalha da Floresta de Teutoburgo, que cessou o avanço dos romanos na Alemanha Setentrional.

Os quatorze homens que fundaram o clube pertenciam à burguesia local. Duas semanas depois, o clube jogou sua primeira partida contra um time de Osnabrück. Nem o nome do adversário nem o resultado são conhecidos. O clube foi admitido na DFB, no mesmo ano. Em 1907, o rival FC Siegfried juntou-se ao Arminia, um movimento que fortaleceu o esquadrão.

Sua primeira conquista grande veio, em 1913, quando ganhou o campeonato da Vestfália após a vitória por 5 a 1 sobre o BV Dortmund 04. O surto da Primeira Guerra Mundial interrompeu a ascensão do Arminia em direção ao topo. Em 1919, fundiu-se com o Arminia Bielefelder Turngemeinde 1848 para formar o TG Arminia Bielefeld. No entanto, a fusão se desfez, em 1922, e ambos os clubes foram formados novamente.

O Arminia venceu o campeonato da Alemanha Ocidental em 1922. Originalmente, a equipe estava empatada em pontos com o Kölner 01, mas este foi punido por conta da utilização irregular de um jogador em uma partida. Arminia atuou pela primeira vez no campeonato alemão, mas foi eliminado nas quartas de final após ser goleado por 5 a 0 pelo FC Wacker München. Em 1923, ganhou o seu segundo título de forma dramática. A equipe perdia para o TuRU Düsseldorf por 3 a 1 a meia hora do final, mas reagiu a tempo de virar o jogo e ganhar por 4 a 3. O 1. FC Union Berlin foi seu adversário nas quartas de final do campeonato alemão. A partida terminou sem gols, portanto, um outro jogo foi realizado. O Arminia fez 1 a 0 e sofreu o empate nos acréscimos. O time de Berlim venceu o jogo nos acréscimos. Walter Claus-Oehler se tornaria o primeiro jogador da equipe a ser convocado à seleção alemã. O Arminia ganhou mais títulos da Vestfália, na temporada 1924-1927, mas foi incapaz de repetir o seu sucesso na então Alemanha Ocidental. Em 30 de janeiro de 1926, o nome foi mudado para Deutscher Sportclub Arminia Bielefeld. Sua próxima taça de prata seria conquistada, em 1932, ao triunfar na taça Vestfália.

Em 1933, o time se qualificou para a Gauliga Westfalen, na qual acabou rebaixado na temporada inaugural. Houve três tentativas de conseguir a promoção antes do seu retorno à elite, conquistado em 1938. O seu melhor desempenho na Gauliga foi na campanha de 1939-1940, na qual terminou em segundo. Dois anos depois, o Arminia foi uma das duas equipes a vencer o Schalke 04, na época o melhor time do futebol alemão. Em 25 de julho de 1943 ocorreu uma fusão com o rival local VfB 03 Bielefeld. Contudo, após a união, o time terminou a temporada 1943-1944 em último lugar.

Após a Segunda Guerra Mundial, uma nova liga contendo as equipes que competiram na Gauliga Westfalen foi formada. O Arminia acabou rebaixado e não retornaria à Gauliga. Em 1947-1948, disputou a terceira divisão pela primeira vez em sua história. Depois de uma ótima temporada na Bezirksklasse, o time foi penalizado em 14 pontos pelo uso de um jogador em condição irregular. A temporada seguinte já estava em andamento quando a Landesliga (II) foi ampliada. O Arminia aproveitou a sua chance, venceu o campeonato e ganhou a promoção para a Oberliga West.

O sonho, no entanto, duraria apenas um ano. O time venceu o Schalke 04 por 4 a 2 em casa, mas terminou na penúltima colocação. Em 1954, acabaria novamente rebaixado para a terceira divisão. Tardou oito anos para que o time voltasse à segunda divisão. Já no segundo nível, o time lutou para alcançar o sétimo lugar para assegurar uma vaga na recém-formada Regionalliga West.

O Bielefeld terminou as suas primeiras temporadas no meio da tabela. Em 1966, venceu o Alemannia Aachen para reivindicar a taça da Alemanha Ocidental pela primeira vez. Um ano depois, Ernst Kuster se juntou à equipe e passou a ser o maior artilheiro da equipe em todos os tempos. A derrota por 1 a 0 diante do Wuppertaler SV, no último dia da temporada 1966-1967, impediu que o time conseguisse chegar aos play-offs. O time se sagrou vice-campeão na temporada 1969-1970 e ganhou a promoção para a Bundesliga, depois de uma vitória por 2 a 0 no Tennis Borussia Berlin nos play-offs.

