Discussão:Djibouti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Untitled[editar código-fonte]

"DJIBOUTI", com esta grafia, é puro francesismo. No Brasil, o meu país, usa-se, "DJIBUTI", um pouco melhor, porém um pseudo-aportuguesamento. Sou pela forma JIBUTI, esta sim lidimamente portuguesa, coisa nossa, portanto. Proponho, então, que se adote apenas JIBUTI nesta WIKIPÉDIA lusófona.

Consultei aoguns interwikis e eles mantem a grafia com a letra D. No artigo já existe o aviso que o termo aceita outras grafias. Favor não alterar o artigo, pois ele segue o termo mais conhecido. --OS2Warp msg 00:38, 23 Julho 2006 (UTC)

Mudança de título[editar código-fonte]

A mudança do título deste artigo de Djibouti para Jibuti está a ser votada em Discussão:Lista de países. Gameiro (discussão) 16h47min de 14 de Janeiro de 2008 (UTC)

Ainda o título[editar código-fonte]

Proponho a alteração do título para Djibuti, grafia mais correta em português já que elimina o galicismo ou. Uma menção à forma Djibouti seria mantida, devido à frequência de seu uso (especialmente na mídia). Mas creio que o título deveria apresentar a grafia mais correta. Gostaria de saber a opinião dos interessados. RafaAzevedo msg 00h54min de 11 de Maio de 2008 (UTC)

Eu preferia a versão Jibuti ou Jibúti já que elimina o grafema "Dj", inexistente em português no princípio de sílabas. Mas entre Djibouti e Djibuti, vou pela segunda, preferindo mesmo Djibúti, já que a sílaba tónica (pelo menos em Portugal) é no "bú" e não no "ti". Gameiro (discussão) 17h59min de 11 de Maio de 2008 (UTC)
Desculpe-me, mas "dj" não é inexistente no português, nem no de Portugal, nem no do Brasil. Django Reinhardt está aí, para quem quiser e não quiser ver. Já a sílaba tônica da palavra pode ser tanto em "bu" quanto em "ti", isto pouco influencia a grafia. RafaAzevedo msg 22h48min de 11 de Maio de 2008 (UTC)
Não entendo o exemplo de Django Reinhardt, que é um belga. Continuo a insistir: dj não existe mesmo em português, apenas sendo utilizado em:
  • substantivos exóticos (como surgem no dicionário Houaiss) e
  • no meio de palavras, mas nunca no início de sílabas (como em ad-je[c]-ti-vo)

Podem confirmá-lo aqui, numa questão por mim feito no Ciberdúvidas da Língua Portuguesa: [1] Gameiro (discussão) 07h10min de 23 de Maio de 2008 (UTC)

Talvez a grafia soe estrangeira a leitores portugueses, mas o seu uso é muito difundido e conhecido no Brasil. O dicionário Aurélio registra 13 palavras com a inicial "dj", incluindo o gentílico djibutiano, enquanto o Houaiss registra 16, incluindo djibutiano e djibutiense. RafaAzevedo msg 14h04min de 23 de Maio de 2008 (UTC)
Nesse caso talvez fosse melhor abolir o francesismo e adoptar uma forma aceite por dicionários portugueses. Neste caso preferia Jibúti ou Jibuti, mas aceitaria Djibuti ou Djibúti. Gameiro (discussão) 15h17min de 4 de Junho de 2008 (UTC)
Concordo. O curioso é que fui pesquisar qual havia sido a primeira versão do artigo, para que mantivéssemos a versão do português utilizada nela, e descobri que ela foi feita por um editor português que, no entanto, utilizou-se da grafia "brasileira", por assim dizer (com Dj). RafaAzevedo msg 15h36min de 4 de Junho de 2008 (UTC)
Rafa, a título de curiosidade, cá em Portugal também está muito difundida a forma com "Dj" mais por influência inglesa (ou possivelmente francesa) do que brasileira. Independentemente do som "dj" ser usado no Brasil ele continua estranho ao português, e é tradicional substituí-lo pela letra J. Mas, como disse antes, mais vale português diocionarizado (e errado na minha opinião) do que francês puro. Gameiro (discussão) 15h10min de 6 de Junho de 2008 (UTC)

