Discussão:Jönköping

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Muitas coisas aqui não são corectos. Muitas coisas aqui são falsas. Eu não falo o escrevo bém português, desculpa. Mas eu entendo muito. Obrigado. Calle Widmann (discussão) 19h28min de 1 de junho de 2010 (UTC)[Responder]

Jönköping em textos em português (WP:V)[editar código-fonte]

Seguindo as recomendações da Convenção de nomenclatura para nomes próprios, foram consultadas:
(1) Fontes lexicográficas, linguísticas e académicas
(2) Uso atestado por artigos de livros especializados, obras literárias, documentos oficiais, jornais, revistas e páginas informativas.

  1. ”... Os Cardigans surgiram em outubro de 1992 na cidade de Jönköping, na Suécia ...”
    (Infopédia)
  2. "... Jönköping (cidade da Suécia) População: 117.896 habitantes Cidade da Suécia ( 117.896 habitantes)..."
    (Enciclopédia Barsa Universal)
  3. "... Jonkoping (Suécia)..."
    (Universidade de Lisboa)
  4. ”... professora associada na Escola de Educação e Comunicação da Universidade de Jönköping, na Suécia...”
    (Universidade Federal de Uberlândia)
  5. "... O Dr. Sven Erik Sköldberg, médico do governo da província de Jonkoping, entre 1834 e 1864, examinou as crianças..."
    (Universidade Presbiteriana Mackenzie)
  6. "... Quando eu fui selecionada para ir para Jönköping, ela era minha 10º opção..."
    (Universidade de São Paulo)
  7. ”... os resultados do estudo epidemiológico em Jönköping, Suécia mostraram...”
    (Universidade Católica Portuguesa)
  8. ”... Os professores da Escola de Engenharia da Universidade de Jönköping contatados ...”
    (Universidade Federal de Santa Catarina)
  9. ”... avaliaram a frequência de queixas musculo esqueléticas em higienistas dentais que trabalhavam no Serviço Odontológico Nacional da cidade de Jönköping localizada na Suécia...”
    (Universidade Estadual Paulista)
  10. ”... três centros de bem-estar infantil no Município de Jönköping, na Suécia...”
    (Pontifícia Universidade Católica de Goiás)
  11. ”... Professor de Operações e Gestão da Cadeia de Suprimentos na Universidade de Jönköping, na Suécia...”
    (Universidade Federal de Uberlândia)
  12. ”... coordenado pelo prof. dr. Mohamed Chaib (Universidade de Jönköping, Suécia)...”
    (Universidade Estadual Paulista)
  13. ”... pós-doutorado em Gerontologia pela Universidade de Jönköping, Suécia (2005) e pela Universidade Federal de São Paulo (2009)...”
    (Universidade de Brasília)
  14. ”... E lhe concederam várias menções de doutor honoris causa no mundo (Genebra, Glasgow, Sussex, Sevilha, Bruxelas, Bolonha, Londres, Roma, México, Pécs, Lisboa, Jönköping, Iasi, Brasília, Buenos Aires e Évora)...”
    (Universidade Federal de Santa Catarina)
  15. ”... foi simulada a sala de concertos chamada ELMIA-hall localizada em Jönköping, Suécia...”
    (Universidade de São Paulo)
  16. ”... Jönköping (cidade da Suécia)...”
  17. "... Jönköping, Suécia, e de três centros de bem-estar infantil no Município de Jönköping, na Suécia..."
  18. ”... pós-doutorado em Gerontologia pela Universidade de Jönköping, Suécia (2005) e pela Universidade Federal de São Paulo (2009)…”
  19. ”... Pós-doutora em Gerontologia pela Universidade de Jönköping, Suécia…”
  20. ”... Um senhor de 81 anos de Jönköping, na Suécia, ficou surpreso após ler o próprio obituário...”
  21. ”... o ambiente examinado foi a sala de concertos ELMIA HALL, localizada em Jönköping, Suécia....”
  22. "... Johanna Billing nasceu em 1973, em Jönköping, Suécia..."
