Discussão:Daniel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Retirei o aviso para expandir o sub-tema "O Tema do Livro Segundo a Perspectiva Cristã", pois acho que expandido já ele está, um sub artigo ainda maior seria disparate (na minha opinião). No entanto, se acham que o mesmo sub artigo não está correcto ou se querem que alguém o revise, talvez queiram marca-lo para revisão, não para expansão.

Belanidia 16:28, 16 Agosto 2006 (UTC)

Daniel quando foi exilado na babilonia ainda era jovem Daniel viveu por muito tenpo ainda. Sua utima visao estar datada com o tessero reinado de Ciro (Dn10:1) sendo que nessa ocasião o profeta deveria estar com aproximadamente 87 anos de idade.

Fusão Daniel; Livro de Daniel

Referências baseadas na interpretação e crença de organizações religiosas terceiras não serão aceitas[editar código-fonte]

Prezados, em atenção aos editores que trabalharam exaustivamente por este artigo, lembro aos demais editores que venham a edita-lo que a Wikipédia não é fórum de debates, seja de ordem política, religiosa ou social. O artigo trata de um personagem criado pela religião judaica, com sua descrição bem desenvolvida em suas tradições. Porém, atualmente existem milhares organizações religiosas que adotaram tal figura para sua liturgia e cada qual apresenta uma crença diferente a seu respeito.

Desta forma, para não termos o artigo poluído novamente com estas milhares de interpretações diferentes (muitas delas sem o mínimo sentido), somente serão aceitas referências arqueológicas e da própria tradição religiosa judaica, uma vez que tal mitologia é oriunda desta organização. Ismael Silva Oliveira (discussão) 21h47min de 9 de julho de 2018 (UTC)

Esse artigo será alvo das minhas contribuições[editar código-fonte]

Bom Dia Ismael Silva Oliveira! Após fazer um gigante contribuição no artigo Império Medo, eu agora quero contribuir nesse artigo. Me interesso muito pelo tema e pesquisei muito sobre Daniel. Quero compartilhar meus conhecimentos, e pretendo melhorar esse artigo. Conheço as regras, e citarei referências nos conteúdos que adicionarei. Mas tudo devagar. Recentemente eu fiz uma edição e você reverteu. As informações da minha edição foram retiradas da versão inglesa desse artigo, e conforme minhas contribuições nesse artigo forem avançando, tudo que coloquei se provará verídico. A caixa de informação ou infocaixa que coloquei é mais correta pra esse artigo. Não se pode afirmar que Daniel viveu 85 anos e seria mais correto dizer que provavelmente Daniel não teve filhos. NerdZizc (discussão) 14h02min de 14 de novembro de 2020 (UTC)

Bom dia. Se você ler o debate exposto nesta página, irá observar que, conforme o consenso alcançado, foi definido que este artigo deverá tratar somente do personagem Daniel, em sua versão original, ou seja, na versão rabínica. Informações sobre a existência ou não de tal figura, ou sobre a natureza do livro supostamente atribuído a ele foram movidas ao artigo Livro de Daniel. Ismael Silva Oliveira (discussão) 04h26min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
Bom dia, Ismael Silva Oliveira! Não faz sentido usar apenas página Livro de Daniel para descrever a figura histórica Daniel e usar a página Daniel para descrever apenas o personagem. Conforme você disse acima, "existem milhares organizações religiosas que adotaram tal figura para sua liturgia e cada qual apresenta uma crença diferente", mas não concordo com "somente serão aceitas referências (...) da própria tradição religiosa judaica". Onde mais colocaria as datas de comemoração litúrgica? Na página do livro de Daniel não estaria correspondente ao tema. E onde colocaria a referência a um Daniel no livro de Ezequiel (que possivelmente é Dan-El de Ugarite)? Além do mais, as informações que você retirou são históricas no que se trata de "consenso acadêmico moderno entre historiadores e arqueólogos". E parece estar em contradição com o seu comentário "O texto, (que deveria falar do personagem Daniel, suas origens, vida, locais onde viveu, etc.., citando referências como pesquisas históricas e arqueológicas), fala quase todo sobre o livro". Bafuncius (discussão) 11h15min de 15 de novembro