───────────────────────── Metendo o bedelho, anos depois: que tal os futebolistas Djalma Santos, Djalminha e Djalma Dias? Yanguas diz!-fiz 02h12min de 8 de setembro de 2011 (UTC)

Em português a sequência "dj" em início de sílaba não existe. No português do Brasil, talvez devido à influência de línguas locais, utiliza-se por vezes mas é de lembrar que existem as alternativas Dejalma e Dejanira (outro exemplo). O nome Djalma, no entanto, é de origem estrangeira (e fictícia). Provém do príncipe indiano Djalma, personagem da obra de Eugène Sue O Judeu Errante e, como tal, não pode fazer regra. Gameiroestá lá? 18h19min de 9 de setembro de 2011 (UTC)

Diferenças encontradas nos títulos[editar código-fonte]

Artigos e categorias com títulos Djibouti e outros criados como Djibuti após esta discussão, e sem consenso da comunidade e nem votação:

Artigo e categoria principal = Djibouti, Categoria:Djibouti

Solicito que os títulos que estiverem como Djibuti, sejam movidos para Djibouti conforme o artigo e categoria principal, até que se resolva o título que vai ficar. Jurema Oliveira (discussão) 18h44min de 20 de janeiro de 2010 (UTC)

"Solicitação" absolutamente despropositada, os títulos devem ficar tal como forem criados, isso é uma completa falta de respeito com as diferentes versões do português. RafaAzevedo msg 10h18min de 21 de janeiro de 2010 (UTC)
Permita-me que discorde Rafa, não vejo a proposta da Jurema como totalmente despropositada. Com todas as coisas boas que a política do primeiro editor traz (respeito, divulgação das outras versões do português, maior conhecimento) ela cria ao mesmo tempo problemas como esse. Se bem que no artigo (e em outros referentes) qualquer versão estaria correcta, no caso de categorias e/ou sub-artigos (Economia de, Política de, História de) faria todo o sentido a versão do português estar igual. Não acredito que a mudança seja para fazer agora, mas chegando a comunidade a um consenso sobre todo este problema, este era um dos objectivos finais. Na minha opinião Djibuti, versão brasileira, e Jibuti, versão europeia serão as duas únicas possíveis. Mas existe um ponto de vista, na minha opinião errado ou no mínimo desactualizado, que defende a versão fracesa Djibouti, e isso é inegável. Esse será o primeiro passo a seguir. Resolver o problema principal: discutir o nome do artigo, ressalvando no entanto que a utilização de qualquer outra versão seja lícita, mas definindo uma preferência de um que seja utilizável em sub-artigos relativos ao país e nas suas categorias. Tal faria sentido numa enciclopédia de qualidade onde de certeza não encontra artigos na forma Luís Vaz de Camões ao mesmo tempo que se encontra Lírica de Luiz Vaz de Camões. Mais uma vez, e depois de quase 2 anos a discutir este assunto, gostaria de chamar a atenção para uma política da Wiki em português, neste caso quase sempre ignorada, que diz que sempre que exista uma versão aportuguesada em uso (Nova Iorque, Gana, Botsuana ou Djibuti/Jibuti) ela é sempre preferível no título ao estrangeirismo (New York, Ghana, Botswana, Djibouti), mesmo que este esteja igualmente em uso. Coisas como Sascachevão ou Antiga e Barbuda, embora correctas e preconizadas por dicionários e vocabulários, não estão em uso, estando, por isso, perfeitamente de acordo com as regras da Wiki os títulos Saskatchewan e Antígua e Barbuda. Eu estaria disposto a retomar as conversações sobre este assunto de um modo civilizado e tendo como objectivo final o consenso, e não a vitória pessoal. Por muito erradas que nós consideremos as opiniões de pessoas como a Jurema ou outros, eles fazem parte da comunidade e serão sempre um entrave ao consenso se apenas nos cingirmos à nossa opinião pessoal. É preciso negociar um meio termo, uma regra geral. Neste momento ter uns países com estrangeirismos (Malawi, Bahrain, etc) e outros com palavras portuguesas (Ruanda, Benim) não funciona. Concluindo, este é um problema criado pela "regra do primeiro autor": a proliferação de grafias díspares e confusas. Será correcto alguém usar Malawi, Ruanda, Bostwana e Zimbábue no mesmo trabalho? Não. É por isso que gostaria de retomar "negociações" para uma regra geral, se possível moderadas por um administrador imparcial e num segundo plano, definir (novamente com consenso) caso a caso o que deve ser mudado e o que deve ser mantido. Propunha esta discussão aqui: Wikipedia:Esplanada/propostas. Peço perdão pelo tamanho do discurso, mas entusiasmei-me. Saudações a todos, de Lisboa. Gameiroestá lá? 00h34min de 22 de janeiro de 2010 (UTC)
Gameiro, vou ser curta e objetiva como sempre, concordo mas, já vi esse filme antes, aí vai-se para a Esplanada e depois de um tempo decide-se que é melhor discutir caso por caso na discussão dos artigos, e assim vamos nós nesse vai e volta até quando? hehe Jurema Oliveira (discussão) 00h21min de 3 de fevereiro de 2010 (UTC)