  23. ”... e pós-doutorado em Gerontologia pela Universidade de Jönköping, Suécia....”
  24. "... uma interligação com trem de alta velocidade, entre as 3 maiores cidades da Suécia, incluindo Jönköping..."
  25. ”... com pós-doutorado em gerontologia pela Universidade de Jönköping, Suécia…”
  26. ”... Carl Pehr Thunberg nasceu em Jönköping, província de Smaland, Suécia, em 11 de novembro de 1743...”
  27. ”... Nasceu em Jönköping em 26 de novembro de 1903 e morreu...”
  28. "... A irmã, Lotta, primeiro ficou numa casa de acolhimento, depois foi adoptada por uma família em Jönköping."
  29. ”... Em Jönköping, uma das lans mais progressistas, por exemplo, as taxas de infecção e mortalidade decorrentes de erro são cerca de um quinto...”
  30. ”... Um tio seu, Daniel Berzelius, farmaceutico em Jönköping, a quem visita nas ferias desse ano, não lhe permite trabalhar em sua farmacia...”
  31. ”... Nascido em Jönköping, Suécia, em 1937 ...”
  32. ”... Imaginei que ele tivesse sido bastante popular com as meninas de seu ensino médio em Jönköping, Enköping, Linköping ou algum outro maldito lugar com nome terminado em köping...”
  33. ”... Botânico famoso sueco; n. em Jönköping, em 11-11-1743 ; m. THURICOLA, s. m...”
  34. ”... 1950, em Jönköping, na Suécia....”
  35. ”... Você não disse que ela morava em Jönköping?...”
  36. ”... José resolveu deixar pra trás a recomendação do amigo Jô: o hotel em Jönköping, com o seu padrão estrelar...”
  37. "... Agneta Åse Fältskog, a caçula do ABBA, nasceu em Jönköping..."
  38. ”... primeiro ficou numa casa de acolhimento, depois foi adotada por uma família em Jönköping...”
  39. ”... A polícia encontrou uma mulher assassinada em Jönköping...”
  40. "... A Escola de Ciências da Saúde de Jönköping oferece uma variedade de educação em nível de graduação..."
  41. ”... informou que a paciente é uma mulher que deu entrada em um hospital do condado de Jönköping...”
  42. ”... a Dream Hack Open Winter 2019, que acontecerá entre os dias 29 de novembro e 01 de dezembro, em Jönköping, na Suécia....”
  43. ”... Os produtos da Munksjö são principalmente fabricados na sua fábrica de Jönköping na Suécia…”
  44. ”... que engloba a zona sul da circunscrição de Östergötland, a zona leste da circunscrição de Jönköping, a zona norte da circunscrição de Kalmar…”
  45. ”... auditoria preventiva aos sistemas de gestão e controlo do objectivo nº 2 de uma das autoridades de gestão e pagamento em Jönköping, na Suécia…”
  46. ”... Data de adopção da decisão: 21.1.2003 Estado-Membro: Suécia (Condado de Jönköping)…”
  47. ”... apresentado na reunião informal dos Ministros da Saúde em Jönköping..."
  48. ”... Todos eles residem na região de Jönköping.…”
  49. ”... em representação de K. Karlsson e L.-G. Gustafsson, por J. Borgström e C. M. von Quitzow, advogados em Jönköping,…”
  50. ”... as estações de tratamento das aglomerações de Kristianstad, e, por outro, de Jönköping e de Huskvarna…”
  51. ”... e a estância aduaneira de destino situada em Jönköping (Suécia)…”
  52. ”... Além disso, em cinco regiões, as quotas de mercado combinadas situar-se-iam entre 40 % e 50 % (Jönköping,...”
  53. "... Os catarinenses seguirão para Jönköping, distante 324 Km da capital sueca na terça-feira, dia 16 de maio..."
  54. "... Viajaram vários quilômetros até Jönköping para jogar Counter Strike: Global Offensive (CSGO)..."
  55. ”... homens, com idades entre 65 e 75 anos, foram encontrados em um buraco no gelo no lago Sävsjö, ao sul da cidade de Jönköping...”