Bom Dia Ismael Silva Oliveira. As edições que você reverteu nesse artigo se iguala a vandalismo. Você removeu conteúdo válido e referenciado. Sim, eu já li o debate exposto neste artigo e entendi muito bem. O assunto que eu e Bafuncius adicionamos nesse artigo é útil, válido, proveitoso e uma excelente contribuição. O que adicionamos tem haver com o autor do livro; e não tem haver com o livro. A Comemoração litúrgica de Daniel nas religiões não tem haver com o livro de Daniel. Daniel como personagem histórico: fala sobre a historicidade de Daniel e não do livro. Parece que você não entendeu o debate exposto nesta página. A Wikipedia não é um site de religião, deve-se respeitar e ser tolerante ao conteúdo. Esse artigo não deve falar apenas de Daniel no judaísmo ou na tradição rabínica, mas deve falar dele no judaísmo, cristianismo, islamismo e toda qualquer outra religião. Claro, seguindo os princípios da imparcialidade, ser neutro. O que eu fiz nesse artigo foi contribuir, espalhar conhecimento. Você, por outro lado, descontribuiu e destruiu conhecimento sem razões válidas. NerdZizc (discussão) 12h28min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Chovendo no molhado, não existe qualquer regra que corrobore dar preferência a uma tradição em detrimento de outra, mesmo alegando a "origem" de xis assunto em zê tradição. Sendo claro, só porque Daniel era hebreu e há uma tradição judaica sobre ele, isso é irrelevante para justificar remover a tradição não judaica sobre ele. Se houve muito conteúdo é possível, se necessário, fazer artigos para falar do Daniel judaico, o Daniel cristão, o Daniel qualquer coisa. Mas repito, se houver conteúdo para tal. Desmembrar aleatoriamente é indesejável, tanto quanto remover conteúdo fiável com fontes. Privilegiar só uma visão tornaria o artigo WP:PARCIAL.--Rena (discussão) 19h32min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Symbol support vote.svg Concordo com o Nerdzic--Raimundo57br (discussão) 19h42min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Boa noite, Stegop! Desculpe-me, mas onde foi decidido sobre deixar informações históricas apenas no artigo Livro de Daniel? Na proposta de fusão registrada aqui acima não encontrei esse consenso. Aliás, não faz sentido transferir para o artigo do livro bíblico os conteúdos sobre Dan-El de Ugarite (no Livro de Ezequiel), a informação de consenso arqueológico da figura histórica de Daniel e a seção das datas de comemoração litúrgica. Bafuncius (discussão) 21h59min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

