Diocese de Campo Maior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Campo Maior
Diœcesis Campi Maioris
Localização
País Brasil
Arquidiocese Metropolitana Arquidiocese de Teresina
Estatísticas
Área 28,934

população = 355.360 km²

Informação
Rito Romano
Criação da Diocese 12 de junho de 1976
Padroeiro(a) Santo Antônio de Pádua
Governo da Diocese
Bispo Francisco de Assis Gabriel dos Santos
Jurisdição diocese
Página Oficial http://www.diocesedecampomaior.org.br/

A Diocese de Campo Maior (em latim: Dioecesis Campi Maioris) é uma Circunscrição Eclesiástica da Igreja Católica no estado do Piauí. Diocese sufragânea da Diocese de Teresina, da região eclesiástica Nordeste 4 da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil).

História[editar | editar código-fonte]

Tudo começou com a Igreja de Santo Antônio em Campo Maior-PI, que é a principal referência na formação da comunidade e onde teve início com a instalação da Fazenda Bitorocara no ano de 1695, propriedade do então Sargento-Mor Bernardo de Carvalho e Aguiar, reconhecido por Lei municipal como “O FUNDADOR DE CAMPO MAIOR”.

A idéia da construção da igreja de Santo Antonio se deu com a chegada do Padre Tomé de Carvalho, vindo de Oeiras, então capital Província do Piauí, no ano de 1710, que sugeriu a Bernardo, homem de fé, a construção de uma igreja, já que outras fazendas se instalaram nos arredores.

Prontamente tendo o seu pedido aceito, contando com recursos próprios e ajuda de voluntários, providenciou todo o material e o templo foi edificado sob acompanhante do Padre Tomé de Carvalho, tendo o santo padroeiro, escolhido por Bernardo, “Santo Antônio de Pádua“, em homenagem a Portugal onde nasceu Fernando de Bulhões.

Assim, o ato de inauguração e benção oficial aconteceu no dia 12 de Novembro de 1712, tendo o Padre Tomé de Carvalho celebrado a primeira Missa Eucarística após a afixação da imagem de Santo Antônio e que, nesse mesmo ano, instalou a Freguesia de Santo Antônio do Surubim.

A igreja foi o prédio principal da Freguesia de Santo Antonio do Surubim e as reuniões da comunidade ali eram feitas. Entre os fatos de maior importância em torno da igreja destacam-se:

  • A Instalação da Vila de Santo Antonio do Surubim no dia 08 de Agosto de 1762, data em que o município reconhececomo aniversário de Campo Maior-PI. Presidindo a assembléia geral estava o 1º Governador da Província, João Pereira Caldas, que autorizou a época a construção de um pelourinho;
  • Serviu como local de orientação aos que se prepararam para defender o Brasil, pela manutenção da independência do Brasil, no confronto sangrento entre os nacionalistas e o exercito de Fidié, no dia 13 de Março de 1823. Na igreja, os líderes Luis Rodrigues Chaves e João da Costa Alecrim, prepararam homens com espírito patriótico para o combate que culminou com a Batalha do Jenipapo e o rompimento definitivo com Portugal;
  • No largo da igreja, hoje, a nossa bonita Praça Bona Primo, foi dada a importante noticia da emancipação da Vila de Santo Antonio do Surubim, com o nome de Campo Maior, decreto Nº 1, do primeiro governador republicano General Taumaturgo de Azevedo, no dia 28 de Dezembro de 1889;
  • Outro fato importante foi a chegada do Padre Mateus Rufino, grande líder religioso, no ano de 1941, quando algumas decisões importantes foram tomadas para melhorar a vida dos paroquianos;
  • A paróquia foi elevada à condição de Diocese, transformando o templo em catedral, no dia 12 de junho de 1976 pelo Papa Paulo VI. Em 2004 contava 297.365 batizados de seus 321.220 habitantes (conforme Anuário Pontifício 2005).
Imagem de Santo Antônio de Pádua encontrada na Catedral.
Imagem original da Bula de Criação da Diocese de Campo Maior.

Foi criada pela bula papal Tametsi Munus Eccclesiae[1]:

Lista de Bispos[editar | editar código-fonte]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

A diocese ao término do ano de 2004 possuía uma população de 321.220 pessoas e contava 297.365 batizados, correspondente a 92,6% do total.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. BASTOS, Cláudio de Albuquerque. Dicionário histórico e geográfico do estado do Piauí. Teresina, FCMC/PMT, 1994. página 177.
  2. Papa Francisco nomeia novo bispo de Campo Maior, no Piauí. Diocese de Campo Maior. Acesso em 21 de junho de 2017.


Small Mitre.svg Circunscrições eclesiásticas católicas do Brasil — Regional Nordeste IV
(Piauí)
Bandeira do Piauí.svg

Província Eclesiástica de Teresina
Oeiras | Floriano | Bom Jesus do Gurguéia | Campo Maior | Parnaíba | Picos | São Raimundo Nonato


Ícone de esboço Este artigo sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.