  56. "... que conta com quatro filiais na Suécia (Estocolmo, Jönköping, Malmo e Gotemburgo)..."
  57. ”... deu entrada em um hospital do condado de Jönköping após ter viajado à província de Wuhan, na China, epicentro da doença...”
  58. ”... Durante um passeio de fim de semana no Lago Vidostern, no condado sueco de Jönköping…”
  59. ”... de 150 quilômetros por trecho entre dois terminais da operadora logística localizados nas cidades de Gotemburgo e Jönköping....”
  60. ”... resultou no primeiro campeonato mundial organizado pela Riot Games, durante a Dreamhack Summer, em Jönköping, Suécia....”
  61. ”... A primeira fábrica de produção de celulose Kraft foi a Munksjö, em Jönköping (Suécia)...”
  62. ”... chefe do Departamento de Ortodontia no Instituto para pós-graduação em Educação Dentária em Jönköping na Suécia...”
  63. ”... Exerceu, também, os cargos de diretor dos Departamentos de Ortodontia do Instituto de Pós-graduação em Educação Odontológica de Jönköping (Suécia) e da Universidade de Lund, em Malmo (Suécia)…”
  64. ”... A primeira fábrica de produção de celulose Kraft foi a Munksjö, em Jönköping (Suécia), em 1885…”
  65. ”... os resultados do estudo epidemiológico em Jönköping, Suécia mostraram...”
  66. ”... pais em Jönköping e Legoland, mas Kiruna não queria desaparecer. ...”
  67. ”... Pós doutora pela Universidade de Jönköping na Suécia…”
  68. ”... computadores ligados em simultâneo, na sua edição de 2007 em Jönköping na Suécia, autenticado...”
  69. ”... uma colaboração entre a Baxter, o Hospital Municipal Ryhov em Jönköping e o Hospital Sahlgrenska, Göteborg na Suécia...”
  70. ”... surgiu a partir de dois estudos longitudinais, denominados OCTO e NONA, realizados na Suécia na cidade de Jönköping…”
  71. ”... Com a conquista, a Gen.G faturou 50 mil dólares, além de uma vaga na Dream Hack Masters Jönköping, na Suécia...”
  72. ”... Esta mulher terá estado na zona de Wuhan e encontra-se internada no hospital Ryhov County, em Jönköping, a sul do país....”
  73. "... Cerca de 1500 pessoas trabalham nas plantas de Linköping, Järfälla, Jönköping, Göteborg, Arboga e Trollhättan..."
  74. "... O funeral do goleiro sueco Stefan Liv, que atuava pelo time russo, também ocorreu neste sábado, em Jonkoping..."
  75. ”... O evento acontecerá em Jönköping, na Suécia, entre 9 e 14 de junho...”
  76. ”... quando passava férias na casa de veraneio da família no condado de Jönköping...”
  77. ”... foram encontrados em um buraco no gelo no lago Sävsjö, ao sul da cidade de Jönköping...”
  78. ”... anunciou o primeiro caso confirmado de contágio do novo coronavírus na região de Jönköping....”
  79. ”... segundo o balanço fornecido na noite desta quarta-feira pelo hospital onde são atendidas, em Jönköping, capital regional...”
  80. ”... anunciou o primeiro caso confirmado de contágio do novo coronavírus na região de Jönköping, sul deste país nórdico....”
  81. ”... De acordo com o arqueólogo Mikael Nordström, do museu do condado de Jönköping...”
  82. ”... Na Suécia, uma mulher do condado de Jönköping teve a infecção confirmada após exames...”
  83. ”... A rota será entre as cidades de Gotemburgo e Jönköping na Suécia, uma distância de 150 km por trecho...”
  84. ”... reiterou hoje em conferência de imprensa a chefe da polícia da província de Jönköping...”
  85. "... Na auto-estrada a sul da Scania, de Södertälje para Jönköping, no centro sul da Suécia, foi avaliado o efeito..."

