Diocese de Óstia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Óstia
Diœcesis Ostiensis
Localização
País Itália
Arquidiocese Metropolitana Diocese de Roma
Estatísticas
Área km²
Informação
Rito romano
Criação da Diocese 229
Governo da Diocese
Bispo Angelo De Donatis
Jurisdição sé suburbicária
Página Oficial www.vicariatusurbis.org
Óstia
Coat of arms of Angelo De Donatis (archbishop).svg        Coat of arms of Franciscus.svg        Brasão de Angelo Sodano
Sé suburbicária
Titular: Angelo Sodano
criado: 229
renomeado em 5 de maio de 1914, pelo Papa Pio X
Dados do Anuário Pontifício

A Diocese de Óstia ou sede suburbicária de Óstia é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica, pertencente à região eclesiástica do Lácio e sufragânea da diocese de Roma. O seu actual bispo titular é Dom Angelo Cardeal Sodano, que acumula actualmente também o cargo de Decano do colégio dos cardeais. Seu território compreende a cidade de Óstia e para fins eclesiásticos é dividida em paróquias.

História[editar | editar código-fonte]

A diocese de Óstia foi criada no século III e seus bispos datam de 229. Não contando São Ciríaco e Máximo, o bispo que, segundo os Atos de São Lourenço, consagrou o papa Dionísio no ano de 269. Seu primeiro bispo notável foi Máximo (no ano de 313).

Segundo uma tradição que remonta ao ano de 316 e creditada a Santo Agostinho, os seus bispos (de Óstia) tinham o direito de consagrar o novo papa. Até 707 o bispo de Óstia residia em Roma, e tinha o ofício de bibliothecarius Sanctæ Ecclesiæ. Em seguida o papa o empregará na administração da Igreja Universal, especialmente nas Legações. O bispo de Óstia era um dos que exerciam as funções pontificais no período de sede vacante e portanto, tornaram-se notáveis como bispos cardeais da Igreja.

Em 1150, o Papa Eugênio III deu ao seu bispo o decanato do Sacro Colégio dos Cardeais. Ao mesmo tempo, a diocese de Velletri foi unido a Ostia. As dioceses de Tres Taberna e Norma foram, em momentos diferentes, anexados e depois separados da sé de Óstia e de Velletri. Em 5 de maio de 1914, o Papa Pio X emitiu o motu proprio Edita a Nobis separando as dioceses de Ostia e Velletri e estabelecendo que, doravante, o decano do Sacro Colégio uniria a sé que ele tivesse no momento da sua promoção ao decanato ao de Ostia.

O Papa João XXIII decidiu em 1962 que os cardeais das sés suburbicárias reteriam os títulos episcopais, mas sem os deveres pastorais, enquanto a direção e cuidados das dioceses foram confiados "pleno direito" aos bispos residenciais.

Bispos (século XX e XXI)[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]