@Bafuncius: Boa noite. Na discussão de fusão que está acima. Mas mesmo que não tivesse ocorrido essa discussão, continuaria a ser absurdo dispersar as informações da historicidade do personagem por dois artigos! Na minha opinião, como disse na discussão de fusão, no estado atual não vejo razão para a existência de dois artigos, mas fui derrotado nessa questão. Acho que tanto faz se a questão histórica é tratada num ou noutro artigo, mas o que é inadmissível é que seja nos dois e chegue alguém repentinamente e insista em colocar neste artigo algo relacionado com o que está no artigo do livro. Se a intenção é de facto contribuir para a qualidade do projeto, então que reestruture devidamente um ou ambos os artigos. --Stegop (discussão) 22h08min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
Grato pela resposta, Stegop! Mas não vejo como apresentar a questão histórica em ambos artigos é "inadmissível". Não há cópia de conteúdo, como poderá notar no único parágrafo que engloba essa questão na edição revertida. Há vários artigos que tangenciam algum tema um do outro e vejo como válido à qualidade do projeto abordá-lo aqui também, como um pequeno resumo, que não é em nada comparável com a descrição presente no artigo Livro de Daniel. Há alguma violação de regra na edição revertida em específico? Poderá indicar os trechos que você considera inadequados? Bafuncius (discussão) 22h28min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
@Bafuncius: é inadmissível por uma questão básica de estruturação. Eu não considero o trecho inadequado, está é no local errado, principalmente porque não é um resumo do que existe no outro artigo, nem ao qual faz sequer menção. O que insinua é que é correto que se vão adicionando de forma avulsa informações num ou noutro artigo, conforme dá na cabeça de quem adiciona conteúdos? Não tarda nada vamos estar na situação que originou a proposta de fusão: dois artigos que falam sobre os mesmos três temas: o personagem puramente bíblico, o livro do Antigo Testamento e a possível existência real do personagem. Ou seja, uma barafunda, mesmo que os conteúdos em si mesmos sejam de qualidade. A talhe de foice, essa pergunta que me faz sobre "regras violadas" tira-me do sério... Mas por acaso até há uma regra violada, já que como eu e o Ismael explicámos, há um consenso para separar os temas que são tratados em cada um dos artigos. --Stegop (discussão) 22h53min de 15 de novembro de 2020 (UTC)
Stegop, de fato é sutil a questão entre limites, já que os conjuntos se intercalam, mas um pouco de bom senso pode admitir o conteúdo adicional sem extrapolar ao excesso de voltar a uma situação tal qual a de antes da proposta de fusão. De qualquer modo, movi as informações problemáticas ao artigo Livro de Daniel. Tudo de bom! Bafuncius (discussão) 23h25min de 15 de novembro de 2020 (UTC)

Boa Noite Stegop! É lastimável isso que você está fazendo. Se não há regra violada, não há necessidade de remover o conteúdo. Me parece uma intolerância religiosa nesse caso. Não tem nada de inadmissível no conteúdo. Por acaso o que eu adicionei é uma cópia do artigo Livro de Daniel ? Óbvio que não. Pura opinião sua. Não é atoa que foi derrotado na questão de fusão desse artigo. É burrice isso, desculpe o termo. Inadmissível só se for pra você. Inúmeros artigos da wikipedia copiam uma parte de um artigo pra outro. Nesse artigo em questão, não teve cópia, regra violada e inadmissibilidade. As adições de conteúdo ou remoções de conteúdo não devem ser feitas a partir de uma opinião, a sua no caso. A parte da comemoração litúrgica, não fala do livro. A parte da historicidade de Daniel fala de Daniel e não do livro atribuído à ele. O conteúdo adicionado não está no lugar errado; a informação confiável e correta, referenciada. O conteúdo não é uma pura opinião minha. Acho que você já deve ter lido a versão inglesa desse artigo, veja a espanhola também e a indonésia, e muitas outras, sempre há espaço para isso que eu coloquei nesse artigo. A comemoração litúrgica e a historicidade de Daniel foram retiradas da versão espanhola desse artigo. O conteúdo não tem problema nenhum, está referenciado e não é uma pura opinião de quem adicionou. Quando li esse artigo eu queria saber de Daniel e não do livro. Quando li o artigo Livro de Daniel eu queria saber do livro e não de Daniel. A historicidade de Daniel deve tá no artigo Daniel. A historicidade do livro fica no artigo do livro de Daniel. Inadmissível é você remover conteúdo por que na sua opinião isso tem que tá no artigo Livro de Daniel ou tá em outro lugar. Se esse é o problema coloque isso no artigo livro de Daniel ou outro lugar, e leia o artigo pra ver se o conteúdo se encaixa no tema. Não se deve remover conteúdo a partir de sua opinião sobre o assunto; remova somente se alguma regra foi violada, ou se não houver referências que sustentem as afirmações importantes. Remover conteúdo informativo por pura opinião é inadmissível. Lembre-se que nem todo mundo que ler esse artigo, vai ler o artigo do livro. O que você remover aqui, alguém não lerá em outro artigo. Conhecimento se espalha, não se destrói. É isso que eu fiz no artigo Império Medo e nos artigos Reino da Cilícia e Cassaia. Por favor, não remova conteúdo por sua opinião é isso ou aquilo. Se isso for continuar, sugiro pedirmos mais opiniões de outros editores. NerdZizc (discussão) 00h12min de 16 de novembro de 2020 (UTC)