Jonkoping em textos em português[editar código-fonte]

  1. ”... Bokinge e Hasselstrom (1980) realizaram um estudo em Jonkoping, Suécia na tentativa...”

Ionecopinga em textos em português[editar código-fonte]

  • Google (livros): A pesquisa – Ionecopinga - encontrou ocorrências em fontes lusófonas. [5]
  1. ”... Ionecopinga…”
  2. ”... Ionecopinga, cidade da Suécia…”
  3. ”... Ionecopinga (Iöneköping)…”
  4. ”... Ionecopinga…”
  5. ”... Ionecopinga (Iöneköping)…”
  6. ”... Ionecopinga (Iöneköping)…”

Renomeação[editar código-fonte]

Symbol declined.svg Discordo diametralmente. Está abonado em fonte lexicográfica, nenhuma das parcas fontes citadas é lexicográfica.--Rena (discussão) 12h05min de 30 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

Symbol support vote.svg Concordo em mudar o nome para Jönköping, a forma mais usada em textos em português, ocasionalmente aportuguesada para Jonkoping. A designação alternativa Ionecopinga não é uma forma de uso corrente em português, nem tem “uso considerável em nenhuma das versões da língua portuguesa”. Além disso, cria uma desarmonia entre os topónimos suecos com terminacão -köping (Äsköping, Köping, Linköping, Malmköping, Norrköping, Söderköping). Tudo isto, seguindo o recomendado pela Convenção de nomenclatura/Nomes próprios da Wikipédia.--HCa (discussão) 19h15min de 30 de julho de 2018 (UTC)[Responder]

Renomeação (2)[editar código-fonte]

Não basta Ionecopinga estar abonado em uma fonte lexicográfica de 1941. Tem de ter uso considerável. Jönköping está abonado em fontes lexicográficas e académicas contemporâneas, e tem uso considerável nos nossos dias.
HCa (discussão) 19h04min de 2 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]