Resolvamos a questão do título[editar código-fonte]

O artigo traz quase dez fontes que recomendam "Djibuti", algumas que recomendam "Jibuti", e nenhuma que recomende "Djibouti" - versão que nem aparece mais no artigo, mas segue como título. Existe alguém que se oponha a mudar o título de "Djibouti" para "Djibuti"? MissionFix (discussão) 01h02min de 28 de maio de 2015 (UTC)

A grafia que uso é Jibuti, pela combinação inicial "Dj" não ser comum em português e haver a tendência normal de usar "j". Sei que no Brasil, é mais aceitável o uso de "Dj" inicial. Assim, Symbol support vote.svg Concordo com a movimentação para Djibuti, que está de acordo com o definido em Wikipedia:Convenção de nomenclatura/Nomes próprios#Traduções e transliterações. Gameiroestá lá? 13h41min de 28 de maio de 2015 (UTC)
Tendo em vista que fonte não falta para o uso da grafia simplificada, e tendo em vista que aquele "o" não é pronunciado Symbol support vote.svg Concordo totalmente com a proposta. Alias valeria a menção que esse dilema do "ou" importado do francês é algo que deve-se tomar muito cuidado quando usado, pois ele não é pronunciado como um ditongo, um problema que inclusive existe no grego.--Rena (discussão) 16h51min de 28 de maio de 2015 (UTC)
É uma das más características da wikipédia (estou bem mais habituado à en mas aqui parece igual, senão pior) é que discutir nem sempre resulta, resulta é ser teimoso. Se a (relativamente pouca) discussão nesta página aponta claramente para que Djibuti será o mais consensual, e o artigo usa Djibuti, por que é que o(s) artigo(s) se chama Djibouti? Ou uma coisa ou outra, não? A mim - que não sou linguísta mas gosto da língua e sou Português - Djibuti (sílabatónica no "ti") soa-me como sendo o termo mais comum, portanto o preferido. Jibuti soa muito estranho porque em geral pronuncia-se o "d" inicial. Djibouti também me parece bem, até talvez o melhor, que em geral eu prefiro usar o nome original (ou a sua versão em carateres latinos) de locais e pessoas, desde que não sejam extraordinariamente exóticos (mais vale China que Zhongua, Egipto do que Misr, e a subjetividade resolve-se, se houver vontade). Agora o que é um tanto tonto, é ter um artigo com título "Djibouti" a falar de uma entidade chamada "Djibuti" - que dever ser outra coisa qualquer não? - Nabla (discussão) 23h20min de 25 de junho de 2016 (UTC)