Stegop, de pleno acordo. Não há coerência alguma em termos novamente dois artigos falando a mesma coisa. O consenso alcançado havia resolvido este problema: um artigo para biografia do personagem e o outro artigo para falar do livro e temas relacionados a interpretações do livro. De outra forma, realmente, não há razões para a existência de dois artigos.Ismael Silva Oliveira (discussão) 00h45min de 16 de novembro de 2020 (UTC)

Boa Noite Ismael Silva Oliveira. O que esse artigo precisa é de contribuição, como eu já disse quero contribuir pra esse artigo. Esse artigo não é perfeito, mas ele deve melhorar com o tempo. É isso que eu quero fazer, eu quero melhorar esse artigo, mas você está destruindo minha contribuição. A sua opinião de unir esse artigo com o artigo do livro não é a opinião de todo mundo. Se artigo deve ser excluído, as outras versões desse artigos em outros idiomas também deviam. Elimar a parte que fala sobre a historicidade de Daniel foi até tolerável, mas excluí a parte da comunicação litúrgica foi vandalismo. Vou repetir, nem todo mundo que ler esse artigo vai ler o artigo do livro, portanto é parcialmente útil ter informações parecidas em ambos artigos.

Se esse artigo for eliminado ou unido ao livro de Daniel aonde deveremos colocar os tópicos comemoração litúrgica. Aonde se colocaria o tópico etimologia, túmulo de Daniel, Daniel no islâmico, no cristianismo, morte de Daniel, etc. Ou será que precisamos fazer um artigo sobre Daniel no islâmico, outro pra Daniel no cristianismo, etc. Se é inadmissível ter um pouco de assunto do artigo livro de Daniel aqui, sugiro que você vá no artigo Império Medo e destrua minha contribuição sobre a batalha da fronteira persa. Pois existe um artigo Batalha da Fronteira Persa. Vá no artigo Cassaia e destrua a informação sobre Neriglissar. Pois existe artigo Neriglissar. Vá no artigo relâmpago e tire a parte que fale de chuva. Vá no artigo Reino da Cilícia, e destrua onde fale da satrapia da Cilícia. Pois existe o artigo Cilícia (satrapia). Vá no artigo Ciro, o Grande e elimine a parte que fale do Império Medo, pois existe artigo Império Medo. Elimine o artigo de uma dinastia pois tem um artigo que fala do país da dinastia e seus reis. Me poupe! Um artigo sobre X pode falar um pouco de CH. Um artigo S pode falar um pouco de Z. Qual é o problema ? NerdZizc (discussão) 01h19min de 16 de novembro de 2020 (UTC)

@NerdZizc: Sugiro-lhe vivamente que leia o que escrevi antes de começar a mandar postas de pescada em todas as direções. E leia também com atenção o artigo Livro de Daniel e a discussão sobre a fusão acima. Porque, das duas uma: ou ainda não leu ou então tem um problema qualquer de compreensão, pois ninguém aqui falou em remover conteúdo! A lengalenga do "melhorar com o tempo" está mais que estafada: com editores que pespegam conteúdo onde lhes dá na gana os artigos não vão melhorar nunca! Tanto é que a discussão de fusão foi há quase 3 anos e ainda ninguém apareceu para melhorar o que quer que fosse. Pelo contrário, vem agora você a insistir em misturar novamente as coisas tratando um tema neste artigo que se tinha decidido tratar no outro. --Stegop (discussão) 04h20min de 16 de novembro de 2020 (UTC)

Guerra de edições[editar código-fonte]

@Ismael Silva Oliveira: não vejo qualquer problema no trecho que o Bafuncius insiste em manter no artigo. Aliás, onde ele fica deslocado é no artigo do livro.