HCa, não se trata disso, mas se trata de eu não perder tempo [mais útil] só fazendo listas intermináveis de ocorrências, sem filtro de qualidade das fontes (volte e meia pipocam até blogues e livros autopublicados nas suas "ocorrências"), apenas para dizer que, na googlada, se achou mais esta ou aquela grafia. Nunca foi esse o intuito da convenção, e seria impossível provar algo fazendo isso. Ademais, é inverídica a afirmação de que "só consta" numa obra de 1941. Há várias outras lexicográficas (1, 2, 3, 4), acadêmicas (1, 2, 3) e jornalísticas (1, 2, 3). E é, no mínimo, exótico você mover o artigo para um exônimo despropositado tendo o seu apoio como proponente.--Rena (discussão) 18h13min de 10 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Não compreendo a coerência do seu raciocínio. Tanto quanto entendo, deve-se usar nos títulos a forma mais amplamente disseminada. E também tenho a percepção de que a Wikipédia não aspira a impor critérios. A nossa missão como editores da Wikipédia é reproduzir o conhecimento na forma como se apresenta. HCa (discussão) 19h41min de 10 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
"(...) forma mais amplamente disseminada." que aqui se traduz no vernáculo, que não caiu em desuso e tem registo de décadas. Aliás, consta no CNNTT, que tu citas só a parte de teu interesse, que "No respeito pelo Acordo Ortográfico de 1990 (e seus antecessores)" (negrito meu) e na sequência se elenca as condições de registro e uso. E no dito acordo está posto de forma inequívoca em I.6 que: "Recomenda-se que os topónimos/topônimos de línguas estrangeiras se substituam, tanto quanto possível, por formas vernáculas, quando estas sejam antigas e ainda vivas em português ou quando entrem, ou possam entrar, no uso corrente. (negritos meus). Isso é mais do que suficientemente claro para não precisarmos ficar discutindo algo que está explicitado nas fontes.--Rena (discussão) 19h56min de 10 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
A convenção de nomenclatura da Wikipédia diz de forma clara na abertura que "o artigo deve sempre ter o nome pelo qual é mais conhecido".
  • Nas fontes encontradas, esta cidade sueca é conhecida maioritariamente como Jönköping, e apenas em alguns poucos casos como Ionecopinga.
Na mesma convenção de nomenclatura da Wikipédia, é apresentado o método a seguir para este tipo de topónimos:
"No respeito pelo Acordo Ortográfico de 1990 (e seus antecessores), devem ser usadas" formas históricas portuguesas e aportuguesamentos quando estes cumpram simultaneamente 2 requisitos: "Se baseiem em fontes lexicográficas, linguísticas e/ou académicas fiáveis" e "Tenham uso considerável em alguma das versões da língua portuguesa."
E finaliza apontando que "em todos os outros casos deverá ser usada a forma na língua original", dando os exemplos "Washington, Durban, Melbourne, La Paz".
  • Nas fontes encontradas, a forma Ionecopinga não tem "uso considerável", ao contrário de Jönköping, que é a forma claramente mais disseminada.
Por consequência:
  • Jönköping deve ser o título do artigo, tal como Washington ou Buenos Aires. HCa (discussão) 06h27min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Ué, mas até uma semana atrás você disse que "só uma fonte de 1941" não baliza nada, mas eu mal abri o santo pai Google e já pipocaram outras inúmeras, o que está posto que: a) você filtrou para aparecer fontes com a grafia almejada (o que é um bocado óbvio no ato de pesquisa); b) não pesquisou, ou sabe-se lá por qual motivo, não informou outras fontes contrapondo as que usou; c) a pescaria de fontes porque aparecem fáceis no Google não provam que algo é de "uso maioritário", "corrente" ou o adjetivo que queria usar, sendo necessário aferir isso pela constância ao longo do tempo, coisa que Ionecopinga tem, com fontes citando-a num espaço de tempo maior que 100 anos, com a mais antiga que encontrei sem qualquer esforço sendo de 1908, mas certamente havendo mais antigas. Em suma, insistir que Ionecopinga não é de uso corrente é difícil de crer.--Rena (discussão) 06h39min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário O Renato não respondeu ao argumento apresentado sobre a aplicação da convenção de nomenclatura da Wikipédia. Em vez disso mudou de assunto.
Symbol comment vote.svg Comentário O Renato faz uma série de suposições - erradas e grosseiras - sobre a minha utilização da ferramenta Google.
Symbol comment vote.svg Comentário O Renato insiste em sobrevalorizar o uso da grafia Ionecopinga. Todavia, as fontes encontradas não sustentam que seja um termo de uso corrente, isto é "que seja aceito e usado por muitos" ou "que seja conhecido, seguido ou crido pela maioria". Nas fontes encontradas, esta cidade sueca é conhecida maioritariamente como Jönköping, e apenas em alguns poucos casos como Ionecopinga. HCa (discussão) 07h14min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]

───────────────────────── Estou aqui, não precisa me chamar em terceira pessoa. Agora, em qual aspecto mudei de assunto? Não estamos tratando o uso corrente de Ionecopinga? Pois então, já está provado isso. O que mais precisa ser dito sobre? Dei as fontes cabíveis. E eu supus o que exatamente? Dei hipóteses, e qualquer uma dela é o que aconteceu, senão mais de uma. Você não filtra as buscas para determinar resultados? Se não faz, recomendo que faça. É libertador. E não faz pescaria de fontes conforme vão aparecendo e as coloca aqui toda hora que acha uma nova, a ponto da lista acabar nunca? Então. Onde estão as suposições "erradas e grosseiras"?--Rena (discussão) 09h00min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]