O Arminia Bielefeld esteve no centro de um escândalo que atingiu a Bundesliga na temporada 1970-1971, quando foi acusado de corromper jogadores de outras equipes, entre as quais, o Kickers Offenbach, Hertha Berlin, Schalke 04 e Colônia, na tentativa de assegurar a permanência na Bundesliga. A justiça esportiva condenou a agremiação à perda de todos os pontos obtidos e ao rebaixamento à Regionalliga Ovest (II). Foram também suspensos alguns jogadores de várias equipes. O Bielefeld terminou em décimo-quarto lugar e já se preparava para a temporada seguinte quando o escândalo foi revelado. O time foi autorizado a jogar a temporada 1971-1972, mas acabou forçado a atuar na Regionalliga. O time lutou nas temporadas seguintes, o suficiente para ser incluído na recém-formada 2. Fußball-Bundesliga em 1974.

Depois de duas temporadas na metade da tabela, o Arminia tinha boas chances de retornar à Bundesliga em 1976-1977, mas terminou apenas como vice-campeão, atrás do FC St. Pauli. O time enfrentou o Munique 1860 no play-off, cujo vencedor ganharia a promoção à primeira divisão. O Arminia venceu a primeira partida em casa por 4 a 0, mas perdeu a segunda em Munique pelo mesmo placar. Um terceiro jogo foi realizado em Frankfurt e o seu adversário o bateu por 2 a 0.

A agremiação é frequentemente chamada de elevador, dado que detém o recorde de promoções, sete, na Bundesliga e de rebaixamentos, sete, para a segunda divisão. Da temporada 2005-2006 à temporada 2008-2009 jogou na Bundesliga após a promoção obtida na temporada 2004-2005. Conquistou, assim, o recorde de campeonatos consecutivas na primeira divisão, cinco, igualando a performance dos anos 1980, quando o time atuou na série máxima do futebol alemão da temporada 1980-1981 até 1984-1985, período no qual o clube de Bielefeld conseguiu também as suas melhores apresentações na elite, como o oitavo lugar na temporada 1982-1983 e em 1983-1984.

Apesar da aparente inconstância, o Arminia conseguiu bons resultados no curso da sua história. Nos anos 1920 venceu uma série de campeonatos regionais. Desde a formação da Bundesliga, em 1963, o time militou sempre na Bundesliga ou nas segundas divisões, exceto por sete temporadas, de 1988-1989 a 1994-1995, quando transcorreu na terceira série. Além disso, em 2005 e em 2006 alcançou a semifinal da Copa da Alemanha.

De 2009 a 2011, a equipe conheceu um período de declínio, também por conta de problemas financeiros[2][3], com dois rebaixamentos (em ambos os casos no último lugar na Bundesliga[4][5]) no giro de três temporadas, que o levaram da Bundesliga à terceira série alemã.[2][3][4][5]

Estádio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Bielefelder Alm
Arquibancadas da Bielefelder Alm.

O Arminia Bielefeld manda seus jogos na Bielefelder Alm, conhecido também por "Schüco Arena", sua capacidade atual é de 27.300 espectadores.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

  • Uniforme titular: Camisa azul com detalhes brancos, calção preto e meias brancas;
  • Uniforme reserva: Camisa branca, calção branco e meias brancas;
  • Terceiro uniforme: Camisa vermelha, calção vermelho e meias vermelhas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1º uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2º uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
3º uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Combinação 1

Elenco[editar | editar código-fonte]