A talhe de foice: quer-me parecer que o hábito enraizado e algo irracional de querer manter separarados temas praticamente indissociáveis sem ter em conta quais os conteúdos que existem de facto (não aqueles que alguém vai eventualmente colocar daqui a dois milénios e meio), apenas porque alguém criou artigos em vez de melhorar os já existentes está a complicar a discussão aqui. Sempre achei um absurdo não fundir, pois ainda hão-de me explicar como é que se separa a única obra pelo qual o personagem é conhecido do próprio personagem, a não ser que haja toneladas de material. E para os que acham que um artigo com 60 Kb é semasiado "grande", então a haver dois artigos, provavelmente serve-se melhor o leitor com um artigo sobre a historicidade do personagem e outro sobre o personagem e o livro (que repito, me parecem indissociáveis). --Stegop (discussão) 18h55min de 16 de novembro de 2020 (UTC)
Stegop, sem dúvida que se todo o conteúdo sobre Daniel fosse associado apenas ao Livro de Daniel, seria válida a fusão. Mas a tradição que surgiu em torno dele tornam-no uma figura que transcende o Livro, como pode ver nas informações que adicionei da Wikipedia-en, incluindo "Daniéis" anteriores na Bíblia, alegações de locais de sepultamento e considerações desde o judaísmo rabínico, até islamismo e fé báhá'í. Bafuncius (discussão) 19h58min de 16 de novembro de 2020 (UTC)
Realmente, da maneira que está, não há razões para manter dois artigos, um sobre o personagem e outro sobre o livro, uma vez que o personagem tem sua discrição e origem no referido livro, sendo este o único registro que refere tal personagem. Sendo assim, de fato, o livro e o personagem tendem a ser indissociáveis. Outras obras que se seguiram, em sua grande maioria, apenas fazem interpretações deste material inicial, o que endossa a proposta de fusão. Já sobre o trecho que cita datas de celebrações na igreja A, B e C me parece desnecessário, pois dá ao personagem uma imagem proselitista em relação a determinada instituição religiosa (a não ser que também inclua a data de celebrações nas igrejas D, E, F, G, H...Z, no islamismo sunita, islamismo xiíta... etc), o que parece mais justo e neutro. Por isto concordei com o consenso alcançado na Central de Fusões "...mover "O Livro de Daniel" (com exceção do texto introdutório) e "O tema do livro segundo a perspectiva cristã" de Daniel para Livro de Daniel". Assim sendo, penso que existem duas alternativas:
  • Fundir os artigos Livro de Daniel à Daniel, e a partir daí fazer a organização das seções "Livro de Daniel" e "Daniel na liturgia cristã" de maneira verificável e coerente;
  • Seguir o consenso anterior, permanecendo com dois artigos, onde "O Livro de Daniel" (com exceção do texto introdutório) e "O tema do livro segundo a perspectiva cristã" (com toda sua liturgia) foram movidos de Daniel para Livro de Daniel. Ismael Silva Oliveira (discussão) 02h07min de 17 de novembro de 2020 (UTC)
O texto agora é outro, Ismael Silva Oliveira. O Livro de Daniel não é mais "único registro que refere tal personagem", há outros Daniéis anteriores na Bíblia, de uma longa tradição; quanto a "imagem proselitista", não há, pois foram citadas datas de comemoração litúrgica em diversas denominações cristãs, enquanto no judaísmo e islamismo não parece haver celebração de Daniel. Bafuncius (discussão) 10h09min de 17 de novembro de 2020 (UTC)
Só uma nota: não sei o que entende por celebração, mas Daniel é muito reverenciado no islão e há vários "túmulos de Daniel" em pelo menos cinco países islâmicos. Alegadamente, pelo menos o de Samarcanda é destino de peregrinação de judeus e, com a "misturada" que se verificava em túmulos de santos no Norte de África antes da fundação de Israel, não me admirava se o de Marrocos também tivesse sido um local sagrado para os judeus marroquinos. --Stegop (discussão) 10h58min de 17 de novembro de 2020 (UTC)
Sim Stegop, mas referi-me a uma data específica de celebração. Pelo que pude pesquisar não encontrei alguma entre eles, e por isso está bem neutra a seção de comemoração litúrgica, abrangendo diversas denominações cristãs. Bafuncius (discussão) 11h09min de 17 de novembro de 2020 (UTC)
@Bafuncius: Ok, entendi. Em todo o caso não vejo grande problema em que não haja menção à forma como outras religiões eventualmente encaram a figura do profeta. O ótimo é inimigo do bom e é inevitável que religiões claramente minoritárias sejam omitidas ou tenham menos atenção e que a perspetiva cristã, ou até mesmo, mais especificamente, católica, tenha maior atenção num projeto em que a esmagadora maioria dos seus editores e leitores são de sociedades com um forte substrato católico (mesmo que não o sejam de facto, em termos de convicções e prática religiosas). --Stegop (discussão) 11h26min de 17 de novembro de 2020 (UTC)