Ah, perdão. E esqueci de elucidar outra coisa. Onde fica a terceira suposição "errada e grosseira" que fiz quando comentei que não pesquisou sobre Ionecopinga? Está posto isso também, não? O campo para Ionecopinga das listas supra está totalmente vazio, e nem vem ao caso do porque (dei duas hipóteses, mas enfim), de modo a parecer que a dita grafia, que tem uso corrente, simplesmente não existe, o que não chega nem próximo de uma meia-verdade.--Rena (discussão) 09h04min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário O tratamento na 3ª pessoa é uma forma mais formal usada em Portugal. Neste caso, "o Renato" está algures entre "você" e "o senhor".
Symbol comment vote.svg Comentário Na minha maneira de ver, o Renato não respondeu ao meu argumento apresentado sobre a aplicação da convenção de nomenclatura da Wikipédia. Isso é importante pois a convenção de nomenclatura da Wikipédia diz claramente que “o artigo deve sempre ter o nome pelo qual é mais conhecido”, não “um nome corrente”.
Symbol comment vote.svg Comentário Na minha percepção, o Renato persiste em atribuir à expresssão "uso corrente" o significado "que tenha alguma utilização".
Todavia, a expressão "uso corrente" significa segundo os dicionários consultados "que seja aceito e usado por muitos" ou "que seja conhecido, seguido ou crido pela maioria". Por consequência, Ionecopinga não parece ter "uso corrente", ao contrário de Jönköping, que tem efetivamente "uso corrente", abonado por fontes lexicográficas e académicas contemporâneas, e por amplo uso em textos escritos em português.
Symbol comment vote.svg Comentário Observe que na busca documentada de ocorrências do termo Ionecopinga, não foi encontrado nenhum exemplo de uso do termo nas fontes lusófonas a que tive acesso. [6] [7] [8] [9] HCa (discussão) 08h08min de 13 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Vivi em Portugal, peculiarmente na capital, por tempo suficiente para não notar nisso. Mas não perderei tempo com essa questão, só continuo a achar estranho. Do segundo ponto, está faltando aí um quê de interpretação. Está bem claro pelo texto que estamos discutindo que o que rege, de fundo, a convenção é o AO-90, e isso é incontornável, visto que os títulos são sempre grafados tendo aquele documento como premissa, pouco importa se, no texto dos artigos, os editores sigam ou não. Dito isso, está posto sem qualquer sombra de dúvida no texto do próprio AO que devem ser usadas, tanto quanto possível, vernáculos que já existam e que ainda tem uso, ou aqueles que são viáveis para serem usados no uso corrente. Aí vem o ponto que requer a interpretação. O que é uso corrente? Diz Aulete: Que é aceito e us. por muitos, ou admitido como certo; Conhecido de todos; NOTÓRIO; PROPALADO. Isso é, dito de outra forma, o que está posto na convenção, onde optaram por escrever "mais conhecido". Não há conflito algum.
Symbol comment vote.svg Comentário Sobre o tratamento na 3.a pessoa, num artigo da Revista Diadorim (Revista Científica do Programa de Pós-graduacão em Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro) abordando "O tratamento no português europeu - As formas nominais de tratamento": Entre as várias formas nominais de tratamento, está " o artigo definido seguido de nome próprio, com forma verbal de 3ª pessoa, é usado em contextos informais, implicando um certo grau de conhecimento, mas não de familiaridade, e, por vezes, até um certo distanciamento entre os interlocutores (cf. O Rui pode chegar aqui?)" --HCa (discussão) 17h27min de 13 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário A Convenção de Nomenclatura da Wikipédia [10] combina harmoniosamente o Acordo Ortográfico [11] com o critério das fontes lexicográficas/ linguísticas/ académicas e o critério do uso considerável [12]. Estes três elementos juntos – necessariamente em sintonia – conduzem naturalmente a opções como Antuérpia e não Anvers, Genebra e não Geneve, assim como Oxford e não Oxónia, Buenos Aires e não Bons Ares, Liverpool e não Liverpul. No âmbito desta discussão, eu diria mesmo Jönköping e não Ionecopinga.