Goleiros
Jogador
1 Alemanha Wolfgang Hesl
33 Alemanha Nikolai Rehnen
34 Irã Daniel Davari
40 Alemanha Baboucarr Gaye
Defensores
Jogador Pos.
2 Alemanha Steffen Lang Z
3 Alemanha Brian Behrendt Z
4 Alemanha Malcolm Cacutalua Z
11 Alemanha Stephan Salger Z
13 Alemanha Julian Börner Z
14 Alemanha Manuel Hornig Z
23 Alemanha Florian Dick Z
27 Alemanha Sebastian Schuppan Z
28 Alemanha Florian Hartherz Z
Meio-campistas
Jogador Pos.
10 Polónia Tomasz Hołota V
5 França David Ulm M
6 Alemanha Tom Schütz M
7 Alemanha Michael Görlitz M
8 Alemanha Daniel Brinkmann M
19 Áustria Manuel Prietl M
20 Alemanha Manuel Junglas M
30 Polónia Michal Mak M
32 Alemanha Keanu Staude M
35 Alemanha Allan Firmino Dantas M
Atacantes
Jogador
9 Alemanha Fabian Klos Capitão
17 Alemanha Christoph Hemlein
18 Alemanha Christopher Nöthe
21 Alemanha Andreas Voglsammer
29 Alemanha Leandro Putaro
Comissão técnica
Nome Pos.
Alemanha Jürgen Kramny T
Alemanha Carsten Rump AS
Alemanha Samir Arabi PF
Alemanha Manfred Gloger TG

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ligas[editar | editar código-fonte]

  • Regionalliga West/Südwest:
    • Campeão (1): 1995;
  • Gauliga Westfalen:
    • Vice-campeão (1): 1940;
  • Oberliga Westfalen:
    • Campeão (1): 1990;
    • Vice-campeão (1): 1989;

Títulos regionais[editar | editar código-fonte]

  • Western German football championship
    • Campeão: 1922;
    • Vice-campeão: 1913, 1924;
  • Westphalian champion:
    • Campeão (11): 1912, 1921, 1922, 1923, 1924, 1925, 1926, 1927, 1933, 1962, 1990;
    • Vice-campeão (1): 1929, 1989;

Copas[editar | editar código-fonte]

  • West German cup:
    • Campeão (2): 1966, 1974;
  • Westphalian cup:
    • Campeão (2): 1908, 1932, 1991, 2012;

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Um dos primeiros ídolos do Bielefeld é o meia Walter Claus-Oehler. Ele chegou a ser convocado para a Seleção Alemã, sendo o primeiro atleta da equipe a alcançar tal feito.

Na década de 60, o Arminia teria como destaques Dieter Schulz, marcado por ter um bom poderio ofensivo, mesmo sendo zagueiro, e o meia Bernd Kirchner.

Norbert Eilenfeldt foi o principal atleta do Arminia nos anos 70. Atuou no clube entre 1976 e 1981, e participou das campanhas daquele período que caracterizou a agremiação como um dos "elevadores" do futebol alemão, alternando presenças na primeira e segunda divisão.

Outros ídolos do clube são o goleiro Uli Stein, o meia Thomas von Heesen e os atacantes Frank Pagelsdorf (maior artilheiro da história do time), Stefan Kuntz e Bruno Labbadia,

Alguns dos jogadores de destaque do Arminia nos últimos anos são o goleiro Mathias Hain, o lateral Tobias Rau, os zagueiros Márcio Borges, Petr Gabriel, Heiko Westermann e Radim Kučera, os meias Jörg Böhme, Fatmir Vata e Rüdiger Kauf, além dos atacantes Ali Daei, Artur Wichniarek e Sibusiso Zuma.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O futebol fez a sua estreia na rádio alemã em novembro de 1925 com a transmissão de uma parte del jogo entre o Arminia contra o Preussen Münster.
  • Em 1998, o Arminia se tornou a primeira equipe alemã a pôr sob contrato dois jogadores provenientes do Irã, Ali Daei e Karim Bagheri.
  • Em 1996, o Arminia Bielefeld comprou um atleta de nome Josef Ivanović, diretamente da Kreisliga, a mais baixa categoria futebolística amadora da Alemanha em absoluto. Ivanović teve depois sucesso na Zweite Bundesliga.

Mascote[editar | editar código-fonte]

A mascote do Arminia Bielefeld é uma vaca chamada "Arminis". O nome foi, assim como foi na escolha da nova nomenclatura do clube, foi em homenagem ao guerreiro Arminius.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Laufer neuer DSC-Präsident» (em alemão). Arminia Bielefeld. 21 de agosto de 2013. Consultado em 22 de agosto de 2013. 
  2. a b cfr. Bielefeld steigt in die 3. Liga ab, in: Sportschau
  3. a b cfr. Arminia Bielefeld steigt in die 3. Liga ab, in: Spox.com
  4. a b cfr. Fussballdaten: Bundesliga 2008-2009 - Tabelle
  5. a b cfr. Fussballdaten: Zweite Liga 2010-2011 - Tabelle