Recuperação de conteúdo[editar código-fonte]

O artigo Livro de Daniel é, de fato, elogiável pelo seu conteúdo super informativo, porém, quanto as referências, deixa muito a desejar. O artigo Livro de Daniel resume o livro e foca quase totalmente no referido livro, sem se aprofundar muito nos detalhes biográficos do profeta, que podem ser melhor alocados nesse artigo. Não pode se tratar como inadmissível um repetição minúscula ou parcial do conteúdo entre artigos, além do mais, quando se trata de artigos estreitamente associados entre si. Peço a reintegração/recuperação do conteúdo sobre "Daniel como personagem histórico". Esse é o conteúdo:

Existe uma referência sobre Daniel no Livro de Ezequiel (capítulo 14:14); nele, ele é considerado um modelo de sábio, o que levou a considerar que a passagem se refere a Dan-El, um herói cananeu e fenício mítico. A tendência entre os comentaristas bíblicos que usam o método de análise literária é considerar que o livro de Daniel seja um relato popular que visa destacar algumas questões importantes para a nação judaica nos anos que antecederam a perseguição de Antíoco Epifânio. A linguagem do livro, as imprecisões sobre o período em que se situa (império babilônico e conquista persa) em contraste com a minuciosidade das descrições de Antíoco tendem a sugerir essa noção. Este também é o consenso acadêmico moderno entre historiadores e arqueólogos, de que Daniel nunca teria existido e o livro atribuído à ele seria uma alusão enigmática ao reinado de Antíoco Epifânio. Os autores fundamentalistas, ao contrário, consideram-no um personagem histórico.

Esse👆 é o conteúdo que eu desejo que seja recuperado. O primeiro parágrafo dele, que está em itálico, também está presente no artigo Livro de Daniel, estava, pois eu o eliminei do referido artigo, pois não fará diferença, não se encaixa no contexto do artigo. O último trecho, que está em negrito, também está no artigo Livro de Daniel, e é bem recente. Bafuncius adicionou esse trecho no referido artigo após a última discussão aqui. Esse trecho em negrito não fará falta no artigo Livro de Daniel. Eliminados todos os plágios para evitar repeteco de conteúdo entre ambos artigos, peço agora a reintegração desse conteúdo a esse artigo, Daniel.

  • Não é admissível o conteúdo sobre a Historicidade de Daniel nesse artigo
  • O texto não é cópia, plágio ou replica.
  • Facilita o acesso ao conteúdo
  • Nenhuma regra violada

Portanto, quero a reintegração do conteúdo. Mas antes quero saber se Ismael Silva Oliveira e Stegop concordam. Se estão que acordo, agradeço.