Não partilho da visão redutora da Convenção de Nomenclatura que sobrevaloriza um destes elementos e desvaloriza ou ignora os outros. --HCa (discussão) 08h07min de 14 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Nem sei bem o que responder quanto a isso, pois ainda não vi onde vê uma suposta "visão redutora", sendo que eu copiei e colei o que está nos próprios textos.--Rena (discussão) 20h19min de 14 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário Sobre a visão redutora da Convenção de Nomenclatura: Uma visão redutora da convenção é o que acontece quando um editor sobrevaloriza um dos critérios da convenção e desvaloriza ou ignora os outros critérios, em desacordo com o estipulado pela própria convenção. Neste caso, um editor sobrevaloriza fontes lexicográficas - antigas e em pequeno número – dando-lhes peso exagerado e desproporcional, e desvaloriza fontes académicas - contemporâneas e mais numerosas, assim como desvaloriza ou ignora fontes literárias, oficiais, jornalísticas, informativas - claramente maioritárias. Pergunto-me a mim próprio se isto não é uma distorção da letra e espírito da Convenção de Nomenclatura. E pergunto-me a mim próprio se isto não fere os ideais da Wikipédia lusófona. --HCa (discussão) 09h30min de 15 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
O terceiro ponto é fruto da falta de interpretação do próprio A0-90 e da definição de uso corrente. Não fiz confusão alguma com o que possa significar "Uso corrente". Uso corrente se prova, para nossos propósito, com amostragem de uso ao longo do tempo. O Google dar um punhado, grande ou pequeno, de casos não é indício de absolutamente nada, visto que não tem todas as fontes disponíveis publicadas, por mais que se esforce para tal; e não está peculiarmente preocupado com essa questão e filtra os resultados de acordo como o próprio usuário busca, mudando as ocorrências com base nos algoritmos, e não o uso concreto de algo. E por fim, o quarto ponto é só o que eu disse antes, com sua anuência. Tu não achou e já de pronto assumiu que não existe e que, por sua vez, não tem uso corrente, sendo que trouxe, sem esforço algum fontes corroborando o uso de forma clara.--Rena (discussão) 16h34min de 13 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário ”Uso corrente” implica uso feito por muitos, uso feito por uma maioria, uso comum, uso habitual, uso predominante. Uso pouco frequente não é propriamente ”uso corrente”. Não partilho da definicão de ”uso corrente” com o significado "uso que tenha alguma utilização ao longo do tempo". Ionecopinga não parece ter "uso corrente", ao contrário de Jönköping, que tem efetivamente "uso corrente", abonado por fontes lexicográficas e académicas contemporâneas, e por uso disseminado em textos escritos em português.--HCa (discussão) 09h57min de 14 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Está colocando palavras na minha boca. Eu disse uso ao longo do tempo, não algum uso. E disse isso para dizer que é a forma mais consistente de aferir uso corrente, em vez de fazer pescaria na googlada de ocorrências, visto que o Google inevitavelmente deixa os resultados obtidos enviesados em função de seus algoritmos e da preferência pessoal do utilizador.--Rena (discussão) 20h19min de 14 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
Symbol comment vote.svg Comentário Sobre a utilização do Google: O Google Busca é apenas uma ferramenta de pesquisa, tal como o Altavista, o AlltheWeb, o Yahoo e o MSN. O valor das fontes encontradas pelo Google está nessas mesmas fontes, e não no Google em si mesmo. Não partilho do negativismo em relação ao Google quando o Renato fala em "pescaria na googlada" ou "números mágicos do Google". A própria Wikipédia recomenda o recurso ao Google para encontrar referências. --HCa (discussão) 08h30min de 15 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]
E é importante colocar ainda que, se por fonte lexicográfica, está aludindo à Infopédia (a única das fontes citada que cabe a esse propósito), há uma diferença entre a enciclopédia da Porto (que é o que citou, ao mencionar o artigo sobre Cardigans, e o dicionário da supra. Um é léxico (o segundo), e não ambos. Estas ocorrências asseguram a menção na introdução, mas não são cabais para que se diga que o nome lusófono, atestado e prescrito, não seja preferido à luz das evidências.--Rena (discussão) 16h45min de 13 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]

Symbol comment vote.svg Comentário Symbol declined.svg Discordo da renomeação para Ionecopinga:
(1) Jönköping está abonado em fontes lexicográficas e académicas contemporâneas. É o nome mais em uso, nos nossos dias.
(2) Ionecopinga está abonado em algumas poucas fontes lexicográficas do século passado. Não parece ter uso signiicativo.
(3) A convenção de nomenclatura da Wikipédia diz que “o artigo deve sempre ter o nome pelo qual é mais conhecido”.
(4) O título Jönköping parece ser o mais apropriado, à luz dessa convenção.--HCa (discussão) 16h56min de 11 de setembro de 2021 (UTC)[Responder]