“ O conhecimento deve ser espalhado, e não simplesmente guardado para si... Conhecimento deve ser espalhado, e ser acessível para todos ”NerdZizc (discussão) 16h03min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Sou favorável a discutir essas informações do Daniel histórico estarem contidas no artigo sobre Daniel, apoio a recuperação do trecho em negrito apenas, na seção "Existência histórica", que está com um redirecionamento atualmente; o trecho sobre Dan-El já está explicado na seção "Tradição de fundo". O primeiro consenso de divisão de conteúdo tinha sua razão naquela época da proposta de fusão, quando a maioria das informações eram referentes ao Livro, mas agora podemos ter essa discussão para editar de uma forma segura nessa reorganização e evitar atrito. O único cuidado a tomar, como o Stegop tinha levantado anteriormente, é de não deixar conteúdo redundante em ambos os artigos. Bafuncius (discussão) 16h31min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Boa tarde Bafuncius. Além desse texto acima, tem outra parte que também quero adicionar. Você já deve ter lido a versão espanhola desse artigo, e deve saber que tem uma trecho à mais, onde fala os argumentos dos fundamentalistas para apoiar a existência de Daniel. Porém, essa parte está sem referências e assim que eu encontrar adicionarei também, junto com o o texto que eu quero que seja recuperado. Na minha opinião, a parte sobre Dan-El se fará necessária recuperar, quando os argumentos dos fundamentalistas também serem adicionados. Quanto ao resto, que não está em itálico e negrito, poderia ser movida pro artigo Livro de Daniel, porém, não é necessário, fala praticamente a mesma coisa, mas de forma resumida. Mas como o livro e o profeta são associados, acho que não teria problema se recuperá-la também. Para solucionar melhor, também deverá ser adicionado os argumentos dos fundamentalistas, mesmo sem referências, junto ao texto acima. Isso logos após o conteúdo ser recuperado. NerdZizc (discussão) 16h50min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Por mim acho que tudo bem se respeitar uma divisão de conteúdo que fale mais de Daniel no artigo, e não do Livro. Vamos aguardar as outras opiniões, depois, conforme as edições, poderão avaliar também e ajudar caso vejam uma forma de organizar melhor. Bafuncius (discussão) 16h52min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Acho que a partir de "o consenso acadêmico moderno", que é a afirmação conforme está na Wikipedia em inglês. O começo de "os comentaristas bíblicos" era uma parte do artigo sobre o Livro de Daniel mesmo. A parte seguinte parece adequada por mim.Bafuncius (discussão) 20h02min de 24 de novembro de 2020 (UTC)m

Então vamos deixar o conteúdo da seguinte forma:

“ O consenso acadêmico moderno entre os historiadores e arqueólogos é de que Daniel nunca teria existido e o livro atribuído a ele seria uma alusão enigmática ao reinado de Antíoco Epifânio. Os autores fundamentalistas, ao contrário, consideram-no um personagem histórico. Segundo esses estudiosos, o sábio Danel citado por Ezequiel, corresponde ao profeta, visto que Ezequiel não teria motivos para mencionar alguém que não fosse diretamente relacionado ao povo de Israel. Eles acrescentam que o fato de um jovem nobre hebreu ter sido levado ao palácio de Nabucodonosor corresponde ao costume da época e que Belsazar é corretamente descrito como governante da Babilônia, finalmente eles sustentam que o fato de pelo menos seis lugares serem considerados seu túmulo, embora por si só não prove nada, é um argumento a favor de sua existência. ”

NerdZizc (discussão) 17h50min de 24 de novembro de 2020 (UTC)

Bom Dia Bafuncius... Os usuários Stegop e Ismael Silva Oliveira não se manifestaram, e como não há problema com o conteúdo pode recuperá-lo a partir de “O consenso acadêmico moderno...”, incluindo a opinião dos fundamentalistas. NerdZizc (discussão) 13h49min de 27 de novembro de 2020 (UTC)

Bom dia, NerdZizc! Recuperei esse trecho e deixei uma nota que distingue a historicidade do livro e direciona para o outro artigo. Qualquer problema imagino que eles irão comentar. Tudo de bom! Bafuncius (discussão) 14h33min de 27 de novembro de 2020 (UTC)